© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

CINEnews | Entenda o que é a fotografia no cinema e quais foram os cinco melhores filmes do ano

Como é tradicional nesta época do ano, muitas emissoras televisivas fazem uma Retrospectiva, onde são relembrados os fatos mais chocantes, interessantes e relevantes do ano que se passou.


Assim sendo, por que não fazermos, também nós, uma Retrospectiva dos Melhores Filmes do Ano? Não estou certa? 

Sendo assim, nada tema meu caro leitor, se os cinemas não fizerem uma exibição especial (fica a dica, Cinesystem Sulacap) com os melhores longas de 2017; ou nenhum programa de TV relembrá-los, podem contar comigo para essa tarefa.


Mas, antes, Precisamos Falar Sobre Kevin, digo, Cinematografia.


Há algumas semanas desde que alguns de vocês têm me perguntado, “Que raios é essa tal de fotografia que meus amigos cult tanto falam sobre?”. Bem, vamos esclarecer a questão:

 

A Fotografia No Cinema

Como todos sabem, os filmes são compostos de frames, também chamados de quadros, que nada mais são do que várias “fotografias” organizadas em sequência, as quais criam a ilusão no olho humano de que estão em movimento contínuo.

 

É claro que eu poderia me estender aqui e aprofundar o assunto, falando sobre todos os primórdios dessa arte mas, infelizmente, temos ainda uma Retrospectiva a realizar (se você tiver interesse no assunto, deixa um comentário na postagem do Facebook, ou entre em contato comigo, que eu prepararei uma coluna especialmente focada no interessante mundo da fotografia).

 

Assim sendo, grosseiramente falando, essa sequência de imagens por si só, já seria um exemplo da fotografia no cinema. Aprofundando um pouco mais o assunto, vemos que a cinematografia envolve bem mais do que isso.

 

O setor de fotografia, aliado ao de arte (responsável pelos figurinos, cenários, dentre outras partes estéticas da película), são os responsáveis pelo visual do filme, como nós o vemos. Algumas das funções da Direção de Fotografia nos são facilmente perceptíveis, como por exemplo a paleta de cores usada e a repetição de certas cores para obter algum efeito desejado, e a estrutura de planos (ou seja, o ângulo de onde a câmera vê o objeto em cena). Já outras como o tipo de luz usado, o enquadramento (como a cena é “cortada” na tela), a qualidade da imagem, o contraste, os filtros (tons da imagem) e as lentes utilizadas, não são facilmente distinguidos e necessitam de um olhar mais crítico e observador para serem notados.

 

Alguns dos grandes clássicos do cinema, como Tempos Modernos (1936) de Charles Chaplin, O Poderoso Chefão (1972) de Francis Ford Coppola, Beleza Americana (1999) de Sam Mendes, e Forrest Gump: O Contador de Histórias (1994) de Robert Zemeckis, foram amplamente elogiados nesse quesito técnico, alguns deles foram indicados e até mesmo ganharam importantes premiações do cinema,. Beleza Americana ganhou Oscar de Melhor Fotografia, e Forrest Gump: O Contador de Histórias foi indicado ao citado prêmio.

 

Abaixo, separei outros exemplos de filmes não tão conhecidos, para incitar a tua curiosidade e, quem sabe, te incentivar a assisti-los (afinal, filmes nunca são demais!), e, para intenderes como cada detalhe da Direção de Fotografia é importante, a fim de transmitir ao espectador da forma mais fiel e clara, o que foi visualizado e pretendido no roteiro.

 

1 - O Sétimo Selo

(Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-548/)

 

Particularmente, Ingmar Bergman é um dos meus diretores preferidos, então sou um pouco suspeita para falar. Neste filme, podemos observar a importância dada pela fotografia às locações externas, com longas cenas focando em belas paisagens. Vemos também grande utilização do recurso de close-up (aproximação) no rosto dos personagens, forçando a atenção do espectador ao diálogo em cena.

 

“Após dez anos, um cavaleiro retorna das Cruzadas e encontra o país devastado pela Peste Negra. Sua fé em Deus é sensivelmente abalada e, enquanto reflete sobre o significado da vida, a Morte surge à sua frente querendo levá-lo, pois chegou sua hora. Objetivando ganhar tempo, ele convida-a para um jogo de xadrez que decidirá se ele parte com ela ou não. Tudo depende da sua vitória no jogo e a Morte concorda com o desafio, já que não perde nunca.”


2 - Apenas Uma Vez

 (Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-125922/)

 

Um filme com tons quentes, que se preocupa em retratar um clima aconchegante e as belas paisagens da cidade de Dublin, onde se passa o enredo (dá até vontade de morar lá!).

 

“Um músico de rua conhece uma imigrante tcheca que ganha a vida vendendo flores, mas que também é aspirante à compositora. Eles decidem trabalhar juntos e as músicas que compõem refletem o amor que cresce entre eles.”


