© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

FISIOnews | Pilates na gravidez: quais os cuidados?

A gravidez é um momento muito especial para a mulher,  acontecendo várias mudanças no corpo em diferentes fases da gestação. É importante realizar a atividade física durante a  gestação levando  uma gravidez  mais saudável se beneficiando do pilates.

 

Quando o assunto é pilates na gravidez podemos afirmar que existem vários benefícios tanto para o trabalho de parto como também para a recuperação após o parto. O pilates promove alívio das dores, sendo muito comum o desconforto principalmente lombar devido a mudança postural. A incontinência urinária também pode acontecer após o segundo trimestre, sendo que no pilates se trabalha o assoalho pélvico que está ligado diretamente a perda de urina quando esse grupo muscular encontram-se fraco. O trabalho respiratório também é bastante importante, pois a gestante normalmente começa a se cansar com facilidade. A realização de exercício para as pernas é necessário para que possa diminuir o inchaço e as câimbras devido a má circulação.


A gravidez jamais poderá ser vista como uma barreira, a prática do pilates deverá ser direcionada e respeitada para cada fase da gestação, respeitando sempre os limites e não pondo em risco a vida da mamãe e do bebê, deve-se evitar exercícios que possam desequilibrar a gestante e acabe caindo, jamais realize saltos devido ao impacto. A postura de decúbito dorsal (barriga para cima) deverá ser evitada no terceiro trimestre, pois o bebê fica pesando sobre a veia cava prejudicando a sua circulação.


É importante que a gestante seja acompanhada pela obstetra e a mesma possa dizer se a mamãe está apta para prática do pilates, ela é a pessoa mais apropriada para decidir isso, pois  está acompanhando toda a gestação da paciente. Será importante saber se houve algum problema durante a gravidez como sangramento ou se já em alguma outra gravidez houve algum aborto espontâneo.


Não é aconselhável iniciar o pilates no primeiro trimestre se a gestante não estava praticando a atividade antes da gravidez, podendo iniciar no segundo trimetre, agora se ela já era uma praticante, nada mais justo em continuar o seu pilates.


Quais cuidados devemos ter com a gestante?

-  No alongamento preste atenção para não ultrapassar os limites, já que os ligamentos estão frouxos na gestação;

- Frequência cardíaca não deve ultrapassar 140 bpm;

- Na mudança de posição, principalmente para se levantar a gestante deverá realizar sempre devagar para que a pressão não tenha uma queda repentina;

- A gestante deverá de tempo em tempo beber água para não desidratar;

- Caso sinta algum desconforto ou mau estar pare de realizar o exercício;

- Evite fazer trabalho de abdômen, pois aumenta a pressão intra-abdominal, devido a grande exigência da musculatura, o mesmo poderá causar uma diástase do reto abdominal;

- Não execute exercícios em decúbito ventral (barriga para baixo).


Agora que já sabemos os devidos cuidados, que tal conversar com sua obstetra sobre a possibilidade de praticar o pilates?

 

Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates, Pós-graduado em Traumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais.

Email: leandrorjfisio@hotmail.com

Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges

Link: https://pt-br.facebook.com/fisiot.leandroborges/

Contato: 99550-9212 ( whatsapp )

*Atendimento domiciliar

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg