© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

Espetáculo Bichos leva drama com humor ao Armando Gonzaga em Marechal Hermes

October 18, 2019

Montagem instiga o público a refletir sobre seu papel na sociedade atual e fala sobre os efeitos colaterais de políticas neoliberais na vida de pessoas simples da cidade do Rio de Janeiro

 

Após uma breve temporada no Centro do Rio, a peça Bichos aterrissa ao lado da mais famosa batata frita da capital carioca para levar ao público um espetáculo cheio de cenas instigantes. Diante de uma realidade crua e imprevisível, quase absurda, os personagens dessa trama habitam a cidade do Rio de Janeiro em sua rotina selvagem e desigual. Todos estão caminhando, tentando se equilibrar, sobre a linha tênue que separa civilização e barbárie. Bichos é um convite-estímulo a refletir sobre nossa sociedade atual, com humor e acidez. A montagem será chega ao Teatro Armando Gonzaga, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio, para temporada de 18 a 27 de outubro.

 

Ao longo de cinco cenas interligadas por dois acontecimentos na cidade, o espectador se depara com personagens vivendo momentos de clímax: um paciente que afirma para sua terapeuta que está curado, pois descobriu que sua essência é sofrer; o policial militar em dúvida sobre ter matado exatamente o adolescente preto que esquartejara seu ex-parceiro; o rapaz gay alucinado por um ménage à trois; o casal no momento de término trágico e o casal de swing com seus dramas sexuais.

O texto ainda deixa frestas em sua estrutura semiótica dando margem para uma reflexão sobre os efeitos colaterais de políticas neoliberais na vida de pessoas simples da cidade do Rio de Janeiro. Apesar dos acontecimentos dramáticos, o texto tem doses de humor, que foi utilizado como meio para se conectar com o público, tornando a história interessante também para aqueles que não estão acostumados a frequentar espetáculos teatrais. Resultado de um trabalho sério e responsável de pesquisa, Bichos é um convite indireto à uma reflexão, levando o expectador a enxergar-se de fora, de uma forma absurda e animalesca.

 

Sem dar as respostas, apenas os questionamentos a partir da apresentação dessas situações-chave, o espetáculo instiga o público a encontrar-se nesses personagens e refletir sobre seu papel na sociedade. Com 70 minutos de duração, a montagem teve sua primeira temporada em setembro deste ano no Teatro Gonzaguinha, no Centro Cultural Calouste Gulbenkian, Centro do Rio.

 

O Teatro Armando Gonzaga fica na Av. Gen. Osvaldo Cordeiro de Farias, 511 - Mal. Hermes

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg