Buscar
  • Alexandre Madruga

Festival Cultural da Dinamarca chega na Zona Oeste em novembro


A Cidade das Artes vai receber a primeira edição do DANSK BR – Festival Multicultural da Dinamarca, entre os dias 9 e 11 de novembro. A iniciativa comemora os 10 anos de atuação no Brasil do Instituto Cultural da Dinamarca. A programação inclui shows, concertos, mostra de cinema, espetáculos de dança, oficinas, debates e experiências gastronômicas. O grupo BaianaSystem, o DJ Rumpistol, o artista digital Muti Randolph e o chef de cozinha Simon Lau são alguns destaques de um fim de semana repleto de atrações nacionais e internacionais. O Evento conta com programação gratuita e algumas pagas.

Um dos destaques do evento será a comemoração dos 30 anos do clássico A Festa de Babette, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 1988, com banquete de culinária, música, literatura e cinema dinamarquês. Em duas noites, o premiado chef dinamarquês Simon Lau recriará o famoso banquete para 150 comensais. O grupo Scenatet apresentará a suíte central da trilha sonora do filme. Durante o jantar haverá leitura de trechos do livro que deu origem ao roteiro.

CINEKLAP – Mostra de cinema dinamarquês

Com curadoria de Tatiana Groff, principal referência de cinema nórdico no Brasil, será exibida a Mostra de Cinema Dinamarquês. Serão exibidos quatro títulos: Big Time (acompanha a vida do arquiteto Bjarke Ingels ao longo de seis anos); Um Homem em Derrocada (após trágico acidente o reconhecido artista plástico Per Kirkeby perde a capacidade de ver as cores); Olafur Eliasson- Espaço É Processo (o filme acompanha o processo criativo de suas grande instalações) e Design Para A Vida (narra a trajetória do designer Borge Mogensen, que é um dos maiores nomes da estética escandinava).

Durante o fim de semana, o público poderá vivenciar boa parte da cultura do país nórdico presente no Brasil e será montado o Hygge Lounge - um ambiente aconchegante ao modo dinamarquês, aonde será oferecido cervejas artesanais, cafés e comidinhas típicas dinamarquesas preparadas pela chef Kamille Plon Santos.

Neste mesmo espaço acontecerá o “Mapping Challenge”, onde 10 trabalhos serão previamente selecionados para uma competição criativa de arte digital. Com curadoria do carioca Muti Randolph, VJs, artistas visuais, designers, djs e produtores mostrarão seus trabalhos de mapping projetados nas grandes superfícies da Esplanada, trazendo uma outra dimensão de vida e expressividade à obra do arquiteto Jean Nouvel.“As qualidades que serão julgadas passam pela relação com a arquitetura, a qualidade técnica entre áudio e video, originalidade e conceito. O melhor trabalho será premiado com uma residência artística na Dinamarca a ser realizada em 2019.

BaianaSystem – Participação do músico dinamarquês Rumpistol

Um dos nomes mais badalados da música brasileira no momento, aqui e no exterior. A banda capitaneada por Roberto Barreto e Russo Passapusso, mistura o sound system jamaicano com a guitarra baiana, transitando entre os ritmos samba-reggae e ijexá. O grupo também mistura outros gêneros afrolatinos como MPB, frevo, afrobeat, reggae, cumbia e pagode baiano. Por se tratar de um sistema de som, a configuração do grupo pode variar de acordo com a apresentação. No show vão mostrar a nova colaboração com o produtor dinamarquês Rumpistol, que adicionará uma dimensão extra ao seu poderoso show.

Rumpistol – DJ e produtor dinamarquês

Um dos grandes nomes da música eletrônica da Dinamarca.

Rum significa espaço, sala ou reverb em dinamarquês. Desde 2003, Jens B. Christiansen produz música eletrônica desafiadora e melódica sob o nome artístico Rumpistol, até agora resultando em seis álbuns, três EPs e muitos remixes de artistas como Efterklang, System, Indians & Blue Foundation. Rumpistol desenvolveu seu som pessoal cheio de detalhes ,explorando gêneros musicais em festivais e casa noturnas em toda a Europa, América do Norte, México, China, Rússia, e no Brasil. Em 2015, foi atração principal na abertura do Festival Multiplicidade no Planetário do Rio de Janeiro, onde colaborou com o artista digital Muti Randolph. Essa parceria cresceu quando a música do Rumpistol virou trilha sonora do show multimídia de Muti na ceremônia de abertura dos Jogos Paralímpicos no Rio 2016. Eles se reencontram no Dansk!!BR para uma nova performance e com participação também no show do BaianaSystem.

Muti Randolph – Artista digital brasileiro

Um dos maiores nomes da arte digital brasileira. Convidou o produtor/DJ dinamarquês Rumpistol para compor a trilha sonora do seu grande show multimídia na abertura dos Jogos Paralímpicos no Rio 2016. A dupla se reencontrará no festival para uma apresentação inédita e utilizarão parte da estrutura da Cidade das Artes como suporte para projeções e mapping.

CRASH! – Uma colisão em dança

Crash! é um espetáculo poético e humorístico de dança contemporânea coreografado pela dinamarquesa Stephanie Thomasen. No palco, sete dançarinos dinamarqueses e brasileiros abordam através de linguagens de movimento, questões relativas às trocas culturais, compreensão mútua e colisão entre eles. A companhia vai promover workshops de dança e debates. “Iremos adaptar o espetáculo Crash para o festival Dansk!!BR no Brasil, porque toda vez que apresentamos nós elaboramos um novo formato. Mas não importa como e o quanto ele mude, pois tenho certeza que estaremos todos de corpo e alma no palco e quem for nos assistir, irá se surpreender”, observa Vitor Hamamoto um dos bailarinos brasileiros.

