• Andressa Gonçalves - Estudante de Design de

CINEnews | Extraordinariamente Belo


Chorar ou rir? Soltar uma lágrima ou uma risada? Até ontem à noite eu não sabia muito bem que era possível fazer ambos ao mesmo tempo, saí da sala impactada com a mensagem ao mesmo tempo que de coração leve e esperançoso. Cheio de opostos (que se atraem) é o filme corretamente chamado de Extraordinário.

Dirigido por Stephen Chbosky (As Vantagens de Ser Invisível) e adaptado do livro homônimo de R.J. Palacio, o filme aborda temas sérios como bullying, preconceito e dificuldades enfrentadas por pessoas com condições diferentes do que é considerado “normal” pela maioria, com uma mistura muito harmoniosa de respeitabilidade e humor.

O longa conta a história de Auggie Pullman (Jacob Trembley, mais conhecido por seu papel em O Quarto de Jack), um garoto de 10 anos que adora Star Wars e vai á escola pela primeira vez para cursar o sexto ano, já que até então era educado em casa pela mãe.

Auggie nasceu com uma má formação craniofacial congênita, chamada síndrome de Treacher-Collins, que o fez ser operado 27 vezes. E, apesar de por conta disso, ser esperado que o filme abordasse principalmente a vida de Auggie, suas dificuldades ao lidar com o preconceito, com a relutância de alguns em aceitá-lo e todas as temáticas decorrentes de sua condição, o diretor divide, com maestria, o foco do filme entre Auggie mas também entre sua família e como a vida deles é influenciada pelo carismático menino.

Com um elenco estelar, protagonizando Julia Roberts no papel de Isabel, a mãe do astronauta mirim, Owen Wilson como Nate Pullman, Izabella Vidovic como Via, a irmã mais velha e Sônia Braga como a avó materna brasileira de Auggie (sim, ela é brasileira no filme também e, apesar de participar pouco do longa, quando aparece... Oferece uma atuação estupenda); o filme já era previsto para ser um sucesso.

Os personagens principais são, no geral, muito carismáticos, e envolventes, fazendo você chorar em alguns momentos (recomendo levar alguns lencinhos de papel, eu não levei e tive problemas... Quase precisei usar o assento como barco para sair do cinema) e rir em outros.

Extraordinário faz jus ao nome, sendo um filme inspirador e muito necessário nos dias atuais, abordando temas importantes e celebrando a importância da diversidade, de abraçar e amar o que te torna único e entender que quem nasce para brilhar, não pode ficar escondido.

Um filme para toda a família, que traz a doce melancolia que nos remete a infância.

Este filme ganhou 4 de 5 pipocas:

Obrigada por nos acompanharem esta semana, comentem conosco se já assistiram ao filme e o que acharam! Despeço-me com uma bela mensagem da obra:

Ah, e não esqueçam de responder a nossa enquete: Você prefere filmes dublados ou legendados? Só clicar AQUI.

Andressa Gonçalves é estudante de Design de Interiores e futura jornalista. Como adora cinema, sempre pesquisa sobre paletas de cores, curiosidades, e tudo o que pode sobre este universo! Adora colocar suas incríveis descobertas em palavras. Contato: miss.gonc00@gmail.com

Fonte de Apoio (Imagem): http://www.aumanack.etc.br/2017/12/04/extraordinario-filme-e-competente-em-sua-adaptacao/;

#Cinema #Extraordinário

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.