Buscar
  • Alexandre Madruga

SHIATSUnews | Cólica Menstrual

Por Selma Ferreira*

A cólica menstrual cujo termo é dismenorréia, refere-se a menstruações dolorosas, podendo ocorrer antes ou durantes período menstrual. A dor pode se manifestar na região abdominal inferior ou na região sacral. A dismenorréia pode causa alguns sintomas associados como: cefaléia, enxaqueca, perturbação gastrointestinal, irritabilidade, desconforto ocular com sensibilidade à luminosidade.


A dismenorréia é classificada em primária ou secundária. A primária é quando o útero contrai para liberação do sangue menstrual. A secundária é atribuída aos distúrbios orgânicos como miomas, endometriose, estenose cervical, tumores, fibromas e doença inflamatória pélvica, que agravam as dores e provocam alterações do ciclo reprodutivo.

De acordo com a medicina tradicional chinesa, se o Qi, o sangue e os fluídos orgânicos circulam corretamente, as dores ou disfunções não aparecem. Se por algum motivo o Qi deixar de circular normalmente, o sangue não fluirá adequadamente provocando dores, o que irá desencadear as cólicas menstruais e os sintomas associados a TPM (tensão pré-menstrual).

Os movimentos ou bloqueios na mente irão repercutir em nosso corpo físico, pois não somos compostos meramente de sistemas interligados, mas também de instâncias que se interpenetram mutuamente (corpo/mente/espírito).

Existem três etiologias para a dismenorreia, que se manifestam conforme suas raízes:

Estagnação de Qi e Sangue do Fígado.


A estagnação do Qi do Fígado tem como raiz os problemas emocionais como a raiva, que causam excesso/plenitude ou deficiência/vazio do Qi do Fígado e do Sangue do Fígado cujos sintomas são dor aguda no baixo ventre, que pode se referir na cintura e nas costas, que é aliviada após a passagem de pequenos coágulos do Sangue menstrual.


Quando o Qi está mais estagnado que o sangue, sintomas como tensão pré-menstrual, dores nos seios, abdome e costas podem surgir, juntamente com um fluxo menstrual fraco com alguns coágulos escuros.

Quando o sangue é mais estagnado do que o (Qi), os sintomas incluem forte dor abdominal que é aliviada depois que o ciclo menstrual se inicia. O sangue é mais escuro que o normal com coágulos escuros.

Frio/Umidade

- Na exposição ao Frio ou Umidade o Sangue tem seu fluxo retardado, fazendo o sangue coagular, causando seu estase. A dor é fixa, aguda e de longa duração, causada por contrações musculares uterinas. A mulher prefere deitar-se encolhida procurando aquecer o baixo ventre.


Deficiência de Qi do Rim e Sangue

- A deficiência de Qi do Rim e do Sangue que deixa de nutrir o útero, causando dor que pode ocorrer durante ou após a menstruação. É causada por esgotamento ou doença crônica que enfraquece o organismo e principalmente os Rins e o Baço/Pâncreas, gerando deficiência de fluídos orgânicos e Sangue, causando estagnação por insuficiência. A dor, aliviada por meio da pressão, pode ser acompanhada de fadiga, tontura e pulsação fraca.

* O excesso de atividade sexual, assim como grande número de partos com pequenos intervalos entre eles, também prejudicam o Fígado e o Rim.


Tratamento

Na shiatsuterapia manipula-se os canais do Fígado, Rins e Baço/Pâncreas, para alivio do estado emocional, minimizando-se assim as dores.

Na auriculoterapia ativa-se os pontos referentes aos órgãos citados acima, e também os pontos do Coração, útero e ansiedade.


Alimentação:

Deve-se evitar alimentos crus e frios, como laticínios, líquidos gelados, saladas cruas, comida processada, açúcares e álcool. Comer mais alimentos cozidos, berinjela, espinafre, flocos de aveia, frutos vermelhos, sementes e frutos secos variados. Chás medicinais como gengibre, canela, alcachofra e outros. É indispensável exercício físico regular e moderado.

"GRATIDÃO"


Selma Ferreira da Conceição é especialista em Shiatsuterapeuta, formada pela Academia Brasileira de Artes e Ciências Orientais (ABACO); Aurículoterapeuta, formada pela Academia Brasileira de Artes e Ciências orientais (ABACO) e Fisioterapeuta.

Praça do Valqueire nº 27 - Sala 205

Celular: (21) 996049985

E-mail: selmaf593@gmail.com



29 visualizações
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil