top of page
  • Foto do escritorPedro Nascimento

Prefeitura inicia nesta terça(23) intervenção temporária na operação e gestão do BRT

Reclamações de lotação no Terminal Sulacap e estações da região são diárias


A Prefeitura inicia nesta terça-feira (23) uma intervenção no BRT para tentar melhorar os serviços prestados à população em meio à pandemia. Diariamente são feitas reclamações por conta da lotação do Terminal Sulacap.


Nos últimos meses, com a pandemia da Covid-19, o situação caótica de lotação de transportes públicos, se agravou mais ainda. Passageiros do Terminal Sulacap, Estação Marechal Fontenelle e Estação Magalhães Bastos, todas do corredor Transolímpico, reclamam do corte de linhas e poucos veículos que estão disponíveis. Tudo isso ajuda na formação de aglomeração tanto nas plataformas, quanto dentro dos veículos. Até o fechamento da matéria, o BRT não se pronunciou sobre as reclamações.


Em decreto publicado nesta terça-feira (23), a Prefeitura do Rio deu início ao processo de intervenção temporária na operação e gestão do BRT. Um Comitê Técnico de Acompanhamento da Intervenção será criado, sendo formado pela Secretaria Municipal de Transportes, Procuradoria Geral do Município, Controladoria Geral do Município e Secretaria de Governo e Integridade Pública.


Entre as medidas emergenciais que já foram adotadas está a de recuperar o mais rápido possível veículos que atualmente estão fora de circulação. Uma empresa especializada vai diagnosticar a totalidade da frota do BRT e identificar os ônibus que exijam uma quantidade menor de reparos para voltarem a circular em menor tempo possível. Atualmente, há 130 veículos em circulação de uma frota estimada, por contrato, de 413 articulados.


Algumas ações programadas são: reabertura de estações fechadas, melhorias de infraestrutura, reforço da segurança nas estações, fiscalização sobre invasão de veículos na calha do BRT e o combate ao calote. Será realizada ainda uma avaliação periódica das estações para o planejamento e execução de ações conjuntas com outras secretarias.


Para amenizar a situação caótica, a Prefeitura do Rio emergencialmente vai colocar 20 ônibus comuns para fazer uma linha emergencial expressa, sem parada em nenhuma estação, entre Santa Cruz e Alvorada. Esses veículos passarão a servir à população já na manhã do primeiro dia de operação.




Comentarios


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page