© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

CINEnews | Primeira parte da série "Indicados ao Oscar 2018": Três Anúncios Para um Crime

Olá cinéfilos, como muitos de vocês já sabem a temporada anual de premiações do cinema mundial está aberta. Vários prêmios importantes já foram distribuídos como o Globo de Ouro e o BAFTA (considerado o “Oscar” britânico), todos eles culminando na cerimônia do mais aguardado do ano, o Oscar.

 

Há duas semanas do evento, muitos dos indicados estão disponíveis para o grande público (pelos serviços de streaming ou nas salas de cinema). Assim sendo, decidi fazer uma série composta de várias partes, onde em cada semana abordaremos algum (ns) filme (s) indicado (s), em qual (quais) categoria (s), e, porquê vale a pena conferi-los.

 

Para começar bem, decidi falar sobre meu filme preferido (dentre todos os nomeados que tive a oportunidade de conferir até o momento) e que é minha aposta pessoal como grande vencedor do Prêmio da Academia deste ano, o Três Anúncios Para Um Crime.

 O filme é iniciado com Mildred Hayes (Frances McDormand), uma mãe de dois filhos que sete meses atrás perdeu sua filha, a qual fora brutalmente assassinada. Sem receber atualizações da polícia sobre o ocorrido (já que esta não possui evidências nem pistas sobre o homicida), Mildred decide alugar três outdoors na rua onde o crime aconteceu e escrever neles mensagens provocativas à polícia, a fim de “incentivá-los” a resolver o caso de sua primogênita com mais agilidade e empenho. A atitude de Hayes provoca rebuliço na cidade e muda a vida de todos para sempre, principalmente do chefe de polícia Willoughby (Woody Harrelson) e seu subordinado, Dixon (Sam Rockwell).

Os pôsters de Mildred no filme.

(Obtida em: https://lugarnenhum.net/aleatoriedades/tres-anuncios-para-um-crime-resenha-sem-spoiler/)

 

A premissa da película é intrigante e diferente, o filme prende a atenção do espectador do início ao fim, quando você pensa que entendeu tudo, que o filme está '‘estabilizado’' e que suas teorias sobre os personagens e seus próximos passos estão corretas, um furacão acontece e você é deixado de olhos arregalados, perplexo sem ter acertado nada, e ansioso pelo que há de vir.

Os personagens são muito humanos, parece mais que estamos vendo a vida cotidiana dessas pessoas do que uma cena protagonizada por grandes atores. Três Anúncios é ágil, preciso, e direto ao ponto. Sem muitos rodeios, a impressão é de que a história não é dirigida ou controlada, ela simplesmente flui. Uma salva de palmas no quesito sutileza para Martin McDonagh, que conduz a obra com maestria e a torna tão natural e imersiva que por vezes esquecemos que estamos no cinema (é o barulho da pipoca da cadeira ao lado sendo mastigada, que se encarrega de trazer você de volta a realidade).

 Mildred e a interpretação poderosa que Frances lhe confere, são outro show a parte. A atriz, mais conhecida por interpretar Marge Gunderson, no filme Fargo (1996), emociona o público com uma personagem forte, determinada, destemida e atormentada por fantasmas do passado. É muito bela a complexidade de Mildred e muito estimulante acompanhar sua saga e seu crescimento pessoal no desenrolar da história.

 

Outro personagem de destaque é o próprio chefe Willoughby, interpretado pelo carismático Woody Harrelson, que como diria a Pitty é “mais do que o seu olho pode ver”. Seu ajudante, Dixon, que não cessa de nos surpreender, tem um temperamento bastante agressivo e impulsivo, o que o leva a tomar as decisões mais inusitadas (e geralmente errôneas) possíveis, o personagem muito bem interpretado por Sam Rockwell já rendeu ao ator, vários prêmios na categoria Melhor Ator Coadjuvante e é um dos grandes favoritos ao prêmio no Oscar deste ano.

Três Anúncios Para Um Crime, merece Três Oscars e mais. É um filme de roteiro riquíssimo, sem falas complicadas ou rebuscadas, mas combinadas, onde um trecho sempre parece linkado ao outro e propositalmente pronto para nos remeter a outro momento do filme. Fotografias majestosas, cenários rústicos e naturalistas, com uma pegada meio western, é disso que Três Anúncios Para Um Crime é feito, e igualmente por isso que é Imperdível para qualquer amante da sétima arte.

 Onde assistir: Até a presente data, alguns cinemas da cidade ainda o estão exibindo, são eles: Kinoplex São Luiz, Estação Sesc Botafogo, Espaço Itaú de Cinema Rio de Janeiro, Reserva Cultural — Niterói, Cinemark Botafogo, Estação SESC Rio, Cinemark Plaza Shopping Niterói, Kinoplex Rio Sul, Kinoplex Tijuca, Cine Roxy, Kinoplex Boulevard Rio, Cinépolis Lagoon, Estação Vivo Gávea, Estação SESC Ipanema e Kinoplex Leblon.

Apostas do Oscar em: Melhor Filme, Melhor Atriz, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Roteiro Original.

 

Prêmios Já Recebidos:

Globo de Ouro em: Melhor Filme de Drama, Melhor Atriz em Filme de Drama(Frances McDormand), Melhor Ator Coadjuvante em Filme (Sam Rockwell)e Melhor Roteiro (Martin McDonagh).

 

SAG Awards (Screen Actors Guide – Sindicato dos Atores) nas categorias: Melhor Elenco (Filme), Melhor Atriz (Filme) paraFrances McDormand, e Melhor Ator Coadjuvante (Filme) para Sam Rockwell.

 

BAFTA: Melhor Filme, Melhor Filme Britânico, Melhor Atriz, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Roteiro Original.

Não deixem de conferir essa obra-prima. Semana que vem, retornaremos falando sobre Mudbound: Lágrimas Sobre o Mississipi, A Forma da Água e, quem sabe, um filme surpresa? Não percam! Até semana que vem.

Andressa Gonçalves é futura jornalista. Como adora cinema, sempre pesquisa sobre paletas de cores, trilhas sonoras, curiosidades, e tudo o que pode sobre este universo. Mantém também o projeto bilíngue Expedição Musical, que toda semana apresenta ao grande público, novos talentos do cenário musical.

Contato: miss.gonc00@gmail.com


Atenção: Todas os GIFs foram retirados da página GIPHY.com. As imagens que não possuem indicação e/ou menção do local de origem foram disponibilizadas gratuitamente para distribuição e/ou utilização.
 

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg