top of page
  • Foto do escritorDa Redação

VÍDEO: "Perdemos vozes" em 2020. De que lado você estará em 2021?


Vozes que se foram, vidas perdidas pelo descaso, falta de cuidado, preparo e experiência em enfrentar uma pandemia. Vozes se calaram. Eu as escuto hoje e isso não é uma paranormalidade. Essas vozes gritam através dos entes queridos que ficaram, que não puderam fazer uma última despedida, pelos órfãos que deixaram, pelas viúvas e viúvos que ficaram, pelas amizades que terminaram prematuramente. Essas vozes são ensurdecedoras e ao mesmo tempo, mudas. Mudas para ouvidos surdos, que insistem em colocar qualquer coisa na frente da vida, como se na morte houvesse uma segunda chance na terra.


Quem não conhece alguém que se foi, vítima da Covid-19? Perguntou a si mesmo se isso era justo? Se questionou qual impacto aquela ausência faria a tantos outros? E se era chefe de família e colocava sustento em casa? Se questione: A economia venceu?

As vozes que se foram e gritam por justiça, bom senso e empatia, hoje reverbera através dos CPFs que sentiram na pele a voracidade de um coronavírus, que para alguns trouxe susto ou morte, mas são essas vozes que hoje precisam ser mais ouvidas, assim como as vozes de quem está na linha de frente, definhando dia-a-dia, sofrendo com plantões exaustivos e presenciando mais mortes. Em tão pouco tempo, profissionais da saúde estão vendo vidas se esvaírem mesmo após uma luta incessante, breve ou contínua, mas nem sempre vencida. Psicologicamente, todos que também trabalham na imprensa, além das unidades de saúde, estão arrasados, mas precisam se manter de pé e seguir em frente, lutando contra a maré dos que não reconhecem nem os profissionais e nem a doença.

Temos vozes vivas. Temos força ativa. Precisamos de comprometimento em disseminar a boa informação, em defesa da ciência e da vida.


Basta os bons se calarem, para outros prevalecerem.


As vozes que se foram precisam ser ouvidas, sob pena de termos mais vozes boas que se foram, do que as que ficaram.


Seja a favor da vida, da empatia e da ciência. Sua opinião pode matar ou fazer alguém sobreviver. Sua voz e seus dedos são armas. Saiba como usá-los.


Somente unidos poderemos fazer muitos sobreviverem.

De que lado você está?


2021 PRECISA DE VIDA E NÃO DE MORTE

TODOS PELA VACINA!

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page