• Leandro Borges - Fisioterapeuta

FISIOnews | Epicondilite lateral ou cotovelo de tenista: saiba a importância da fisioterapia


Como sempre faço vou dar uma resumida sobre a articulação, sendo assim, vamos falar do cotovelo. Ela é formada entre a extremidade distal do úmero (braço) e as extremidades proximais da ulna e do rádio (antebraço). Ela permite a flexão e extensão do cotovelo, bem como a pronação e supinação (rotação do antebraço e pulso). Na articulação temos músculos, ligamentos e tendões que mantêm a articulação do cotovelo estável. Nosso antebraço possui 20 músculos, responsáveis pelos movimentos do punho, da mão e dos dedos. A protuberância óssea externa (lado lateral) do cotovelo é chamada de epicôndilo lateral e a interna epicôndilo medial.

A epicondilite lateral ou cotovelo de tenista é a inflamação dos tendões que se inserem na origem extensora comum no epicôndilo lateral do úmero. Movimentos de extensão repetitivos no pulso levam ao uso excessivo dos extensores de pulso e dor na inserção.

O tendão geralmente envolvido no cotovelo de tenista é o do músculo extensor radial curto do carpo. É uma condição comum que acomete de 1 a 3% da população.

Entre as possíveis causas, temos:

Uso excessivo- Pode levar a rupturas microscópicas localizadas no seu tendão, isso leva à inflamação e dor. Com os movimentos de flexão e extensão do cotovelo, o músculo é atritado sobre as protuberâncias ósseas causando desgaste gradual do seu tendão (porção final dos músculos, que os une aos ossos).

Atividades- Os tenistas não são as únicas pessoas que desenvolvem “cotovelo de tenista”, mas algumas pessoa que participam de atividades de trabalho ou recreativas que exigem o uso repetitivo e vigoroso dos músculos do antebraço também podem acabar sofrendo com isso. Alguns exemplos disso são: os pintores, trabalhadores de automóveis, cozinheiros, açougueiros, encanadores,costureiras e carpinteiros.

Idade- A maior incidência das pessoas que sofrem com o problema, estão entre as idades de 30 e 50 anos, embora qualquer pessoa possa desenvolver a doença na presença de fatores de risco.

Desconhecido- A epicondilite lateral pode ocorrer sem qualquer lesão repetitiva reconhecida, e nesse caso é chamada de “insidiosa” ou de causa desconhecida.

Os sintomas:

• Aumento gradual da dor ou queimação na parte externa do cotovelo, perto da protuberância óssea, após atividade excessiva do punho e mão. Esta região fica muito sensível ao toque; • O cotovelo pode ficar rígido e a dor pode se irradiar ao braço e ao punho; • Pode acontecer a longo prazo uma sensação de formigamento no braço; • A força de preensão na mão estará diminuída, especialmente quando você aperta a mão de outra pessoa ou objeto, impedindo até levantar as malas pesadas com o cotovelo em extensão; • Agrava-se em semanas e até meses, podendo tornar-se intensa e persistente.

Antes de qualquer coisa, para evitar o surgimento da epicondilite lateral é importante evitar posturas inadequadas quando for realizar alguma atividade, seja em casa ou no trabalho. As pausas associadas a alongamentos durante a realização de tarefas também são válidas, principalmente para não sobrecarregar os extensores dos punhos. O apoio completo do antebraço na mesa e o uso de apoios para teclado e mouse são recomendados.

O mais indicado para essa lesão é a fisioterapia, pois o profissional elabora tratamento específico para cada tipo de paciente. Normalmente, o paciente com epicondilite lateral reage bem ao tratamento com fisioterapia. Inicialmente, o paciente é avaliado pelo fisioterapeuta para que sejam identificadas todas as necessidades e limitações do seu quadro.

O alongamento em flexão dos extensores do punho, é importante para devolver o seu comprimento de repouso, diminuindo o esforço que acontece durante o movimento articular, reestruturando as fibras do tecido muscular.

A massagem de fricção transversa profunda causa um aumento do fluxo sanguíneo e também tem como objetivo a diminuição de dor e da inflamação, além de reduzir as aderências fibrosas anormais, tornando um tecido mais maleável.

O uso do gelo no local também é bem vindo, pois leva a analgesia e diminui o espasmo muscular.

Dependendo da fase da epicondilite lateral, podemos abordar com o ultrassom ou o laser, os dois são ótimas opções quando se fala em lesão de tecido mole, pois eles proporcionam analgesia e reparação tecidual. O laser tem um grande poder anti-inflamatório.

A eletroterapia é muito vantajosa no processo de reabilitação pois é um tratamento que pode ser usado na grande maioria dos pacientes em que o objetivo é aliviar a dor . Cabe ao fisioterapeuta avaliar e escolher qual corrente elétrica é a mais indicada para o tratamento da patologia em questão.

Posteriormente são utilizados os protocolos de fortalecimento da musculatura extensora do punho, com elásticos de cores diferentes, proporcionalmente a força do paciente.

Posso afirmar que a busca pelo tratamento conservador tem dado resultado quando utilizado de forma correta no paciente, trazendo alívio da dor, possibilitando a volta das atividades, seja no trabalho, esporte ou em casa.

A indicação da cirurgia pode ser considerada quando o paciente não tem melhora do quadro após ao tratamento conservador. Pode ser cirurgia aberta ou por artroscopia, este último é um procedimento cirúrgico que permite olhar para o interior de uma articulação em seu corpo usando um equipamento chamado "artroscópio". Este equipamento é uma haste do tamanho aproximado de um canudo com uma câmera na ponta. A artroscopia permite ao médico olhar diretamente o tendão acometido.

Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates, Pós-graduado em Traumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais.

Contato: 99550-9212 ( whatsapp )

Email: leandrorjfisio@hotmail.com

Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges

#Epicondilitelateral #cotovelodetenista #Fisioterapia

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.