top of page
  • Foto do escritorAlexandre Madruga

Pais denunciam direção de escola municipal em Magalhães Bastos por represárias, após denúncia de falta de professores

Na semana passada, pais denunciaram que os alunos da Escola Municipal Guimarães Rosa, em Magalhães Bastos, estavam sendo liberados mais cedo e não tendo algumas aulas por conta de alguns professores estarem de licença médica. Após essa denúncia e a Secretaria Municipal de Educação informar que o problema estaria resolvido na sexta-feira (01), os pais voltaram a reclamar. A nova denúncia relata que houve uma represária da direção da unidade escolar, por conta do denunciado anteriormente e que alunos foram deixados ociosos dentro da escola, para não serem liberados mais cedo e, com isso, comprovar que ausência de professores persistia.


De acordo com um responsável que prefere não ser identificado, apesar da entrada e saída terem sido normais, na verdade, houve apenas uma hora de aula no dia seguinte a denúncia, na sexta-feira (01).

"Após a denúncia informaram que estaria normalizando os horários de aulas. Fiquei indignada com o que fizeram no dia 01/03/2024. Todas as salas entraram as 7:50h e saíram as 14:30h (horário normal, até aí blz) só que a sala do meu filho por exemplo, teve  1 aula de apenas 1h, o restante todo dentro desse período de 7h dentro da escola, não fizeram absolutamente nada de atividade. Meu filho me disse que liberaram dos alunos usarem celular... Mas pera aí, não está proibido? Meu filho mesmo é um dos que logo após a regra de proibição não levou mais o celular dele, mas quem levou pode mexer tranquilo prq foi liberado pela escola. Fora que, ano passado, uma aluna tomou suspensão prq estava numa aula vaga jogando com uma amiga, coisa que nunca foi falado nas reuniões que era proibido de levar qualquer tipo de jogo p escola,mas hoje, do nada, a escola entregou jogos como dama para os alunos jogarem, tô sem entender a dinâmica do pode ou não pode dessa escola. Antes tivessem mantido o horário de ter apenas 1 aula e dispensar as turmas, do que manter os alunos 7h dentro da escola sem fazer absolutamente nada. Porque raios então não liberaram a biblioteca pra lerem, seria um ótimo estímulo. Mas pela forma que fizeram, ta na cara que foi apenas uma vingancinha do que realelmente tentar resolver o problema dos horários das turmas. Se meu filho me relatar mais uma vez um ocorrido desses, minha denuncia será diretamente na secretaria escolar, e meu filho agora vai levar todos os dias celular, pra tirar fotos e fazer vídeos desses absurdos pra ter provas da denuncia. To de boca aberta com a diretora Georgina, fala fala tanto nas reuniões, mas na prática é outra história. Ou mantinham a 1 aula de hj e depois dispensassem as turmas, ou se era pra manter eles presos na escola, que ao menos liberassem a biblioteca, ao invés de liberar os alunos pra mexerem em celular ou jogar dama que até já causou suspensão de uma aluna, dizendo a diretoria que era proibido".

Uma outra mãe, que também prefere não se identificar, informou que houve comunicado em sala de aula que após denúncia, todos alunos seriam "punidos" e ficariam o tempo todo dentro da escola, mesmo não tendo aula.

"Estamos em março e não tem calendário de aulas. Depois dessa denuncia , os alunos foram notificados em sala de aula que por conta da denuncia que uma mãe fez, eles seriam punidos com entrada todos os dias as 7:50 e saída 14:30, mas eles não tem aulas pra preencherem esse horário todos os dias. Inclusive hoje (segunda-feira, dia 04) entraram 7:50 e vão ficar sem aula (tempo vago) até às 11:20. Isso é uma covardia".

Mais uma vez a Secretaria Municipal de Educação foi procurada e, nessa terça-feira (05), comunicou que as aulas voltaram a acontecer normalmente.

"Nesta semana, as aulas estão ocorrendo normalmente na Escola Municipal Guimarães Rosa. Na semana passada, por conta de licenças médicas, os alunos permaneceram dentro da unidade participando de atividades direcionadas".
 

Torne-se um doador por apenas R$ 1 por mês. Nos ajude a manter vivo o jornalismo local. Mais informações de como fazer a doação, clique AQUI.


O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no canal NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Whatsapp - clique AQUI

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page