top of page
  • Foto do escritorDa Redação

O inverno chegou: é tempo das doenças respiratórias

Manter a carteira de vacinação atualizada é a melhor forma de prevenção

Na época mais fria do ano, é comum ver o aumento no número de casos de doenças respiratórias, por dois motivos principais: a diminuição da temperatura e da umidade do ar. Esse é um problema que pode afetar todas as gerações, independente da idade. A melhor maneira de prevenir as formas graves das principais doenças que circulam nesse período é manter o calendário vacinal sempre em dia. A vacinação contra gripe e covid-19 segue disponível no município para todo o público a partir dos seis meses de idade. Para o médico infectologista Ofélio Manuel, responsável técnico na Clínica da Família Milton Fontes Magarão, a vacinação é a melhor fonte de prevenção. Além da adoção dos protocolos respiratórios, que podem ajudar a controlar a disseminação das doenças.

“As vacinas são a melhor maneira de prevenir. Estudos têm associado à vacinação a redução das internações, mortes e complicações infecciosas, como pneumonias, sinusites, otites, entre outras. Além da vacinação, podemos destacar também a adoção de algumas medidas que auxiliam no controle da transmissão das doenças respiratórias, como evitar tocar os olhos, nariz e boca com as mãos contaminadas, proteger a face ao espirrar e a principal delas: a lavagem das mãos”, ressalta Ofélio.

Nos meses mais frios, as pessoas buscam ambientes fechados e menos ventilados, o que favorece a transmissão de vírus. Para prevenir essas infecções, é recomendável evitar o contato direto com pessoas resfriadas e locais com grandes aglomerações. Para auxiliar no tratamento, as unidades de Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde (clínicas da família e centros municipais de saúde) realizam os primeiros cuidados no atendimento aos casos, com acompanhamento da evolução do quadro. Ofélio explica ainda que há um público mais suscetível a essas infecções sazonais, o que reforça ainda mais a importância da vacinação.

“As pessoas com idades extremas, ou seja, crianças abaixo de 4 anos e idosos com mais de 65, são mais vulneráveis às complicações. Além das gestantes, obesos e imunossuprimidos. Nesse período, vemos a prevalência de alguns vírus respiratórios mais comuns, como o do resfriado comum, da influenza (gripe), da covid-19 e o sincicial respiratório”, complementa o médico.

A vacinação contra Covid-19 e gripe segue disponível na cidade de segunda-feira a sábado nas 237 unidades de Atenção Primária.

 

Torne-se um doador por apenas R$ 1 por mês. Nos ajude a manter vivo o jornalismo local. Mais informações de como fazer a doação, clique AQUI.


O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page