ANDREAS BORREGAARD – Estreia do projeto Orelhão de música experimental com solista de acordeão e com quarteto de cordas

Andreas é reconhecido como um dos jovens acordeonistas mais empolgantes do mundo.

No festival Dansk!!BR e pela primeira vez no Brasil, ele apresentará obras de alguns dos maiores compositores dinamarqueses, compostas especialmente para ele. Numa apresentação solo e outra junto com o Quarteto Camargo Guarnieri (SP), apresentará “Dancers & Disappearance”, a nova obra criada para ele por Bent Sørensen – ganhador do Grawemeyer Award 2018 – o maior prêmio de composição do mundo. “ A forma como o acordeão é usado na música contermporânea dinamarquesa é bem diferente do modo como é usado na música regional brasileira. Mas independente disso eu prefiro pensar que o público pretende se concentrar na música e não somente num instrumento”, ressalta o músico.

DJ MAM – Conexão Copacabana/Copenhague

Além de animar grandes eventos brasileiros, como o Reveillon na Praia de Copacabana, e dirigir seu próprio selo (e festival) Sotaque Carregado, o produtor carioca colabora com artistas dinamarqueses como Kenneth Bager e Pharfar desde 2014, e integrou o line-up do Roskilde – um dos maiores festivais da Europa. No festival, MAM apresentará um novo trabalho influenciado por sua relação com a Dinamarca já lançado em singles como "Samba'n Ragga" e "Bum Bum vai balançar", que integrarão seu próximo álbum, Sotaque Carregado Europa, que será lançado dia 8 de dezembro em Copenhague. "Feliz em protagonizar esse intercâmbio recebendo artistas dinamarqueses e levando a nossa cultura para os seus principais palcos. Navegaremos sob as bençãos de nossa Iemanjá Carioca e da Pequena Sereia deles”.

ATIVIDADES

BrincaCidade – É um movimento comprometido com uma cidade educadora, viva e que prioriza a infância. Entendendo a educação também para além da escola, nos espaços, nos encontros e nas relações. “Compreendemos a educação como uma responsabilidade coletiva, que passa por cada indivíduo e também pelos poderes públicos e esferas privadas”, explica Carolina Hornos.

De forma bem alinhada com conceitos centrais da pedagogia dinamarquesa, as atividades valorizam a infância, a família, o livre brincar, a aprendizagem e a conexão com os espaços públicos da cidade. Entre as atividades planejadas estão: Piquiniques, brincadeiras e oficinas.

Oficina Live Art - O projeto Live Art existe desde 2004, e de lá pra cá foram realizados 13 grandes festivais internacionais e outros eventos direcionados às crianças e suas famílias.

Em formato de oficina o coreógrafo e performer dinamarquês Henrik Vestergaard vai conversar com crianças e adultos sobre as obras de arte de diferentes artistas. Será possível, por exemplo, fazer experimentos de performance da Yoko Ono para os participantes performarem em seguida.

A oficina é aberta para todas as idades.

Virak Revy – O “Virak Revy” é um espetáculo composto por várias performances de música, dança, teatro e palavras para toda a família. Os atos e/ou performances, são escritos por artistas famosos como por ex. Yoko Ono, Marcel Duchamp e o dinamarquês Eric Andersen. No Festival DANSK!!BR o Henrik Vestergaard vai conduzir o espetáculo junto ao público e mostrar algumas performances ensaiados com as crianças e as famílias na Oficina Live Art.

O espetáculo é aberto para todas as idades e tem participação do público.

PROGRAMAÇÃO (GERAL)

SEXTA-FEIRA DIA 9

18H – Abertura do Hygge Lounge (Esplanada)

20H – Concerto Festa de Babette (Estreia do projeto Orelhão noTeatro de Câmara)

21H – Jantar – Festa de Babette (Restaurante)

21H – Espetáculo CRASH! (Sala Eletroacústica)

22H – SHOWS - Abertura dos portões do Palco Principal

23H – DJ MAM e convidado dinamarquês

0H30 – Baiana System

2H – Rumpistol

3H – Encerramento

SÁBADO DIA 10

10H – Abertura do Hygge Lounge (Esplanada)

10H – Oficina Live Art para crianças e adultos

11H – CINEKLAP: Big Time (Teatro de Câmara)

14H – CINEKLAP: Design para a vida (Teatro de Câmara)

14H – Oficina Live Art para crianças e adultos

15H – Oficina de Dança – CRASH! (Sala Eletroacústica)

16H – Artist Talk –Rumpistol (Sala de Ensaio III)

18H – Espetáculo CRASH! (Sala Eletroacústica)

19H – Concerto Festa de Babette (Teatro de Câmara)

20H – Jantar Festa de Babette (Restaurante)

20H – Concerto Andreas Borregaard solo (Estreia do projeto Orelhão no Teatro de Câmara)

21H – DJ Rumpistol e o designer Muti Randolph ( Hygge Lounge)

22H – Mapping Challenge (Hygge Lounge)

23H – Encerramento das atividades

DOMINGO DIA 11

10H – Abertura do Hygge Lounge (Esplanada)

10H– Picnic com BrincaCidade (Bosque)

11H – Espetáculo Virak Revy

11H – CINEKLAP: Um Homem em Derrocada (Teatro de Câmara)

14H – CINEKLAP: Olafur Eliasson – Espaço é processo (Teatro de Câmara)

14H – Oficina de Dança – CRASH! (Sala Eletroacústica)

17H – Espetáculo CRASH (Sala Eletroacústica)

18H30 – Concerto Andreas Borregard com Quarteto Camargo Guarnieri (Estreia do projeto Orelhão no Teatro de Câmera)

22H – Encerramento

#CidadedasArtes

8 visualizações
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil