• Da Redação

PETnews | Fortes chuvas requer cuidados com os pets

Médica veterinária traz dicas para manter o bem-estar de pets e tutores

No período que ocorrem fortes pancadas de chuva em várias regiões do país, um dos alertas é para o bem-estar dos pets. Tempestades e alagamentos podem ocorrer de repente e todos precisam de cuidados, inclusive os animais de estimação. As fortes chuvas vêm acompanhadas de raios, rajadas de vento, trovões, vendavais, granizo, enchentes e inundações, por isso toda atenção é válida quando se fala em proteger os pets e seus tutores. Um dos riscos é a exposição a microrganismos e bactérias, pois os cães podem contrair leptospirose, parasitas, intoxicações (se houver resquícios de gasolina ou pesticidas na água) e problemas de pele. Já os gatos ainda podem sofrer com a panleucopenia felina.

“Além dos problemas conhecidos, a água da chuva pode ser uma vilã para as articulações do pet. O problema ocorre principalmente em pets mais idosos, pois a soma do corpo molhado mais as baixas temperaturas potencializam as dores nos animais de estimação”, explica a médica veterinária, Thaís Matos, da DogHero, maior empresa de serviços para pet da América Latina.

E esses são apenas alguns exemplos dos perigos que as chuvas e inundações oferecem ao seu pet, que pode ser arrastado pela correnteza ou se machucar durante a situação de emergência. Para ajudar os tutores nessas situações desafiadoras, Thais Matos preparou três dicas que merecem atenção.

O perigo da água parada

Em situações extremas de enchentes e inundações, os animais não devem ter contato e nem beber água parada. Caso se molhem, é importante mantê-los secos e com as medidas profiláticas em dia. Certifique-se que a vacinação do seu pet esteja em dia e caso ele apresente febre, vômito, urina escura ou apatia procure ajuda do médico veterinário.

Passeios em dias chuvosos

Caso esteja chovendo, a recomendação é esperar a chuva passar e só depois sair com o pet. Ainda assim, durante os passeios, que são indispensáveis, principalmente no verão, o tutor e o pet podem ser pegos desprevenidos pela chuva. Uma das sugestões é utilizar uma capa de chuva própria para cãezinhos, que o tutor pode encontrar em lojas especializadas para animais de estimação. Apesar do acessório proteger o corpo do pet, as patas continuam expostas, então, ao voltar para casa higienize-as e seque-as completamente, para evitar frieiras e outras doenças. Se o tempo piorar, o ideal é se abrigar em um local seguro e esperar a chuva passar.

Capas de chuva protegem os pets durante os passeios.

Prepare um kit de emergência para o pet

Ao saírem de casa com o seu animal de estimação, os pais e mães de pets precisam estar preparados para os piores cenários possíveis. Caso não consigam retornar para casa, por causa da forte chuva, ter um kit de emergência é essencial. Separe a alimentação do pet (quantidade suficiente para um período de longas horas fora de casa). Caso o pet faça uso de medicações, leve-as sempre, além da água potável (importante mantê-lo hidratado enquanto estiver fora de casa). Outros itens que podem conter no kit emergencial do pet são: brinquedos (para distrair e manter a calma diante de trovões), coleira e guia (para não deixar ele escapar, pois pode se perder ou se ferir), comedor pequeno (para alimentar seu pet adequadamente), toalha e itens de higiene (para limpar as patas e secar seu pet, caso ele se molhe neste período).

Amenize o medo da chuva

Chuvas fortes e tempestades causam medo aos pets, os sinais de que seu animal de estimação está totalmente desconfortável com a situação são: respiração ofegante, coração acelerado, nariz quente, pupilas dilatadas, salivação excessiva, rabo entre as pernas e orelhas e cabeça baixa. Portanto, ao perceber que vai chover, o tutor pode tomar algumas medidas para amenizar a apreensão do pet, como: deixar a caminha ou casinha em um local abrigado, deixar os brinquedos à disposição (assim ele pode se distrair e prestar menos atenção na chuva) e passar muita segurança ao pet, dando carinho e falando com tom de voz de baixo. Caso o pet se esconda, tirá-lo do local não é uma boa opção, afinal é onde ele está se sentindo seguro no momento.

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.