3 – Melancolia

(Fonte: http://www.adorocinema.com/filmes/filme-173873/fotos/)


Lars Von Trier é um dos diretores mais controversos da atualidade. Este filme, é daqueles em que a fotografia é tão boa, que acaba roubando a cena e sendo mais interessante que o enredo em si. Para mim, é a cinematografia deste longa que justifica seu nome, do começo ao fim.


”Duas irmãs, afastadas pelo tempo, têm reações completamente distintas ao saber que o mundo pode estar chegando ao fim com o planeta Melancolia se movimentando em direção à Terra. Uma aceita calmamente a situação enquanto a outra se desespera.”

 

4 - O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

(Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Le_fabuleux_destin_d%27Am%C3%A9lie_Poulain)


Eu sei, eu sei, esse filme é relativamente conhecido, MAS quando falando em fotografia, quem pode deixá-lo de fora? Os close-ups perfeitos, o enquadramento certeiro de locais, objetos, alimentos e pessoas que nos parecem tão banais e naturais mas que foram tão milimetricamente calculados e contribuem tanto para a imersão no filme; a paleta de cores com contraste e saturação acertados, que passam, à quem estiver assistindo, exatamente o que é pretendido; fazem deste um excelente exemplo de cinematografia em sua melhor forma. Este é, sem dúvidas, um must-watch.

 

“Amélie é uma jovem do interior que se muda para Paris e logo começa a trabalhar em um café. Num belo dia, ela encontra uma caixinha dentro de seu apartamento e decide procurar o dono. A partir daí, sua perspectiva de vida muda radicalmente.”

 

Agora que você entendeu direitinho o que é fotografia e porque ela é importante, vamos ao momento mais aguardado: A RETROSPECTIVA 2017!

 

É claro que a lista pode variar de pessoa para pessoa, e pode haver outros filmes ainda melhores mas que, como não assisti, não serão contemplados aqui. Ainda assim, eu te garanto, todos os filmes contidos nesta lista, valem muito a pena conferir!

 

5º Lugar : La La Land, Cantando Estações.
Em um mundo com tantas tragédias e acontecimentos tristes é reconfortante ter um filme como La La Land para assistir. Ele é leve, suave, e nos permite sonhar, trazendo consigo a nostalgia da juventude. Um musical como há muito não se via em Hollywood, do calibre de Cantando na Chuva. Se você não é muito fã de musicais, não se preocupe! A narrativa do filme é tão boa que nos primeiros 10 minutos você esquece desse detalhe…

 4º Lugar: Star Wars: Os Últimos Jedi
Quer saber porque ele mereceu a quarta posição da lista? Confira a opinião completa sobre ele AQUI.

 3º Lugar (Pipoca de Bronze) - Kingsman: O Círculo Dourado

É muito difícil uma franquia conseguir ser bem-sucedida em todos os seus filmes, geralmente o primeiro é melhor que o segundo. Isso não acontece aqui. “Kigsman 2” foi tão bom quanto o primeiro e valeu todo o tempo de espera. Ele está de parabéns, sendo uma continuação excelente para os eventos do primeiro filme.

 

Engraçado, divertido e diferente, instigando no espectador a vontade de assistir a um possível terceiro filme da série.

2º Lugar (Pipoca de Prata) - Manchester À Beira Mar

Apesar das polêmicas envolvendo o ator principal do longa, o filme é comovente, imersivo e nos faz refletir sobre nossas próprias vidas. Tem uma excelente fotografia, de caráter minimalista, que faz com que nos sintamos na sala de estar dos personagens, vivenciando com eles todos os seus problemas. Definitivamente um dos melhores do ano.

1º Lugar (Pipoca de Ouro) - Mulher-Maravilha

Confesso que fui ao cinema sem grandes expectativas, achando que assistiria a um bom filme e só; para minha surpresa, no entanto: QUE FILME MEUS AMIGOS! Senti o impacto e ainda não me recuperei. Todos os aspectos do filme são muito bem construídos e Diana, é exatamente o que se esperava e muito mais: uma mulher forte, independente e empoderada. Encontrei nela uma bela homenagem a todas mulheres do mundo, mães, filhas, avós, trabalhadoras, estudantes, de qualquer faixa etária, que estão sempre lutando, em suas vidas pessoais, suas próprias batalhas.

E essa foi a coluna da semana pessoal, um pouquinho longa, mas para fechar 2017 com chave de ouro. Que em 2018, o mundo se encha de paz, se torne um lugar melhor para viver, e que façamos também nossa parte em prol disso.

 

Continuaremos nos encontrando por aqui em 2018, todas as sextas-feiras. Prontos para as estreias do ano vindouro? Fiquem ligados nas maiores novidades aqui, no CineNews!

 

Andressa Gonçalves é futura jornalista. Como adora cinema, sempre pesquisa sobre paletas de cores, trilhas sonoras, curiosidades, e tudo o que pode sobre este universo. Mantém também o projeto bilíngue Expedição Musical (https://expedicaomusical.blogspot.com.br), que toda semana apresenta ao grande público novos talentos do cenário musical.

Contato: miss.gonc00@gmail.com

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg