top of page
  • Foto do escritorDa Redação

VÍDEO | Construção irregular em cima do Rio Piraquara, em Realengo, é demolida

O espaço foi erguido como uma extensão da casa e funcionava como uma área gourmet

A Secretaria de Ordem Pública e a Subprefeitura da Zona Oeste realizaram, nesta quinta-feira (30), uma operação de demolição de construção irregular na Rua Açu, em cima do Rio Piraquara, no Barata, em Realengo. O espaço foi erguido como uma extensão da casa e funcionava como uma área gourmet. Segundo a Prefeitura, a responsável pela imóvel recebeu duas notificações determinando a desocupação e comunicando a necessidade da demolição, a fim de garantir a segurança dos ocupantes e das casas vizinhas. Além de ser irregular, a construção estava impedindo a passagem das máquinas que fazem a limpeza e o desassoreamento do rio.

"Estamos fazendo diariamente operações para combater construções irregulares. Essa, por exemplo, foi erguida em cima de um rio, em uma área totalmente inadequada, impedindo inclusive a passagem de máquinas que fazem a limpeza do rio, ou seja, em caso de chuva podendo provocar desastres. Seguiremos fazendo essas ações para impedir o crescimento desordenado da cidade, trazer ordem pública e para preservar a vida das pessoas", destacou o secretário de Ordem Pública, Brenno Carnevale.

O trabalho de demolição foi feito manualmente para não abalar a estrutura das casas no entorno e para que a quantidade de resíduos não cause o represamento do Rio Piraquara. Todo o entulho gerado na demolição também será retirado manualmente por agentes da Prefeitura.

"As pessoas precisam entender que construir assim, sem um aval técnico e sem a autorização da Prefeitura, é muito arriscado. Elas estão colocando em risco a si próprias, as suas famílias e os seus vizinhos. No caso aqui, de Realengo, a estrutura estava impedindo a limpeza e o desassoreamento dessa parte do Rio Piraquara. Nas últimas chuvas fortes que caíram na região, o rio transbordou e alagou as casas dos moradores. No final das contas, todos pagam pela inconsequência de alguns. Construir em logradouros públicos e em áreas de preservação ambiental é proibido. Não dá para construir ilegalmente e achar que está tudo certo. Seguiremos apurando as denúncias e combatendo essas irregularidades na nossa região", afirmou o subprefeito da Zona Oeste, Diogo Borba.

Tanto a Defesa Civil quanto a Secretaria de Meio Ambiente já haviam embargado a construção, pois além de provocar alagamentos na região, corria sério risco de desabamento em caso de uma chuva mais intensa.

"Fiquei impressionado com a situação. As estruturas desse ‘puxadinho’ da casa estão dentro do rio, colocando em enorme risco os moradores", disse o coordenador-geral de Defesa Ambiental da Prefeitura, José Maurício Padrone.

Próximo ao local da construção, às margens do canal, foi localizado um muro com aproximadamente 20 metros de comprimento em condições precárias, que apresentava risco de desabamento, sendo sustentado apenas por uma corda amarrada a uma casa, aumentando ainda o risco para os ocupantes do imóvel. O muro também foi derrubado. Também participaram da operação equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, da Coordenadoria Técnica de Operações Especiais (Coope), Rioluz, Comlurb, Cedae, Guarda Municipal e Polícia Militar.

Confiram vídeo da ação:

Fonte: Prefeitura

 

O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


留言


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page