top of page
  • Foto do escritorJosi̊ Sàldanha

HOLÍSTICOnews | Purificando as emoções e inferioridades com o Jasmim

Planta delicada e de perfume maravilhoso, o jasmim (jasminum officinale), também tem poderes espirituais (fitoenergia) para nos ajudar em algumas questões sérias da vida.

Vale reassaltar que, na Fitoenergética, nós usamos todas as partes da planta, pois toda ela tem a fitoenergia, que é um poder espiritual oculto, capaz de curar diversas enfermidades do corpo e da alma.

Entretanto, o jasmim não tem apenas a função de perfumar os ambientes e pessoas, pois essa planta tem muito mais a nos oferecer. É comumente utilizada no tratamento de dores menstruais, estados depressivos, ansiedade, como sabonete para combater cravos e espinhas, feridas e estrias; usado como antisséptico e antibacteriano, enfim, são inúmeras as suas utilidades.

Na Fitoenergética, o jasmim tem a função de purificar emoções, inferioridades e trazer a pureza, a perfeição e um aspecto divino e angelical para tudo. É um vegetal condutor e que atua em todos em todos os Chacras. É uma planta indicada contra vícios (drogas, alcoolismo, tabagismo e jogos). Ela purifica e desintoxica o organismo e também é um repelente às invasões obsessivas em geral.

Para ativar a fitoenergia da planta, conforme eu ensinei no artigo sobre o morango (https://bityli.com/uwCWF), há duas opções: 1 – por trinta segundos, imaginar uma luz verde saindo do seu coração e uma luz prata saindo do seu Chacra Frontal (terceira visão – entre as sobrancelhas), alternadamente, indo em direção do preparado (chá, banho, spray etc); ou então, 2 – segurar o preparado com as duas mãos, próximo ao seu Chacra Cardíaco (acima do estômago, no meio do peito, entre os seios) e rezar/orar um Pai Nosso e uma Ave Maria, agradecendo por aquelas ervas e pedindo que elas cumpram a sua função de curar.

Para preparar um chá, banho, spray o processo é o mesmo: se for frio, basta colocar uma pitada das ervas no recipiente com água fria; se for quente, basta esquentar bem, sem deixar ferver. O usual é: um litro de água, para banho; uma caneca ou xícara, para chá e uns 100ml, para spray. As ervas também podem ser usadas como tempero: colocar um pouco de cada dentro de um potinho e usar apenas uma pitada para temperar (especialmente as saladas). Podemos fazer sachês também: um sachê para cada dia, por 7 dias, por exemplo. Um lembrete importante: com exceção do sachê, os preparados devem ser consumidos em, no máximo, duas horas! Não faça uma quantidade para o dia inteiro, pois ele perderá suas propriedades. Faça apenas o que for usar naquele momento. Descarte as ervas, de preferência, na natureza! Outro lembrete: basta utilizar apenas uma pitada por vez, o punhadinho que vem em três dedos juntos. Não se preocupe com as restrições fitoterápicas de determinadas ervas, pois a parte química da planta não é liberada nos compostos fitoenergéticos, que não levam água fervendo e as doses são mínimas (uma pitada).

No caso de banho, temos algumas observações também: diferentemente das regras contidas nos cultos afro-brasileiros, todos os banhos podem e devem ser jogados da cabeça aos pés (não apenas do pescoço para baixo) e nenhuma erva é contraindicada espiritualmente, independente da egrégora pessoal. Entretanto, como sou cientista da religião, universalista e esotérica, minha recomendação é: se você é adepto de alguma religião afro-brasileira, siga sua doutrina, obedeça os ensinamentos que te foram passados, respeite seus santos.

A outra observação relacionada ao banho é: você pode se enxugar depois de tomar o banho de ervas. O roteiro da Fitoenergética é o seguinte (como eu disse acima, adapte ao que o seu coração/doutrina indicar): tome seu banho normalmente (água fria, morna ou quente, sabonete); pegue seu preparado fitoenergético (que você pode ter feito a ativação da fitoenergia antes, ou faça nesse momento), jogue no alto da cabeça (Sétimo Chacra) e deixe escorrer pelo seu corpo, por apenas 1 minuto. Caso você queira, pode tomar mais um jato de chuveiro (sim, não tem problema, pois a energia das ervas já estará vibrando na sua aura!) ou pode, simplesmente, se enxugar e se vestir.

De preferência, recomendação minha, tome qualquer tipo de banho de ervas para “descarrego” em um horário que você não for mais sair de casa. Se for por outro motivo, não saia por, pelo menos, umas 4 horas.

Observação: todos os compostos são calculados, pois existem polaridades e peculiaridades nas ervas que precisam ser obedecidas. Se você não tem formação nessa ciência, por favor, não misture as ervas sem saber, pode gerar desequilíbrio e o objetivo não ser alcançado ou mesmo ser ativado algo desnecessário ou inconveniente, digamos assim (como aumento exagerado da libido, crises de riso, de choro, excesso ou falta de sono, empolgação excessiva, ansiedade, por exemplo).

Agora vou indicar alguns compostos fitoenergéticos, muito úteis, que levam jasmim e outras ervas. As ervas podem ser frescas ou secas, mas não misture secas e frescas no mesmo potinho, pois pode dar mofo. Ervas frescas devem ser usadas logo, as secas podem ser guardadas.

Indecisão: bardana, louro, ipê-roxo e jasmim.

Pânico: cipó-mil-homens, camomila, melissa. Calêndula, ipê-roxo e jasmim.

Sentimento de abandono: guaco, laranjeira, morango e jasmim.

Gastrite: marapuama, cavalinha, avenca e jasmim.

Impotência sexual: eucalipto, hibisco, catuaba, uva-ursi e jasmim.

Raiva e ódio: maçã, camomila, açoita-cavalo, ipê-roxo e jasmim.

Obsessão espiritual: capim-cidreira (capim-limão), boldo-do-chile, laranjeira, pêssego, marmelo e jasmim.

Como usar:

Emergência (crises agudas, casos urgentes, tendências suicidas etc): 3 dias, 3 vezes ao dia, com intervalo mínimo de 4 horas entre as aplicações (chá, banho, spray);

Tradicional (preventivo, para problemas iminentes, tratamento comum): 7 dias, 2 vezes ao dia, com intervalo mínimo de 4 horas entre as aplicações;

Doenças (longa data, doenças que se reptem, comportamentos negativos, doença física): 14 dias, 2 vezes ao dia, com intervalo mínimo de 4 horas entre as aplicações.

Observação importante que já falei em outros artigos e repito aqui: nenhum tratamento holístico substitui o tratamento médico convencional. Vá ao médico e use o tratamento fitoenergético como coadjuvante. E o tratamento fitoenergético também precisa de acompanhamento de especialista. As informações que passei nesse artigo podem ajudar muito, mas não negligencie o tratamento convencional e me procure para dar continuidade ao tratamento com as ervas ou com outra especialidade holística, caso o problema persista.

Um grande abraço!

Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos; Mestre em Reiki Usui Tibetano; Pedagoga formada pela UERJ; Teóloga especialista em Ciências da Religião, pela UNESA, e em Psicanálise e Religião, pela Fundação Simonton – IBMR; Sacerdotisa há 18 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área de Teologia.

Whatsapp: (21) 99232-4887

Instagram: josisaldanha.numerologia

Facebook: josisaldanhanumerologa

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page