© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

FISIOnews | Tremor essencial: nem todo tremor é Parkinson

Muitas das vezes, nos deparamos com alguém da família, que é idoso, apresentando tremores, e logo associamos a doença de Parkinson. Embora, os sintomas sejam parecidos com a doença de Parkinson, o diagnóstico é outro, é o Tremor Essencial.

 

O Tremor essencial é involuntário e tem progressão lenta,  acontecendo durante alguma ação. Alguns exemplos disso: é quando a pessoa treme, ao segurar um copo ou uma xícara, no momento de se alimentar e segurar um talher ou até mesmo ao escrever. Quando intensificado, o sintoma poderá atrapalhar a vida diária do paciente, como trabalhar e dirigir o seu carro.

 

O tremor acomete a cabeça, balançando, parecendo que a pessoa está dando como uma resposta o "não" . Os braços e as mãos também são acometidos, normalmente simetricamente. O tremor no tronco também poderá acontecer. Já as pernas raramente acontece. A laringe também pode ser afetada, levando a alteração da voz.

 

Assim que a pessoa para de se movimentar, o tremor também para simultaneamente. Essa pausa do tremor, no repouso, se faz como um diferencial da doença de Parkinson.

 

Ainda não se sabe a causa da doença, mas acredita-se que tenha origem genética. A pessoa que tem na família parentes com tremor essencial, aumenta a chance de ser acometido.

 

Pensando na qualidade de vida do paciente, alguns medicamentos podem ajudar a controlar os tremores, fazendo com que eles possam realizar as atividades da vida diária.

 

Nos casos mais sérios em que acontece uma falha do tratamento farmacológico, a cirurgia é as vezes indicada. Com a implantação de uma sonda elétrica na região do tálamo, transmitindo impulsos elétricos, sem causar dor, com objetivo de reduzir os tremores.

 

Na fisioterapia, o profissional poderá realizar movimentos de coordenação motora, com movimentos que são realizados com dificuldades, pois quando o tremor é intenso, poderá atrapalhar bastante, as vezes o movimento é simples, mas que requer precisão. O fisioterapeuta poderá utilizar como recurso, acessórios, fazendo um circuito, realizando  movimentos coordenados, parecidos com os que são realizados no dia a dia.

 

É importante o diagnóstico do neurologista, descartando outras doenças que possam a levar algum tipo de tremor.

 

Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates

Pós-graduado em Traumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais

Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges

Contato: 99550-9212 ( whatsapp )

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg