top of page
  • Foto do escritorGuilherme Sant'Anna - Psicólogo

PSICOnews | Dá para ter esperança em 2021?


O ano de 2020 foi marcante por seus acontecimentos negativos: a maior pandemia do século, crise climática com aquecimento do planeta e queimadas, tensão entre líderes de vários países… Certamente, na virada de 2019 para 2020, esses não eram os desejos da maioria das pessoas. Isso nos faz pensar, depois da desilusão: como fica a esperança para 2021? Como crer que nossos desejos podem se concretizar neste ano que se inicia?


Uma das coisas que 2020 nos mostrou com força é o nosso limite perante a natureza. Mesmo com grandes avanços técnicos, mesmo que já tenhamos ido à lua, erradicado algumas doenças e nos comuniquemos instantaneamente com o planeta inteiro, não somos quem define tudo o que acontece no mundo, muito menos como acontece. Assim, é provável que nossas expectativas sejam novamente frustradas neste novo ano. Todavia, é importante diferenciar ter expectativas de ter esperança e de ter fé.


É possível ter a expectativa de que algo aconteça assim ou assado, esperar que seja desta ou daquela forma. Posso ter a expectativa de que meus sonhos se realizarão em 2021 sentado no sofá, sem fazer nada no sentido da sua realização.


Já a esperança tem a ver com uma expectativa acrescida de ação. Não só pensar que a vida vai melhorar, mas trabalhar nesse sentido. Realizar um movimento que favoreça a concretização do que se espera.



Ter fé, por sua vez, significa se entregar à vida que, em última instância, nos é incompreensível e incontrolável. Não compreendemos, muitas vezes, porque tantos acontecimentos que nos parecem horríveis, injustos, acontecem mesmo na natureza mais intocada pelo humano. E não é fácil aceitar que não controlamos totalmente os resultados de nossos esforços.


Portanto, em 2021 podemos ter apenas uma expectativa e ter a sorte de vê-la concretizada, ou não. Podemos ter esperança e trabalhar para que nossos desejos se realizem e, com esforço e um tanto de sorte, conseguirmos, ou não. Podemos, em todo caso, ter a fé de que, conseguindo o que desejamos ou não, com ou sem esforço, essa é a vida possível, e que é possível se entregar a ela.


Voltemos à pergunta do título - Dá para ter esperança em 2021? Meu desejo é que neste ano tenhamos uma esperança alicerçada na fé, para que trabalhemos no sentido do mundo que desejamos, mas que possamos acolher quaisquer resultados que venham. Afinal, algo que aprendemos com 2020 é que os resultados podem ser muito variados e difíceis de lidar.


Guilherme Sant'Anna é psicólogo formado pela UERJ e atualmente cursa o mestrado em Psicologia Social nessa mesma universidade. Realiza atendimentos de psicoterapia online, você pode entrar em contato com ele pelos seguintes meios: Instagram: https://www.instagram.com/guilhermesantanna.psi/ Medium: https://medium.com/@guilhermesantannapsi E-mail: guilhermesantpsi@gmail.com Whatsapp: (21) 988021858

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page