© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

Quinta (21) na Portela tem Partido Alto com Grupo Vou Pro Sereno, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Sombrinha e Juninho Thybau

February 18, 2019

O evento pré carnaval mais esperado do ano, acontece na quinta-feira, dia 21 de fevereiro na quadra da Portela, a partir das 21h. A noite do Partido Alto vai ter o Gripo Vou Pro Sereno que reunião no ano passado uma multidão na Praça da Apoteose, no Sambódromo carioca com o Projeto Nada Pra Fazer. O Grupo está estourado em todas as rádios do Brasil com os sucessos Essa Preta, Mulher Não Manda em Homem, Vou pro Sereno, Quero Mais, Nada pra Fazer, Me Desculpe a Franqueza e Logo Dou Um Jeito, bem como clássicos do samba de roda, do partido alto e do samba de terreiro.

 

 Outro bamba que dispensa comentários e lançou recentemente o seu clip que está arrebentando no   seu Canal no Youtube e todas as Redes sociais é Marquinhos de Oswaldo Cruz. A música “Em Qualquer Lugar” está alcançando números expressivos em todas as plataformas. Marquinhos é conhecido como o homem do Trem do Samba e da Feira das Yabás. Eventos que ele criou em prol do povo e do samba.  

 

Ele que é um dos ícones do samba brasileiro  e um dos fundadores do Fundo de Quintal, o cantor Sombrinha que para os críticos um dos maiores cantores e compositores de samba do país não poderia ficar de fora deste megashow no Portelão.

 

 Reconhecido por ter sido um dos componentes e fundadores do grupo Fundo de Quintal, fez história em ser autodidata e consagrar suas canções nas vozes de grandes artistas como: Beth Carvalho, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão, Dona Ivone Lara, Chico Buarque e Caetano Veloso, além de muitos outros.

 

Sua trajetória no grupo Fundo de Quintal durou 12 anos até que decidiu seguir carreira solo lançando dois CDs. Em 1995, o cantor juntamente com o seu grande amigo e compadre Arlindo Cruz, formou a famosa dupla de samba: Arlindo Cruz e Sombrinha. A união durou cinco anos e resultou em cinco álbuns lançados.

 

O cantor traz uma coleção de diversos prêmios e homenagens, entre eles estão dez prêmios Sharp de Música, sendo seis como melhor grupo de samba, um como artista revelação e três como melhor composição com as músicas: Além da razão, Nas rimas do amor, e Ainda é tempo pra ser feliz. Também já entrou com quatro temas de novelas: Malandro sou eu (Roque Santeiro), Fogo de saudade (O Outro), Alto lá (O Clone) e Além da razão (Salvador da Pátria). 

 

E para fechar o time de sambistas de raiz , a maior revelação do samba dos últimos anos. Juninho Tybhau, que realiza o evento  “Na Porta de Casa” que recebe vários convidados do mundo do samba , no bairro de Irajá, zona norte do Rio e tem levado centenas de pessoas um domingo de cada mês para porta da casa do sambista.

 

No repertório do  show na quadra da Portela , Juninho vai  apresentar músicas do novo EP, que dá nome a turnê, como “A Vitória Demora Mas Vem”, “Filhos de Jorge”, “Nosso Jeito”, "Tem Quem Queira", "Será Que Sim, Será Que Não", "Água de Moinho" e sambas clássicos como "Testamento de Partideiro” (Candeia), “O Mundo é Um Moinho” (Cartola), "Alguém Me Avisou" (Dona Ivone Lara), entre outros.

 

Mais sobre Thybau 

Roberto José Fernandes Júnior - ou simplesmente Juninho Thybau - é da linhagem nobre do samba e traz no sangue o amor pela música, em especial pelo samba. O avô, de quem herdou o sobrenome artístico, mantinha em sua casa as tradicionais rodas de samba. E é filho de Beto Gago, compositor de talento reconhecido com sucessos como “Faixa Amarela”, “Se Eu For Falar de Tristeza” e “Tempo de Criança”.

Cantor e compositor, Juninho Thybau tem uma trajetória respeitável na roda do Cacique de Ramos e Pagode da Tia Doca. Quando o assunto é partido alto, Juninho Thybau é considerado um dos principais nomes da arte de improvisar. 

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg