• Josi̊ Sàldanha - Numeróloga Cabalista

HOLÍSTICOnews | Os Desafios


Desde que nascemos, passamos a vida inteira sendo desafiados em todos os níveis. O próprio ato de nascer, por si só, já é um grande desafio que superamos, tendo em vista a mudança brusca à qual somos submetidos, saindo de um útero confortável e seguro, para a vida na Terra, cheia de incertezas.

Durante toda a nossa existência somos desafiados a ter equilíbrio. Inúmeras são as vezes que ouvimos o ditado: “nem oito, nem oitenta”, nos alertando a não termos comportamentos extremistas e que busquemos sempre a melhor decisão a ser tomada, a melhor atitude diante das situações que nos são apresentadas pela vida.

Para muitas pessoas, ter equilíbrio nas decisões, diante da vida etc., é um grande desafio que, muitas vezes, beira o impossível. Essa é uma das razões pelas quais a busca pelo autoconhecimento é tão importante. Quanto mais nos conhecemos “por dentro”, menos difícil fica enxergarmos nossos pontos fortes e fracos, nos permitindo melhorar ainda mais naquilo em que já somos bons e trabalhar internamente para “positivar” os comportamentos e sentimentos destrutivos que temos, na maioria das vezes, sem perceber!

Não estamos aqui na Terra “a passeio”, temos um propósito, que é evoluir. Evoluir, melhorar, nos tornar seres humanos na totalidade dessa expressão. Somos a imagem de Deus, mas estamos “fora de foco”, tal qual quando vamos ao oftalmologista para fazer exame e o médico vai passando as lentes e nos perguntando qual delas nos permite ver e ler melhor. Conforme vamos melhorando, trabalhando nossos sentimentos, emoções e reações, é como se fôssemos trocando de lente, ficando nossa visão cada vez mais nítida.

E, por isso, existem os desafios: para que os superemos, alcancemos cada vez mais equilíbrio e nos tornemos pessoas melhores. Somos desafiados sempre em nossos pontos mais fracos.

De acordo com a Numerologia Cabalística, nós temos três Desafios em nossa existência e eles são paralelos aos nossos Ciclos de Vida (assunto da semana passada). Em cada Ciclo somos confrontados com situações que se apresentam de acordo com o que precisamos aprender a equilibrar nessa existência: os nossos Desafios.

Quando um Desafio tem o mesmo número que o Destino, o Ciclo de Vida ou o Momento Decisivo (que será o próximo assunto), a pessoa poderá passar por certas dificuldades relacionadas à saúde (durante o período). São elas:

1 – problemas emocionais, na cabeça, no coração;

2 – rins, estômago, nervos;

3 – garganta e fígado;

4 – dentes, ossos, circulação;

5 – órgãos sexuais e nervos;

6 – coração e pescoço;

7 – glândulas e nervos;

8 – estômago e nervos.

Quando acontece essa “coincidência”, esses problemas aparecem devido ao desequilíbrio naquela determinada área sobre a qual o seu Desafio está relacionado e que a pessoa precisa equilibrar, aprender, melhorar.

Os Desafios são um total de 9: de zero a oito. Entretanto, como eu disse acima, temos “apenas” 3 Desafios numerológicos ao longo da vida. O interessante é que para muitas pessoas, os números dos Desafios se repetem pelos Ciclos. Por exemplo: é comum uma pessoa ter dois Desafios iguais e em sequência ou intercalados, sendo mais incomum os três Desafios serem iguais.

Abaixo temos um resumo dos Desafios, sendo que o Desafio Zero deixarei por último, pois este merece uma atenção especial.

1 – Aprender a equilibrar autoconfiança e autoritarismo;

2 – Aprender a cuidar de si mesmo, ser mais tolerante e liberal e parar de usar seus próprios sentimentos e emoções como referência para tudo, especialmente a vida alheia; aprender a perdoar;

3 – Aprender a equilibrar o medo de contatos sociais com uma atitude extremamente festeira; ser sociável e expor suas ideias e sentimentos, mas sem dispersar suas energias, nem ser uma pessoa fútil;

4 – Aprender a ter equilíbrio em suas atividades, não sendo “burro de carga”, tampouco indolente (preguiçoso);

5 – Aprender a equilibrar o desejo de liberdade excessiva ou medo de ser livre; equilibrar a ânsia de querer viver coisas novas e ao mesmo tempo temer que o novo aconteça; não buscar no sexo, álcool e drogas, como sinônimo de liberdade; aprender quando e como desapegar-se de coisas ou pessoas que não significam mais nada em sua vida, nem tem mais nenhuma razão de ser;

6 – Aprender a equilibrar um comportamento de “capacho” ou ser demasiadamente exigente e dominador; aceitar as pessoas como elas são, sem querer que as mesmas vivam conforme seus padrões pessoais; respeitar pontos de vista de todos, sem querer estabelecer para os outros as suas próprias regras pessoais;

7 – Aprender a equilibrar orgulho excessivo com modéstia exagerada; não usar álcool e drogas como válvulas de escape para os acontecimentos desagradáveis da vida; aprender a compreender o que se passa no mundo à sua volta e a ter fé, acima de tudo;

8 – Aprender a equilibrar a preocupação excessiva com as questões materiais e o desinteresse exagerado em relação ao dinheiro e aos bens terrenos; aprender a usar corretamente o dinheiro e o poder, sem fazer deles a meta de vida, um deus;

Desafio 0 (zero) – esse desafio remete à escolha. Seu possuidor poderá ser uma pessoa muito evoluída e, por isso, terá que tomar suas próprias decisões. Aprender a ouvir sua intuição. Tal pessoa vibra em todas as esferas, sendo que o aprendizado é, realmente, um “dever” para ela. Precisa estar atenta a todos os Desafios, sem uma ênfase especial a um específico e perceber, por si só, quais as armadilhas que a vida lhe reserva. Como trata-se de um espírito, de certa forma, elevado, muitas situações especiais e igualmente elevadas lhe serão projetadas e, quanto melhor essa pessoa se sair, melhor para todos, pois a humanidade precisa de seus préstimos.

O Desafio Principal:

Uma observação importante é que o terceiro Desafio também é chamado de “Desafio Principal”, pois, dentre outros aspectos, como ele se situa no terceiro e último Ciclo de Vida, espera-se que a pessoa já possua maturidade e experiência suficientes para superar e se sair muito bem nesta última fase da vida, nesse último Desafio. Caso contrário, ou seja, caso ela não tenha aprendido e “liquidado” os aprendizados dos outros dois Desafios anteriores, terá essas situações “acumuladas” em sua vida, pois o Desafio Principal é derivado, justamente, dos dois Desafios anteriores. Um exemplo é quando ouvimos: “Fulano/a já está velho/a, sempre foi assim, não tem jeito, não vai aprender nunca...”, quando acontece isso, muito dessas coisas que a pessoa não aprendeu, são justamente seus Desafios, que não foram superados.

O cálculo dos Desafios é parte do Mapa Numerológico Cabalístico e seu fundamento é a data de nascimento do consulente. Entretanto, com um pouco de intuição, observação e autoanálise, você poderá perceber em quais dos Desafios que descrevi acima você se vê envolvido. Pode até não ser o seu real Desafio numerológico, mas com absoluta certeza, se você se identificar com alguns deles e procurar melhorar nos aspectos que lhe dizem respeito, sua vida há de melhorar muito, haverá um grande avanço!

Um grande abraço!

Namastê!

Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos, Pedagoga formada pela UERJ, Teóloga especialista em Ciências da Religião pela UNESA, Sacerdotisa há 15 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área da Teologia.

Telefones Oi: (21) 3357-7399 e 98464-4568

Whatsapp e celular Claro: 99232-4887

www.josisaldanha.com.br

contato@josisaldanha.com.br

www.facebook.com/josisaldanhanumerologa

#Desafios #NumerologiaCabalística #Destino #CiclosdeVida

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil