top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Heavy Metal Alternativo com integrantes da Zona Oeste, disputam vaga no Rock in Rio

JUV Rock Festival define lista das bandas que disputarão a final no Circo Voador

Após algumas audições, foram selecionadas as oito bandas que irão se apresentar na final do JUV Rock Festival, o primeiro festival de rock da Secretaria Especial da Juventude Carioca (JUVRio), valendo o passe de entrada para tocar no palco Rock District do Rock in Rio 2022. As bandas são formadas por jovens de 18 a 29 anos, moradores da Cidade Maravilhosa. Foram selecionadas para a grande final as bandas Radioativa Radio Front, Bellasigma, Carminium, John Bianchi, Lamutes, Lenhadores da Galáxia e Madre Ravena. A final será no Circo Voador, no dia 3 de agosto, com músicas autorais e covers, quando será anunciado o nome da banda vencedora. A comissão julgadora é composta pela produtora cultural e empresária Mariana Leivas, pelo jornalista Bernardo Araújo, pelo engenheiro de som, músico e compositor musical Raphael Dieguez e um representante do Rock in Rio.


Além do passaporte para o palco do Rock in Rio 2022, a banda campeã do festival também será premiada com uma gravação no estúdio Toca do Bandido, responsável por discos antológicos de grandes artistas brasileiros, como Milton Nascimento, Gilberto Gil, Marisa Monte, Lenine e O Rappa. No total, inscreveram-se no JUV Rock Festival 89 grupos formados por 229 músicos, com idades entre 18 e 29 anos. Foram selecionadas 40 bandas para esta fase final.


A performance da banda no Rock in Rio será um tributo cover a outras grandes bandas da cena rock mundial. As informações sobre o festival serão divulgadas por meio das redes sociais da secretaria (www.instagram.com/juvrio).

E aqui, vamos apresentar as bandas que tem integrantes da Zona Oeste. Hoje vamos conhecer mais Carminium.


Banda de Heavy Metal Alternativo formada em 2017, a Carminium é tem quatro moradores do subúrbio do Rio influenciados, principalmente, pelo Deep Purple, Black Sabbath, Ozzy e Alice In Chains, fazendo um som que remete ao clássico, mas com a intensidade e a energia de quatro jovens, moradores de Cascadura, Taquara, Irajá e Santa Cruz.

"Nosso primeiro trabalho foi o single "Lady Coldness" lançado em setembro de 2020, seguido por Social Phobia anunciado no mesmo ano. Após a boa recepção do público, lançamos nosso primeiro EP, Speculorum, composto por cinco faixas (incluindo os singles) que passeiam por todas as referências citadas com um toque de modernidade", disse o vocalista e tecladista, Caudo Feitosa.

Com letras inspiradas a partir das visões sobre a interação do ser humano com o mundo ao seu redor, a Carminium busca entender as razões de tantos problemas psicológicos que atormentam a sociedade nos dias de hoje. Além disso, a cor vermelha, origem do nome da banda, representa a intensidade que os quatro querem levar para as apresentações.

"Somos intensos como essa cor que e nos mostramos à partir de extremos. Afinal, o humano age assim e o rock é dessa forma. Queremos te olhar internamente e tocar naquilo que você faz instintivamente. O que a sociedade te intimou a fazer mecanicamente", afirmou o baterista, Caio Cesar.
"Nós somos os observadores desse ciclo vicioso formado pelas nossas mentes limitadas. Olhando de baixo pra cima, do subúrbio à elite, da barriga à cabeça, do instintivo ao racional. Carminium é isso", sentencia o guitarrista Lucas Duarte.

E é essa intensidade, essa observação e esses extremos sociais que aproximam e conectam a Carminium com o público.

"São eles que moldam a nossa vida, nossas subidas e descidas e, claro, as nossas letras. Sabemos que a vida pode nos dar muitas descidas, mas nós não contamos com a sorte e queremos que você faça o mesmo", finaliza o baixista Matheus Campos.

O objetivo da Carminium é, segundo eles, no momento em que os quatro subam ao palco, expurgar toda pressão que a sociedade coloca nas próprias costas. A proposta de show é bem simples e direta: mostrar em um set de quarenta minutos a uma hora e meia de músicas autorais o motivo pelo qual a banda existe.

A Carminium quer ser ouvida e espalhar sua mensagem. E sinceramente? Não existe melhor forma de deixar claro para o que os quatro músicos vieram, senão entregando uma apresentação intensa e visceral para o público.


Confiram o site (https://carminium.com.br) e a música da Carminium:

Fotos: Acervo pessoal e Tadeu Goulart / JUVRio

 

Torne-se um doar por apenas R$ 1 por mês. Nos ajude a manter vivo o jornalismo local. Mais informações de como fazer a doação, clique AQUI.


O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page