Buscar
  • Ane Louise Michetti - Psicóloga

NAMORALnews | Meu Amigo Oculto ou Inimigo Declarado


O amigo oculto é uma brincadeira tradicional nas festividades de final de ano. Contudo, o clima de descontração e trocas de afetos para quem convive com um dependente químico acaba tornando justamente nesta época os relacionamentos mais vulneráveis, pois acabam entrando em colapso por causa droga.

Em circunstâncias normais as relações já envolvem vários desafios e, quando se trata de famílias o convívio é muito mais difícil e desgastante.

Para se tornar um melhor convívio para quem tem um amigo oculto e que em vários momentos acaba se tornando um inimigo declarado dentro da sua própria casa.

Conheça alguns estágios pelos quais as famílias normalmente passam:

Negação – Pais ignoram o problema achando que é só uma fase passageira.

Incentivo – Famílias que mentem para proteger o usuário e permitem que usem drogas dentro de casa, pois acham que assim estão no controle da situação e que ele não vai se drogar fora de casa.

Controle – Assumir o controle da vida do dependente de drogas na tentativa de fazê-lo parar. Passa a determinar horários e quais são as atividades que ele pode realizar.

Atitudes extremas – Expulsar ou tirar o usuário da própria casa e deixa-lo fora do convívio da família.

Um dependente químico perde alguns critérios sociais e, por esse motivo, é necessário estabelecer limites para que ele entenda que seus atos sempre terão consequências: saber dizer não e se afastar quando a pessoa estiver sob efeito das drogas, por exemplo, são maneiras de se proteger do desgaste emocional e fazer com que a pessoa entenda que seu comportamento é muito prejudicial para a relação.

E o que se pode oferecer como presente é a conversa nos momentos de sobriedade, converse sobre como você se sente diante do problema.

É importante dar apoio e deixar que sempre haja ajuda, caso ele queira se tratar.

Controle a irritação evite se desgastar com brigas e discussões, preferindo se afastar quando a pessoa estiver sob o efeito das drogas. É fundamental educar a si mesmo e controlar o próprio comportamento para se relacionar com uma pessoa que sofre de dependência química. Caso a pessoa se recuse a se tratar, talvez seja preciso avaliar até que ponto é saudável para você.

Evite atitudes que podem piorar o caso,

- Não acoberte ou faça coisas que são responsabilidade dele;

- Não tente protege-lo das consequências dos seus atos;

- Não sinta culpa pelos seus atos;

Encarar e saber interagir com as próprias emoções é essencial na luta contra as drogas. O Emocional geralmente é levado pelo impulso do vício justamente por não conseguirem administrar sentimentos como carência, raiva, tristeza e ansiedade.

E voltando para o clima de amigo oculto, torne-o real e declarado.

Desejo um Feliz Natal, pra você que está lendo ou me escuta na moral, com paz, amor e equanimidade.

Eu sou Ane Louise Michetti dos Anjos é psicóloga, irremediavelmente apaixonada e ainda aprendiz na arte de ser dona de casa.

Tire suas dúvidas para o e-mail:

anelouisepsicologa@gmail.com 92 98176-9093

#Namoral #AmigoOculto #InimigoDeclarado #Psicologia

13 visualizações
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil