© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

FISIOnews | Fibromialgia: conheça os pontos de dor dessa síndrome e suas características

Fibromialgia é uma síndrome complexa, em que os pacientes apresentam uma variedade de sintomas, que vai de uma grande cefaleia,  até uma dor muscular generalizada. Ela é caracterizada por dor e sensibilidade crônica nas articulações, tendões e músculos, além disso pode apresentar síndrome do intestino irritável, palpitação, alteração na micção, depressão, fadiga, tontura e insônia. Atingido mais as mulheres do que os homem, entre 30 a 55 anos.

 

Um caso conhecido, que veio ao nosso conhecimento, foi o da cantora Lady Gaga, que acabou frustrando aos fãs dela, ao ser cancelado o show  no Rock in Rio, a mesma apresentou um grande quadro de dor, impedindo de se apresentar.

 

Ainda não se sabe a causa exata, mas o histórico familiar tem grande influência, podendo também uma infecção viral ou uma doença autoimune estar relacionada ao problema . Existem alguns fatores que podem influenciar  nas dores que fazem os pacientes tanto sofrerem, são eles: o estresse, a ansiedade, insônia e o trauma psicológico.

 

A Fibromyalgia Network Newsletter publicou, em 1997, alguns dos sintomas associados reportados pelos pacientes de fibromialgia, são eles:

- Dificuldades de concentração e memória: 86%;
- Maior desconforto após o exercício: 89%;
- Acordar cansado pela manhã: 89%;
- Incapacidade ao trabalho: 40%;
- Porcentagem de tempo com dores: 76%;
- Porcentagem do corpo com dores: 71%.

 

 O diagnóstico é feito baseado na história dos sintomas e durante o exame físico, com sensibilidade de pelo menos 11 pontos dos 18 reconhecidos. Não tem nenhum exame laboratorial e nem por imagem que detecte a fibromialgia. Por isso na maioria das vezes o paciente vive anos sem ao menos ter o diagnóstico. 

 

 Logo que saia o diagnóstico, já se inicia o tratamento, pois o quanto mais rápido, melhor será o resultado, considerando que alguns pacientes irão ter ótimos resultados e outros nem tanto, sendo necessário o controle constante.

 

 Além do tratamento farmacológico existem alguns tratamentos que visam diminuir as dores que tanto perturbam o paciente com fibromialgia. Na fisioterapia existem uma gama de recursos utilizado pelo fisioterapeuta, que vai depender da experiência de cada profissional, são eles:

- Alongamentos;
- Hidroterapia;
- Massagem;
- Eletrotermofototerapia;
- Técnicas de relaxamento;
- Pilates;
- Acupuntura.

 

A fisioterapia tem se mostrado bastante eficaz no que se diz respeito ao controle da dor do paciente, pois melhorando o principal sintoma, melhora também a qualidade de vida, já que esta depende do paciente estar bem fisicamente e psicologimante.

 

É comum hoje em dia, na minha prática, eu receber no estúdio de pilates um aluno com fibromialgia, pois tem sido cada vez mais indicado por médicos para melhorar a qualidade de vida, já que o método utiliza bastante os alongamentos, possibilitando o alívio das tensões e melhora da postura, diminuindo também a necessidade de energia durante o movimento. Outra item a se frisar é que durante o pilates o nosso corpo aumenta a liberação de serotonina que é um neurotransmissor,  que melhora a dor, sono e o humor.

 

É importante a atuação de outros profissionais, como o reumatologista, educador físico, caso seja indicado exercícios aeróbicos, e psicólogos.  Deixando claro ao paciente que é uma doença crônica e tem que saber conviver com o problema, buscando sempre a melhor maneira de aliviar suas dores.

 

Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates, Pós-graduado emTraumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais.

Contato: 99550-9212 ( whatsapp )

Email: leandrorjfisio@hotmail.com

Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges

Compartilhar
Twitter
Please reload