top of page
  • Foto do escritorDa Redação

PETSnews | 4 dicas para seu pet se adaptar ao novo lar

Adestrador ensina formas de o seu cão não se agitar com as mudanças de ambiente

Pensar em mudanças de casa exige muito planejamento, principalmente, para os “pais de pet''. Durante tal organização, perduram-se os dilemas de qual será o comportamento do bichinho, se o cão se sentirá à vontade com o novo ambiente ou quais serão os perrengues da adaptação. Além disso, também surge o temor com o bem-estar físico do cachorro, pois a não adaptação ao novo espaço pode acarretar até problemas de saúde. Para ajudar os tutores de cães com essa transição, José Jorge Sales, adestrador, dá dicas de como fazer com que a mudança de lar seja menos estressante para todos.

Visita antecipada:

Quando o novo imóvel for escolhido, é interessante que os tutores levem o pet para conhecer o local. Segundo José, essa visita é importante, pois dessa forma o animal se aventura pelo espaço, conhece os novos cheiros e também demarca território, sem a correria da mudança. Durante as idas, é recomendável que os tutores mostrem o local correto das necessidades fisiológicas, brinquem com o cachorro e deem os petiscos favoritos.

“Os tutores devem possibilitar que os cães façam uma associação positiva com a casa e que entendam que um espaço novo não é necessariamente algo ruim”, explica o adestrador.

Tempo para a adaptação:

Apesar de serem territorialistas, o tempo de adaptação dos cachorros não costuma se alongar muito.

“Os cães costumam ter um tempo de adaptação rápido em comparação com os gatos. Os felinos demoram um pouco mais e levam, em média, um mês para se estabelecerem em um espaço novo”, comenta o profissional.

Entretanto, durante essa transição, os pets podem desenvolver comportamentos incomuns por conta da ansiedade e estresse, tais como tentar fugir, latir com mais frequência, fazer as necessidades no lugar errado e até destruir coisas. Para lidar com essas situações, os pais do cachorro devem ter paciência e se empenharem na construção de uma rotina acolhedora para o animalzinho.

Rotina:

Na prática, os pais de cachorros devem, na medida do possível, manter os horários dos passeios e os horários de alimentação do animal. Sendo assim, apesar da mudança de casa ser uma grande alteração no cotidiano dos cães, é interessante que os tutores busquem minimizar a quebra do cotidiano.

“Os animais de estimação se adequam muito bem com rotinas, e quando você se muda e há uma alteração no dia a dia, consequentemente, os animais se sentem frustrados e estressados por estarem em um ambiente desconhecido”, comenta o profissional.

Respire, sem estresse:

Perceba o seu próprio comportamento, os tutores podem afetar o comportamento dos pets com nervosismo e desgaste à mudança.

Fonte: GetNinjas

 

O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Comentarios


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page