top of page
  • Foto do escritorAlexandre Madruga

Ong Alma Animal

Rede Globo e a toxoplasmose nada a ver, plim plim!!!


Por Fátima Borges

Não é de hoje que a Rede Globo com suas novelinhas passa aos telespectadores informações completamente equivocadas, deixando-os cada vez mais alienados! Lembremos do caso da novela AMÉRICA, quando enalteciam os rodeios e até apelidaram um pobre touro de Bandido, como se já não tivéssemos muitos em todo o país.

Em América, a Globo induziu o povo a acreditar que rodeio era um esporte muito interessante, só que, propositalmente, não mostrou o que acontece com os animais abusados em rodeios, óbvio, caso contrário, a censura proibiria a novela para menores de 18 anos. Uma pena, pois para que a emissora fosse considerada completamente idônea, teria que mostrar o sédem esfolando a virilha dos animais, o sangue escorrendo das perfurações feitas com objetos cortantes para obrigar o animal apavorado a participar de sua própria má sorte, o choque e os pescoços dos bezerrinhos retorcidos por marmanjos a fim de se afirmarem como machos! Ah… Globo, assim não valeu, tinha que ter mostrado tudo, tudinho mesmo!!!

Agora vamos nos ater a atual novelinha globesca, Insensato Coração, nela uma gestante afirma que não pode nem chegar perto do gato pra não pegar toxoplasmose, quanta estupidez!!! O autor deveria ter informado à sua personagem principal que toxoplasmose é uma zoonose que se pega da seguinte forma:

Em primeiro lugar é necessário que não se tenha nenhum hábito de higiene, que tenha o mau hábito de comer carne crua ou mal cozida, que se beba leite cru, que não se lave corretamente as frutas e os legumes antes de comê-los, não gostar de lavar as mãos após o contato com carne crua e ter sempre em sua companhia moscas e baratas que podem servir de hospedeiros. Se os cuidados acima não forem seguidos, aí sim, o parasita infectará o homem e os animais. Ah… e o mais importante, é necessário que a pessoa goste de comer cocô de gatos e que estes estejam contaminados, caso contrário, vai comer cocô a vida inteira e não vai pegar a toxoplasmose. É óbvio que a toxoplasmose é uma zoonose que deve ser levada muito a sério, por isso mesmo, a Globo em vez de transmitir ignorância ao povo, deveria informar com seriedade, e não depois da cáca feita responder aos questionamentos dos telespectadores da seguinte forma:

“[…] Lembramos que nossas novelas são obras de ficção – como tal, sem compromisso com a realidade e inseridas na categoria entretenimento […]” Ora, Poupem-me! A D. Plim-plim não se responsabiliza por nada. E se tratando do povo, ela quer é mais que você continue acreditando nos descalabros de suas novelinhas alienantes.

Falando claramente: é necessário, repito, que a pessoa coma cocô de gato contaminado para poder ingerir os oocistos das fezes contaminadas e, assim, pegar a toxoplasmose. Chega de pavões misteriosos, chega de tanta ignorância, procurem informações corretas e a repassem para o cidadão, telespectador da Globo, tão necessitado de educação e saúde.

Basta de manipulação!

Fontes: Dr.º Jairo Jorge G. da Costa – Médico Veterinário (depoimentos) http://www.vidadecao.com.br/gato/index2.asp? (Dr.º Humberto Augusto Clementi – Médico Veterinário) http://raquelvet.blogspot.com/2011/04/toxoplasmose-globo-e-seu-servico-de.htm

Fátima Borges é Colunista, Artista Plástica, Poetisa e Professora de Português e Teatro Infantil.

Comentarios


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page