© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil

PETSnews | Medo de fogos em cães e gatos

Olá pessoal, já estamos às vésperas das comemorações de final de ano e, todos os anos, junto com as festas, vem à tona um problema para a grande maioria dos pets... OS FOGOS DE ARTIFÍCIO!!!


É normal que os pets se assustem com o barulho alto e repentino e o clarão que se forma no céu. Mesmo o cão mais confiante e equilibrado pode se assustar e ficar com medo de sons que não são familiares para ele. Isso se dá porque a audição dos cães capta sons de menor e também de maior frequência daque temos capacidade de ouvir.

 

Nós humanos ouvimos frequências entre 16 e 20.000 Hz, enquanto o cão pode ouvir entre 10 a 40.000 Hz. Já a audição dos gatos é ainda melhor que a dos cães, podendo alcançar faixas ultrassônicas de até 1.000.000 Hz (hertz).

 

O melhor método para dominar essa fobia que os animais têm é um treinamento intenso e constante ao longo de todo o ano mas, para você que não teve a oportunidade de treinar seu melhor amigo, aí vão algumas dicas para amenizar o problema que está “batendo à sua porta”:

1)    A primeira coisa a fazer nas noites de festa é fechar bem as portas e as janelas. No desespero, cães e gatos tentam fugir e tendem a correr desesperados e sem destino. 


Mas não deixe seu cachorro ou gato na coleira. Muitos animais, quando presos, morrem por enforcamento. Se precisar isolá-lo, deixe-o fechado num quartinho. Manter o ambiente com pouca luz ajuda a diminuir a excitação, e dá a seu amiguinho a sensação de mais proteção.
Retire qualquer coisa que possa ser derrubada, quebrada ou derramada do ambiente que o animal vai frequentar.

 

Animais com certa idade podem sofrer paradas cardiorrespiratórias, convulsões e diversos outros problemas;

 

2)    Existem medicamentos que visam acalmar/ diminuir a tensão dos animais, porém os mesmos só devem ser prescritos por um médico veterinário.
São medicamentos dos mais variados tipos, indo desde produtos homeopáticos até medicamentos/ sedativos de receita controlada. Sendo assim, somente nós veterinários podemos orientar o melhor para cada caso.

 

3)    Podem ser utilizados tampões nos ouvidos, como uma tentativa de abafar os ruídos emitidos pelos fogos de artifícios e pelos humanos “mais alegres”

 

4)    Uma técnica que vem sendo amplamente difundida e que, na maioria dos casos, tem funcionado bastante é a da faixa ou tecido no corpo do animal em pontos estratégicos para que a circulação sanguínea das regiões extremas do corpo seja estimulada, amenizando as tensões localizadas no dorso do animal e diminuindo a sua irritabilidade.

 

Estas e outras técnicas podem (e devem) ser aplicadas, porém a orientação veterinária para cada caso é imprescindível.

 

Consulte o veterinário sobre qual (ou quais) utilizar e BOAS FESTAS!!!!!

 

Juliana Manes é Médica veterinária formada pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2006), Pós graduada em clínica médica e cirúrgica de pequenos animais (2007), Curso de atualização em medicina felina (2015), Proprietária da Veterinaria Sulacap desde 03/05/2010.

Contatos: 3357-9933/ 3253-1449 / 96439-8215 (WhatsApp)
Facebook: Juliana Manes
Página Facebook: Veterinária Sulacap

Compartilhar
Twitter
Please reload

ELIANE-site.jpg