• Josi̊ Sàldanha - Numeróloga Cabalista

HOLÍSTICOnews | As Dívidas Cármicas


Como falei no artigo anterior, ao contrário das Lições Cármicas, em que negligenciamos aprendizados em vidas passadas e, por isso, trazemos para cumprir nesta vida “disciplinas em que fomos reprovados no período anterior”, as Dívidas Cármicas são um caso mais “complexo”.

Gera-se uma Dívida Cármica Numerológica Cabalística quando cometemos “crimes” contra as Leis Naturais: homicídio, suicídio, negligência para com a vida (própria e alheia) ocasionando a morte, vícios que levam à morte, estelionato, apropriação indébita de propriedade material e/ou intelectual, falsidade ideológica, orgulho, autoritarismo, traição, falta de compaixão...

Às vezes nos perguntamos: por que pessoas “tão boas” sofrem tanto? Na grande maioria das vezes, quase na totalidade delas, quando eu me deparo com essa questão, verifico os números da pessoa, pois já “desconfio” qual seja a resposta. E não dá outra: dívida e/ou lições cármicas!

Diferentemente da maioria dos numerólogos que conheço, que dão ênfase prioritária às questões materiais e financeiras do cliente, eu enfatizo a situação cármica da pessoa, pois ela explica o porquê de todas as dificuldades que o cliente passou, tem passado e ainda poderá passar nesta vida, caso não tome as devidas providências.

Aprendemos, na formação em Numerologia, a dar ênfase em resolver as questões materiais/financeiras do cliente. Entretanto, eu tenho como uma das principais missões na atual existência, adquirir o tanto de conhecimento que eu puder e levá-lo às pessoas, ajudando-as em sua evolução espiritual. O meu chamado, particularmente, é espiritual e fui abençoada com o conhecimento dessa ciência hermética para evoluir cada vez mais e ajudar o máximo de pessoas que eu puder, especialmente as que forem direcionadas a mim pela espiritualidade.

De acordo com a Lei: “o espiritual precede o material”, quando a pessoa se empenha em se reconectar com a Divindade, em ser um ser humano melhor, em praticar a caridade e a empatia, as portas do mundo material vão se abrindo para ela, oportunidades começam a surgir. Quando ela recebe a graça de tomar conhecimento de suas lições e dívidas, mais rápido um novo mundo se abre diante de seus olhos, o ciclo em que vive vai se fechando e outro, melhor, se abre, levando-a a uma visão de mundo mais conectada com a espiritualidade, facilitando o surgimento de novas oportunidades materiais, de relacionamento, de trabalho etc. Resumidamente, é assim que funciona.

As Dívidas Cármicas detectadas pela Numerologia Cabalística são quatro: 13, 14, 16 e 19. Farei um breve resumo de cada uma delas a seguir.

A Dívida Cármica 13 está relacionada com a morte em todas as suas concepções. Quem possui essa Dívida se envolveu, de alguma forma, com a morte em vidas passadas: sendo homicida, suicida, apressando a própria morte através de vícios, sendo negligente com a própria vida ou com a vida de alguém, ocasionando a morte própria ou de outrem.

Devido a isso, na vida atual, a pessoa pode se tornar preguiçosa, indiferente a tudo e todos e se tornar extremamente crítica. Sabe aquela pessoa que vê defeito em tudo?

Para eliminar essa dívida, a pessoa precisa trabalhar muito, trabalhar duro, seja qual for sua atividade profissional. Será muito exigida ao longo da vida e precisará aprender a administrar as más atitudes, o descontentamento e os bens, seus e alheios!

A Dívida Cármica 14 refere-se aos bens materiais. Em vidas passadas, a pessoa lesou outras para subir na vida. Através de fraudes, ela prejudicou sócios, amigos, companheiros, levando-os à ruína, miséria, desgraça e destruição moral.

Em consequência disso, a pessoa passará por sérios aborrecimentos nesta vida: troca constante de emprego, de residência, perda de bens móveis e imóveis, negócios fracassados, desapontamentos com pessoas próximas (sócios, amigos, familiares) e enfrentará vários obstáculos para realizar seus objetivos.

Na vida passada, a pessoa se deixou ser movida por extrema ambição e falta de compreensão e, portanto, na atual existência, caso não se desenvolva espiritualmente, poderá cometer os mesmos delitos, aumentando seu carma e consequentes sacrifícios.

Para resgatar essa dívida, a principal lição que se precisa aprender é o desapego: não se apegar a nada nem a ninguém e ser compreensiva até as últimas consequências. Somente agindo assim, conseguirá desenvolver o amor, a humildade e a compaixão suficientes para resgatar essa dívida.

A Dívida Cármica 16 refere-se ao orgulho, autoritarismo, traição e vaidade. A pessoa com essa dívida, em vidas passadas, foi extremamente egoísta, só pensando em si mesma e em seu próprio bem-estar. Não se importava, nem um pouco, com o sentimento ou o direito alheio e agia com extremo autoritarismo, frieza e até violência.

Em virtude de tais comportamentos, na vida atual, deverá passar por muitos contratempos e calamidades: vários tipos de acidentes, decepções diversas com amigos, colegas de trabalho, parentes, cônjuge, problemas na justiça e negócios fracassados. E também: traições conjugais, crimes passionais, uniões ilegítimas; trabalhar e não conseguir atingir os objetivos, perder fortuna ou poder, ser traído(a) por quem ama e confia.

Para resgatar esse carma, a pessoa precisará ser compreensiva, justa e solidária, andar na mais perfeita retidão, sem se desviar deste caminho, pois, caso contrário, continuará indefinidamente sofrendo de todos os males citados.

A Dívida Cármica 19 está relacionada ao equilíbrio, à Lei da Causa e Efeito. A pessoa com essa dívida, em vidas passadas, agiu contra essa Lei e, na vida atual, terá que repor aquilo que tirou de outrem.

Quem veio com essa dívida a resgatar é porque, na vida anterior, se locupletou financeiramente através de falsidade ideológica, fazendo com que os outros levassem suas culpas, fossem presos, tivessem seus bens confiscados e fossem desonrados por sua causa. Ganhou fama e premiações no lugar de outrem.

Em consequência, na vida atual, poderá ter segredos desvendados, ser traída por sócios e companheiros e conviver com sucesso e fracasso contínuos, até que aprenda a lição: “só se colhe aquilo que se semeia”. Tudo isso é um aviso para que não se seja dominadora, egoísta, autoritária e que, ao contrário, seja uma pessoa tolerante em tudo e com todos.

Para resgatar essa dívida, precisa-se levar uma vida correta e elevada, altruísta, com bastante amor, afeto, bondade, pensando sempre no bem-estar de todos, de toda a humanidade.

E agora, uma dica preciosíssima: quem nasceu nos dias 13, 14, 16, 19 de qualquer mês, possui a respectiva dívida relacionada a esses números. Existem outros números no Mapa Numerológico Cabalístico que também indicam a presença das dívidas, mas precisam de cálculo. Creio que, com essa dica acima, já vou ajudar muitos leitores a identificar seu “calcanhar de Aquiles” e ajudá-los a melhorar nessa questão.

Um grande abraço!

Namastê!

Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos, Pedagoga formada pela UERJ, Teóloga especialista em Ciências da Religião pela UNESA, Sacerdotisa há 16 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área da Teologia.

Telefones Oi: (21) 3357-7399 e 98464-4568

Whatsapp e celular Claro: 99232-4887

www.josisaldanha.com.br

contato@josisaldanha.com.br

www.facebook.com/josisaldanhanumerologa

#dívidacármica #LiçãoCármica #NumerologiaCabalística

Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil