top of page
  • Foto do escritorDanny Reis - Psicoterapêuta

PSICOnews | O poder de um sorriso

Quem nunca ouviu a frase: “um sorriso vale mais que mil palavras”?

Talvez você não saiba, mas o valor do sorriso não está em apenas superar as palavras, mas também possui propriedades curativas e transformadoras. Apesar disso, muitas pessoas ficam presas aos aspectos morais, de personalidade e caráter, acreditando que não seria correto sorrir de coisas que não fazem nenhum sentido. O que boa parte das pessoas não sabem, é que existe no ser humano uma conexão fisiológica com as emoções e são ativadas por intermédio do corpo. Isso significa que, quando demonstramos alguma postura com o nosso corpo, nossa fisiologia ativa uma emoção que se relaciona com essa postura. Ou seja, se andarmos de cabeça baixa e com os ombros arqueados para frente, provavelmente sentiremos tristeza na maior parte do tempo. Mas, se andarmos com a cabeça erguida e com o peito aberto, sentiremos alegria em boa parte do tempo. Não seria diferente com o sorriso. Quanto mais sorrirmos, mais felizes seremos.


A ciência do sorriso

Um estudo realizado em 1952, na Universidade de Wayne – Michigan nos EUA, chegou à conclusão que, quanto mais expressivo e genuíno for o sorriso de um indivíduo, maior será sua condição de vida. Logo, quem sorri com frequência, vive uma vida com mais longevidade e felicidade.


Quem nunca teve seu humor afetado positivamente por estar na presença de pessoas bem humoradas? Um sorriso conecta pessoas, aproxima, exala positividade, confiança e traz esperança. Segundo um estudo realizado em 2007 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e estatística), aponta que a expressão não verbal é responsável por 93% da comunicação entre seres humanos, e 7% verbal. O estudo também aponta que quando sorrimos, são ativados aproximadamente 17 músculos, relaxando o corpo e aliviando as tensões. A ciência do sorriso aponta inúmeros benefícios na saúde mental, física e espiritual, e atuam nos sistemas imunológico, respiratório e cardiovascular. Por exemplo, o nosso estado de humor é regulado por um neurotransmissor chamado endorfina, que é liberado na corrente sanguínea quando sorrimos, diminuindo as tensões e relaxando o corpo. Alguns ficam tão relaxados que choram e outros até urinam, como já diz o termo: “se mijar de tanto rir”.


Existe uma lista imensa de benefícios que podem ser alcançados quando sorrimos:


Benefícios do sorriso

· Aumento da expectativa de vida: quando sorrimos, relaxamos o corpo, melhorando o sistema imunológico, aumentando a proteção do corpo e a resposta às doenças.

· Rejuvenescimento: o sorriso melhora a elasticidade da pele por causa do movimento da musculatura do rosto combatendo a flacidez;

· Reduz a pressão arterial: sorrir aumenta o fluxo de sangue, diminuindo a pressão nas artérias;

· Aumento do nível de HDL, que é o colesterol bom no organismo;

· Sorrir exercita o cérebro e atua como um remédio para a dor, liberando endorfina e serotonina, provocando a sensação de prazer e felicidade, reduzindo a dor;

· Aumenta a produtividade, pois, uma pessoa bem humorada e sorridente, acaba descontraindo todo o ambiente;

· Melhoria nas relações, já que um sorriso espontâneo e agradável, atrai pessoas;

· Diminui o estresse, tirando o foco do problema, dissipando o mal humor.


O sorriso é inerente a raça humana. Por isso que uma criança recém-nascida sorri sem ninguém ensinar, porque é uma expressão da alma. Ela sorri como um reflexo resposta de um estímulo externo e o sorriso retorna para ela como uma confirmação de suas emoções, reforçando o comportamento positivo. Assim como nós, quando sorrimos, expressamos nossas emoções, e com isso mandamos a mensagem para nosso cérebro de que estamos alegres. E quando os músculos da face são ativados, liberam neurotransmissores da felicidade. Logo, o sorriso expressa e retroalimenta nossa felicidade.


Para sorrir não precisa fazer sentido, nem ter motivos. Talvez, nesse momento específico em que vivemos, não seja possível manifestar o desejo de sorrir, até porque, nem conseguimos ver as pessoas sorrindo por causa das máscaras, e com isso, não somos estimulados a sorrir. Só que o mais importante disso tudo, é saber que a diferença está naquilo que não só desejamos, mas, planejamos e tomamos a decisão de seguir em frente e fazer diferente. Sendo assim, até mesmo agir de forma otimista diante de uma circunstância difícil. Por isso, decida apenas ser feliz, e sorria, até que em algum momento você consiga mudar seu estado emocional e olhar para a vida com uma perspectiva positiva todos os dias.


Danny Reis é Psicoterapeuta Sistêmico, Hipnoterapeuta, graduando em psicologia, pós graduando em neurociências (UFRJ) e treinador comportamental.

Para mais informações sobre processos terapêuticos, depoimentos sobre atendimentos, técnicas de respiração consciente, acesse:

Agende um atendimento em Sulacap. cel e whatsapp: (21) 96496-9622.

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page