top of page
  • Foto do escritorPriscila Batista Arcanjo

LITERATURAnews | Poemas de amor (parte 1)


Ainda no clima do Dia dos Namorados, o Sulacap News selecionou 10 poemas de amor das escritoras Kátia Vieira Silva e Lindalva de Rathke. Vamos ver cinco deles hoje e os outros cinco na próxima publicação. O amor pode ser manifestado de várias formas e vamos conhecer um pouco mais sobre elas nos poemas a seguir.

• Para os que gostam de filosofar e sobre o amor questionar. POR QUE? (Lindalva de Rathke) Por que Privar os sentidos do mais lindo Sentimento de amor? Por que Ignorar a dor da saudade Que dilacera, que atormenta Feito um pesadelo sem fim? Por que Aprisionar esse amor Nas celas do medo Se você sabe e eu também sei Do quanto precisamos desse sentimento Para sobreviver? Por que Desistir de ser feliz, Ceder nosso espaço ao inóspito orgulho Se por onde ele passa Deixa somente o vazio enlouquecedor Da solidão? Por que? Por que? • Para os que gostam de cozinhar e os temperos do amor saborear. POESIA NA COZINHA (Kátia Vieira Silva) Fazer amor e cozinhar São coisas semelhantes Um descuido pode ter Um final desconcertante. Junte bem os ingredientes Com total dedicação No amor também misture Seu carinho e atenção. Leve ao forno toda a massa Para o prato então servir. O amor também quentinho Dá vontade repetir. Não esqueça que na vida Não se vive sem amor. O prato fica mais gostoso E a vida, com muito mais sabor. • Para os eternos apaixonados, o amor sempre na moda estará. AMOR ETERNO (Kátia Vieira Silva) O amor não sai de moda jamais E todo encanto que tens me seduz. O som da tua voz embala os meus sonhos Num doce balanço tão cheio de luz. A tua presença é algo divino, Devolve-me a paz e só me faz bem. E cada vez mais eu tenho certeza Que já te conheço de além, muito além. Sem dúvida és a outra metade Que eu desejava enfim encontrar. Por toda essa vida eu sigo te amando Transcendendo a ela, também vou te amar. • Para os que perdem o ser amado e uma doce saudade persiste em ficar. DOCE SAUDADE (Kátia Vieira Silva)

Ainda não aprendi a viver sem você Nem mesmo sei se vou conseguir Os dias passam sem graça, sem vida. E as noites se arrastam por todo o meu ser. Um dia, quem sabe, enfim eu consiga, Seguir meu caminho sem tanto sofrer Guardar no meu peito a mais doce saudade E toda a ternura do seu bem-querer. • Para os que não sabem o que é a paixão e aos poucos descobrem o que é amar. O DESPERTAR DA PAIXÃO (Kátia Vieira Silva) Estava lá no meu mundinho Nem sabia o que era o amor Foste entrando de repente Sem pedir nem, por favor. Devagar fui descobrindo O meu mundo interior Descobri coisas incríveis No calor do teu amor. Me ensinaste de verdade Como abrir o coração Fui abrindo com vontade Numa febre de paixão. E agora estás tão longe Não consigo mais te ver Só restou essa saudade Que eu sinto de você. Se você tem uma linda história de amor para contar, escreva para o e-mail literaturanews2021@gmail.com e sua história poderá ser publicada aqui.

 

O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page