• Andressa Gonçalves - Estudante de Design de

CINEnews | Quando três letras significam diversão...


Por mais que tentemos negar, não adianta. Todo bom amante da sétima arte, em algum momento da vida, já quis assistir a algum filme leve, descomplicado, e apenas embarcar na realidade nele mostrada, não é verdade? Pensando nisso, o CINENews desta semana trouxe como recomendação o filme: Crô em Família, que agrega tudo isso e é certo de lhe garantir boas risadas.

Para quem não sabe, a saga de Crodoaldo Valério, mais conhecido como Crô, começou com a primeira aparição do personagem, interpretado por Marcelo Serrado, na novela global Fina Estampa (2011). Nela, o carismático e engraçado personagem de bordões chiclete começou a ganhar a afeição do público, o que fez com que seus criadores pensassem que, talvez, Crô estivesse destinado ao protagonismo, afinal.

Com o fim de Fina Estampa, surgiu a ideia de se fazer um filme focado apenas no personagem. O projeto se tornou realidade em 2013, quando chegou aos cinemas: 'Crô, o Filme'.

Agora, seguindo o sucesso do primeiro longa, temos Crô em Família, que, mesmo deixando a desejar em alguns pontos, mais do que compensa nos quesitos 'comédia' e 'diversão'.

Nesta nova película, Marcelo Serrado retorna no papel de Crodoaldo Valério, que agora enfrentará situações hilárias tendo por companhia uma suposta família e novas amizades. Algumas das melhores cenas se passam na escola de etiqueta de Crô, a: "Crô, Escola de Etiqueta, Finesse e Glamour".

Quando o personagem tenta ensinar a alguns de seus alunos e parentes regras de etiqueta, a risada é garantida. Inclusive, o cenário e situações apresentadas na tal escola são tão bons que poderiam ter sido melhor abordados, tendo mais cenas se passando na mesma. A impressão que temos aqui, é que a escola de Crô era um recurso muito promissor do roteiro, com um potencial incrível e, que, se melhor trabalhado, poderia ter enriquecido muito mais a história e conferido-lhe maior originalidade.

Um dos pontos mais interessantes do filme é a relação entre Crô e sua sobrinha Liz, interpretada por Mel Maia. Juntos, eles se ocupam do lado sério do longa e deixam algumas mensagens legais, como: “nem tudo é o que parece” e “amizades inusitadas podem surgir quando você menos espera”.

Algumas performances muito interessantes ainda que curtas, são as de Ferdinando (Marcus Majella), Dorothy (Luis Miranda), Seu Peru (Marcos Caruso) e Geni, interpretada por Jefferson Schroeder, que surpreende positivamente no papel de melhor amiga de Crô.

O roteiro não é excelente, tendo inúmeras falhas e fatos que poderiam ser melhor amarrados uns aos outros, para conferir melhor fluidez à história. Além disso, não vemos muita inovação, muitas propostas inesperadas por parte do roteiro. Podemos perceber também vários “buracos” nele, e mais perguntas sendo feitas do que respostas sendo respondidas, é como se várias problemáticas fossem abertas e pouquíssimas fechadas.

Se você espera descobrir mais sobre a origem da família de Crô e do próprio, ou o porquê de determinados fatos ocorrerem em sua vida (os quais não podem ser comentados aqui ou teríamos spoilers), pode esperar relaxado comendo uma pipoquinha, porque talvez e somente TALVEZ, esses fatos sejam mostrados em um terceiro filme.

O final do longa nos dá, inclusive, exatamente essa ideia. De que teremos um terceiro filme. Agora, é esperar para ver e torcer para que, se a promessa realmente se concretizar, tenhamos um enredo de maior qualidade, mas sempre mantendo a mesma leveza, boas piadas, e provocando as grandes risadas que são a marca registrada da saga.

Crô em Família está em cartaz em cinemas de todo o Brasil.

Este filme recebeu: 2,5 pipocas de 5

Ele ganha 2,5 na categoria comédia, mas perde 2,5 nos aspectos originalidade e roteiro. Ou seja, sua experiência com o filme vai depender de suas intenções com o mesmo.

Andressa Gonçalves é Colunista de cinema por paixão. Designer de Interiores por opção. E futura jornalista por vocação. Escrevo também para o Expedição Musical, Portal Mais Pop, George Ezra Brasil, Indieoclock e James Bay Brasil. Música e Cinema me fascinam.

Contato: miss.gonc00@gmail.com

#Cinema

Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil