• Andressa Gonçalves - Estudante de Design de

CINEnews | E O Oscar Vai Para...


Todos os anos, entre fevereiro e março, cinéfilos do mundo inteiro ficam agitados e ansiosos. É que nessa época do ano acontece a premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Academy of Motion Picture Arts And Sciences), mais popularmente conhecida como “A Entrega dos Oscars”.

(Obtida em: http://spoilermovies.com.br/2016/01/14/os-indicados-ao-oscar-2016/)

Enquanto outras pessoas estão, geralmente, usando o período para aproveitar o carnaval (ou se recuperar dele), os cinéfilos estão pensando em três coisas: 1) Quais serão os vencedores. 2) Tomara que estes, sejam os seus preferidos. E 3) Como assistir a todos os filmes indicados antes que chegue a noite mais importante da indústria do cinema.

Hoje, conheceremos um pouco da história da Academia e as principais curiosidades de seus 90 anos de existência.

O Surgimento do Oscar

Tudo começou em 1927, durante um jantar na casa do então Diretor de Estúdio da MGM, Louis B. Mayer. Na citada ocasião, ele e seus convidados tiveram a ideia de criar uma organização sem fins lucrativos que beneficiasse a indústria cinematográfica.

Uma semana depois, 36 convidados de diversos setores da sétima arte, se reuniram no Ambassador Hotel em Los Angeles, para ouvir a proposta de fundação da Academia. Quando todos os detalhes foram acertados e os devidos contratos, assinados, uma votação decidiu que Douglas Fairbanks seria o presidente.

Imagem datada de 1927, no dia da fundação da Academia.

Obtida em: http://www.oscars.org/academy-story/?

A primeira Entrega de Prêmios da Academia ocorreu em 16 de maio de 1929, no famoso Hotel Roosevelt nos Estados Unidos. O evento celebrou as realizações cinematográficas mais notáveis dos anos 1927 e 1928.

Primeira Premiação do Oscar – 1929.

Obtida em: http://www.oscars.org/academy-story/?

Na época, os contemplados recebiam o prêmio baseado em seu desempenho em mais de uma obra, as quais tivessem participado no período de tempo determinado pela celebração em questão; por exemplo, Emil Jannings, primeiro vencedor do Oscar de Melhor Ator, conquistou uma estatueta por dois filmes “Tentação da Carne” (1927) e “A Última Ordem” (1928); já que, tanto filmes feitos em 1927, quanto os feitos em 1928, estavam sendo premiados em 1929. Janet Gaynor, a Melhor Atriz da primeira edição do evento, recebeu uma estatueta por três filmes “O Anjo das Ruas” (1928), “Sétimo Céu” (1927) e “Aurora” (1927).

Esse sistema durou por quatro cerimônias, até que em 1933, os artistas passaram a ser avaliados por seu trabalho em um só filme, mesmo que tenham participado de mais de uma película em um único ano.

Na primeira edição, a Academia liberou antes da cerimônia os contemplados da noite. Contudo, para aumentar o suspense, no ano seguinte, passou a revelar o resultado somente no momento da premiação, fornecendo apenas para os jornais (que divulgariam o resultado pouco após o término da cerimônia) uma lista dos ganhadores do ano. Isso deu certo até 1940, quando o Los Angeles Times publicou o resultado antes do começo do evento. Desde então a Academia adotou os famosos envelopes selados.

As Principais Curiosidades Sobre A Premiação:

– Na primeira edição do evento, as pessoas puderam assisti-lo pagando apenas 5 dólares; ela apresentou 15 categorias e durou 15 minutos;

– A estatueta do Oscar foi idealizada e projetada por Cedric Gibbons, em 1929, e trazida à vida pelo escultor George Stanley. Desde então, ela não sofreu muitas alterações: Seu formato é a de um cavaleiro, segurando uma espada verticalmente, em frente ao seu corpo, sobre um rolo de filme. Os cinco aros sob seus pés homenageiam os representantes das categorias-base do prêmio: diretores, atores, escritores, produtores e técnicos. A estatueta pesa quase 4kg e mede 34,29 cm. É composta de 92.5% de estanho, 7,5% de cobre, e banhada em platina e ouro 14 quilates. Uma dessas peças vale mais de 500 dólares atualmente;

Neste ângulo raro, podemos ver claramente os cinco aros e entender melhor seu simbolismo.

(Obtida em: http://esportenerd.com/cinema/noticia/12-curiosidades-sobre-a-estatueta-do-oscar20140228.html)

– É estranho acreditar que sim, mas muitos contemplados já venderam ou tentaram vender seu Oscar. Para tentar evitar isso, desde 1950, está em vigor uma regra que proíbe a venda do artefato sem que antes seu detentor faça uma oferta simbólica de um dólar à própria Academia;

– As pequenas estátuas são todas iguais no momento da premiação. Elas só serão personalizados com a categoria, nome do vencedor e ano, após serem entregues ao seu proprietário de direito. Depois de recebê-las, os agraciados são redirecionados aos bastidores, onde recebem uma taça de champagne e têm alguns minutos para respirar. Em seguida, passam à sala de imprensa, e logo depois ao Governors Ball, que é próximo ao Dolby Theater (local onde a solenidade se desenrola). No Governors, é montado um balcão onde os laureados personalizam suas estatuetas. Ficou curioso(a) como isso acontece?

Então, confira abaixo um vídeo que mostra a personalização do prêmio de Leonardo DiCaprio, Melhor Ator em 2016 por O Regresso:

“Você faz isso todo ano? Eu não teria como saber” brinca o ator.

– Até hoje, os filmes mais premiados foram Titanic (1997) com 14 indicações e 11 Oscars; Ben-Hur com 12 indicações e 11 delas conquistadas; e O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei com 11 indicações, embolsando todas elas;

– A atriz com mais estatuetas no armário é Katherine Hepburn (4) e o ator, Daniel Day-Lewis (com 3);

– A indicada mais jovem foi Qhenzhane Wallis, aos 9 anos, em 2013, como Melhor Atriz por seu papel em Indomável Sonhadora (2012). A vencedora mais jovem foi Tatum O’Neal, aos 10 anos, como Melhor Atriz Coadjuvante por Lua de Papel (1974);

– O discurso mais rápido da história do Oscar foi o de Joe Pesci, em 1991. Na ocasião, o ator ganhou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, por seu papel em Os Bons Companheiros. Seu discurso durou apenas 3 segundos “É um privilégio, obrigado” foi tudo o que o ator disse. Um homem de poucas palavras, literalmente;

– Já discurso mais longo da história da cerimônia, durou 5 minutos e 30 segundos. Foi feito por Greer Garson ao receber, em 1942, o prêmio de Melhor Atriz pelo filme Rosa de Esperança;

– Falando neles, um discurso no The Academy Awards dura, em média, 80 segundos;

– O país que mais coleciona estatuetas de “Melhor Filme Estrangeiro” é a Itália;

– A primeira transmissão televisionada do evento ocorreu em 1953. 13 anos mais tarde, foi a vez da primeira exibição em cores. Em 1969, a cerimônia passou a ser exibida também no Canadá e, no ano seguinte, no Brasil e no México (únicos além dos Estados Unidos e Canadá) a serem inclusos na transmissão ao vivo;

– A palavra Oscar foi utilizada pela primeira vez pelo jornalista e crítico de cinema Sidney Skolsky, de forma informal. Duas são as principais teorias sobre o surgimento do nome: uma delas diz que a secretária-executiva da Academia, Margareth Herrick, ao ver a estatueta pela primeira vez, comentou que ela se parecia com seu tio Oscar. Sidney teria escutado o comentário e resolvido apelidar o prêmio com o nome. Outra versão é de que a atriz Bette Davis o teria apelidado assim, devido à semelhança da estatueta com seu primeiro marido, Harmon Oscar Nelson Jr;

– Durante a Segunda Guerra Mundial, devido a escassez de metal no país, as estatuetas eram fabricadas em gesso e pintadas com tinta dourada. Após o conflito, os agraciados com estes prêmios, puderam trocá-los pela estatueta original;

– A partir de 1999 que a cerimônia passou a ser realizada aos domingos.

Neste ano, o Oscar ocorrerá em 04 de março, em Los Angeles. Como é de costume, a Rede Globo de Televisão transmitirá a cerimônia ao vivo, então fica aqui a dica para quem quiser acompanhar. Os indicados deste ano foram:

E, como tudo tem seu lado bom e o não tão bom assim, semana que vem falaremos sobre um prêmio humorístico, uma paródia do Oscar, mas que cada vez mais têm sido levado a sério: o Framboesa de Ouro.

Nas próximas matérias, continuaremos nesse clima de premiação e falaremos mais sobre alguns dos principais indicados de 2018.

Agora, preparem seus melhores tênis, guardem o fôlego e preparem-se para a corrida ao cinema (ainda dá tempo de conferir todos!): Preparar, apontar, VÃO!

PS: Três dos indicados, já estão disponíveis para assistir no Netflix, são eles: Strong Island e Ícaro (da categoria Melhor Documentário) e Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi, estará disponível no serviço de streaming após sua estreia nos cinemas dia 15 de fevereiro.

Andressa Gonçalves é futura jornalista. Como adora cinema, sempre pesquisa sobre paletas de cores, trilhas sonoras, curiosidades, e tudo o que pode sobre este universo. Mantém também o projeto bilíngue Expedição Musical, que toda semana apresenta ao grande público, novos talentos do cenário musical.

Contato: miss.gonc00@gmail.com

#Oscar #Indicados #Cinema

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil