top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Batalhas, debate e premiação em dinheiro: "Passinho da ZO" chega a Padre Miguel neste sábado (05)

Com premiação em dinheiro, oficinas, mesas de debate e até batalha, o projeto que passou por quatro bairros da Zona Oeste

Com o propósito de fomentar e movimentar a cultura do passinho na Zona Oeste, o projeto "Passinho da ZO" surge como uma oportunidade de resgate e valorização da cultura urbana e o empoderamento de jovens e criadores de cultura desta região. Em decorrência das chuvas do último final de semana, a programação, que ocorreu nos sábados de julho, teve sua data de encerramento adiada para este sábado (5), a partir de 13h, na Praça Favelart em Padre Miguel, com batalha de passinho e rima, premiações em dinheiro, além de mesa de debates com o tema com o tema “Porque o passinho perdeu sua força na Zona Oeste?”.

Com apresentação de Kinho JP e Thamires Cândida e jurados das batalhas Felipe Salsa, Hiltinho Fantástico e GB Souza, o evento ainda conta com com Dj Furtamec e DJ Seduty no encerramento. O projeto trouxe atividades culturais para quatro bairros da Zona Oeste, Campo Grande, Santa Cruz, Realengo e Padre Miguel, durante o mês de julho, que incluiu workshops de passinho para níveis intermediário e iniciante, apresentações de dança, batalhas de rima, DJs e mesas de debate sobre o movimento, agora, o “Passinho da ZO” promete movimentar a comunidade de Padre Miguel neste sábado como forma de incentivar e reconhecer os talentos, o encerramento contará com uma atração especial: a Batalha de Passinho, com premiação em dinheiro, o 1° lugar leva R$ 1.500 para casa, o 2° lugar ganha R$ 700,00 e o 3° lugar R$ 500,00.


O impacto do projeto vem com a capacidade de reviver a cena de dança que havia perdido a força na região. Portanto, o responsável pelas apresentações de dança, Kinho JP, vê a oportunidade como uma possibilidade de resgate cultural. "O movimento sempre esteve presente aqui, na Zona Oeste, e a minha função está sendo colocá-lo em evidência novamente," disse.


Já para o responsável pela Batalha de Passinho, Brendo Edson, o projeto tem um papel transformador do nas comunidades se encontram carentes de atividades culturais,

"Através dessa iniciativa, podemos levar para essas comunidades a cultura, e com isso, é possível trazer um novo olhar para essas pessoas, mostrando que além da violência e do tráfico, existem coisas boas que vêm desses locais", ele destaca.

Sendo assim, o projeto também é um ambiente fértil de possibilidades que podem emergir dessas comunidades.


O projeto ainda conta com mesa de debates, que traz o tema “Porque o passinho perdeu sua força na Zona Oeste?”. O responsável pela ação, Matheus Alves, destaca a origem democrática e a importância sociocultural do passinho.

"O passinho nasceu na cultura funk que é um movimento completamente urbano e periférico e que não funcionaria sem a democracia," ele ressalta.

Ambas as batalhas - de passinho e de rima - são símbolos importantes de expressão individual e coletiva, fomentando um ambiente onde vozes frequentemente marginalizadas podem ser ouvidas e celebradas.


Um dos pontos-chave do projeto "Passinho da ZO" é a inclusão e valorização do público infantil, o que é crucial para a continuidade de um legado cultural.

"A importância do passinho é isso: é uma memória de uma dança, de uma cultura preta, favelada. Repassar isso para as crianças é de extrema importância", Kinho JP enfatiza. "Além de toda a questão da corporeidade, que é um estilo de dança que mexe com a autoestima, é uma dança que contribui muito para as interações sociais, para as conversas, para os diálogos, para os encontros, para o surgimento de novas lideranças", destaca.

Sendo um projeto que proporciona um importante investimento na cultura local, o "Passinho da ZO", potencializa um resgate da autenticidade cultural e uma oportunidade para a juventude da Zona Oeste. Acreditando no poder do movimento e da expressão, o projeto visa criar um espaço onde todos - de crianças a adultos - possam explorar, aprender e se conectar através do passinho e da cultura urbana, realizando um resgate da autenticidade cultural e uma oportunidade para a juventude da Zona Oeste.


A cultura do Funk e suas manifestações artísticas são Patrimônio Cultural de natureza imaterial do Estado do Rio de Janeiro. O estilo musical Funk e o Passinho são Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial da Cidade do Rio de Janeiro.


O projeto teve incentivo do Programa de Fomento à Cultura Carioca - FOCA da Prefeitura

da Cidade do Rio de Janeiro (PCRJ) e da Secretaria Municipal de Cultura (SMC).


Para mais informações sobre inscrições e participação nas atividades, verificar no perfil do Instagram do projeto: https://www.instagram.com/passinhodazo/

PROGRAMAÇÃO:


Dia 08

WORKSHOP DE PASSINHO INTERMEDIÁRIO

Horário:10h

Local: Avenida Bacaxa 272- Santa Margarida/ Campo Grande

Professor convidado: Neguebites (@neguebites01)

______________________________________________

Dia 15

APRESENTAÇÕES DE DANÇA

Horário: 12h

Local: Rua do matadouro,43 - Centro Cultural de Santa Cruz Palacete Princesa Isabel

Atrações: PROIBIDÃO (@proibidaoespetaculo) e Grupo CORRE (@grupocorre)

____________________________________________________

Dia 22

WORKSHOP DE PASSINHO INICIANTE

Horário: 13h

Local: R. Nossa Sra. da Penha, 136 - Batanzinho

Professor convidado: Gabriel Tiobill (@gabrieltiobildb)

____________________________________________________

Dia 5 de Agosto

BATALHAS DE PASSINHO E RIMA + DEBATE

Horário: de 13h às 20h

Local: Padre Miguel - Praça Favelart, Rua Santo Everaldo

Mesa de debate com o tema “Porque o passinho perdeu sua força na Zona Oeste?”

Mediadora: Nyandra Fernandes (@newandra_)

Participantes do debate: Diogo Breguete (@diogobreguete), Felipe Salsa (@ofelipe_salsa) e Neguebites (@neguebites01)

Batalha da Helianto (@batalhadahelianto) - Premiação de R$ 100

Batalha de Passinho com premiação:

1° lugar: R$ 1.500

2° lugar: R$ 700

3° lugar: R$ 500


Apresentadores: Kinho JP (@kinhojp) e Thamires Cândida (@thamirescandida)

Jurados das batalhas: Felipe Salsa (@ofelipe_salsa), Hiltinho Fantástico (@ohiltinho) e GB Souza (@gba_araujo)

Encerramento com Dj Furtamec (@021_furtame) e DJ Seduty (@djseduty)

 

Torne-se um doador por apenas R$ 1 por mês. Nos ajude a manter vivo o jornalismo local. Mais informações de como fazer a doação, clique AQUI.


O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page