• Pedro Nascimento

Após denúncias de moradores, Cedae adota medidas para conter alteração na água

Técnicos já relatam percepção de melhora na água produzida, o que brevemente também será percebido pelo consumidor



Na manhã desta quinta-feira (21), moradores da Zona Oeste constaram uma mudança na cor e no gosto da água, algo parecido com o problema no início do ano passado.


A mudança aconteceu em função da grande quantidade de algas que se formam próximo à Estação de Tratamento de Água do Guandu. Estas algas liberam uma substância chamada geosmina/MIB. É importante ressaltar que – apesar das alterações desagradáveis de gosto e odor – caso seja confirmada a presença da geosmina/MIB, a substância não oferece risco à saúde.


A Companhia se pronunciou e disse que já trabalha para a melhora da qualidade da água:


A Cedae já tomou medidas para eliminar qualquer alteração de gosto e cheiro da água distribuída. Técnicos intensificaram na lagoa o uso de argila ionicamente modificada, responsável por reduzir o alimento para a proliferação das algas que liberam a geosmina/MIB. Também foi aumentada a dosagem de carvão ativado na estação.

Clientes que sentirem qualquer alteração na água podem entrar em contato pelo telefone: 0800 282 11 95.


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil