• Alexandre Madruga

[ATUALIZAÇÃO] Moradores reclamam de Gerência Executiva Local fechada e sem contato para reclamações

Atualizado: Fev 24

Gerências foram criadas para ficarem mais próximas dos moradores

Segundo o Prefeito Eduardo Paes, em reunião com subprefeitos e gestores das 51 novas Gerências Executivas Locais (GEL) no último sábado (20), os novos cargos tem "a ideia de ter um gestor executivo local mais próximo, cuidando do dia a dia das pessoas". Mas para os moradores do Jardim Sulacap, esse cuidado não existe. Nossa reportagem esteve na manhã dessa terça-feira (23) no Galpão Comunitário Jardim Sulacap, em frente a sala anexa onde é a GEL Magalhães Bastos e estava fechada (foto mostra cadeado fechado), sem ninguém dentro. Um morador local, que prefere não ser identificado, viu a reportagem e deu o seguinte depoimento.

"Eu não entendo a sala fechada, com tudo pintado, sinalização, mas não tem telefone para gente se informar. Onde esse povo trabalha? Não é aqui. Isso vive fechado. Se a gente precisar de alguma coisa da prefeitura, melhor ligar pro péssimo 1746 e rezar para ser atendido. Isso é cargo político e qualquer pessoa ocupa. É triste nossa política e com Eduardo Paes, pelo visto, não vai mudar nada".

O descontentamento do morador se entende. As GEL's foram criadas por decreto no dia 19 de janeiro desse ano e o gestor dessa GEL, Bruno Simões foi nomeado em 29 de janeiro, mas com data retroativa de 1º janeiro, antes mesmo da criação oficial das Gerências Executivas Locais. Morador e empresário de Magalhães Bastos, Bruno até ano passado foi assessor do então vereador Ítalo Ciba, não reeleito para nova legislatura mas com votação expressiva nas urnas do bairro de Magalhães.


Questionamos a prefeitura do porque da GEL em Jardim Sulacap estar fechada, como fazer contato e horário de funcionamento, mesmo após mais de um mês da criação do órgão e a resposta veio através da Subprefeitura da Zona Oeste:

"A sede da Gerência Executiva Local de Magalhães Bastos, que engloba Sulacap, estava em reformas e foi oficialmente aberta ao público nesta segunda, dia 22 de fevereiro. No período em que a sede passou por reformas, o gestor executivo local, Bruno Simões, fez vistoria de demandas solicitadas por moradores do bairro e também trabalhou em home office. As atividades realizadas pela GEL Magalhães Bastos serão divulgadas em suas redes sociais oficiais que, em breve, serão informadas ao público".

Após essa resposta, questionamos a Subprefeitura da Zona Oeste sobre qual horário estava aberta, já que estivemos na manhã de terça-feira (23), conforme foto nesta matéria e vimos a sala fechada com cadeado. A resposta foi que estava aberta "das 9h às 16h, segundo o gestor executivo local, Bruno Simões".


No final da noite dessa terça-feira (23), Bruno Simões usou a página oficial da GEL Magalhães Bastos e postou na rede social do Sulacap News o seguinte (:

“Boa noite a todos os moradores, em respeito à vcs (sic) fica aqui minha explicação (sic) pegamos essa sala com muito vazamento tivemos que fazer obras e logo em seguida veio o carnaval porem hoje estive em uma reunião com o Subprefeito para buscar melhorias para o nosso bairro esta ai o nosso facebook para qualquer reclamação e me coloco a disposição pelo tel: (21) 98410-5807 só que o administrador do Sulacap News tem meu contato e se estivesse tão preocupado com a posição dos moradores teria passado meu contato peço desculpas a você (sic) moradores e vamos se (sic) unir porque juntos somos mais fortes att: Bruno Simões Gestor Executivo Local".

No mesmo post, em outro comentário, informou o e-mail para contato sendo brunogerenciaexecutivalocal@outlook.com.


Como o administrador do Sulacap News foi citado textualmente, ao fim da matéria um NOTA OFICIAL está postada.


O gestor também postou as fotos de como encontrou a sala no Galpão Comunitário.

NOTA DA SULACAP NEWS

Agradecemos ao gestor Bruno Simões a mensagem, mas como fomos citados textualmente é necessária essa resposta. Quando ele diz "o administrador do Sulacap News tem meu contato e se estivesse tão preocupado com a posição dos moradores teria passado meu contato", incorre no erro de entender que a obrigação do jornalista do portal de notícias, no exercício da função, tenha a obrigação de fornecer um telefone celular pessoal de autoridade pública a moradores, sem autorização. E mesmo que a tivesse, sendo telefone pessoal, foge ao padrão ético profissional, uma vez que o próprio prefeito Eduardo Paes determinou que contatos desse tipo sejam feitos por canais oficiais, que até a postagem da matéria, curiosamente, não existiam. Agora, felizmente os caminhos para os moradores acharem a GEL foram divulgados e, fazendo nosso papel jornalístico, divulgados na mesma matéria. Nossa preocupação com os moradores está exatamente em postar matérias ouvindo as necessidades deles e dando voz através de reportagens como essa. Lamentavelmente, o portal de notícias do Sulacap News é visto como algo negativo por parte de ex-assessores de um ex-vereador, que agora possuem cargos públicos na região e acham que não devem falar com essa imprensa, por desgostarem dela. No entanto, é necessário ressaltar que a legislação determina publicidade de ações de entes públicos (e que não cumprir essa papel existem sansões jurídicas, inclusive) e a nossa função como portal de notícias é cobrar das autoridades os direitos dos cidadãos, que pagam muitos impostos. Nosso papel não é tentar agradar político ou representantes de cargos públicos e sim ser porta voz das necessidades dos moradores da nossa região. Como bem disse o falecido José Marques de Melo, primeiro doutor em Jornalismo e um dos principais teóricos da comunicação no país, que já tive a honra de entrevistar num Congresso em Curitiba, "uma imprensa só pode ser considerada comunitária quando se estrutura e funciona como meio de comunicação autêntico de uma comunidade. Isto significa dizer: produzido pela e para a comunidade". Assim será o papel do jornalismo profissional local do Sulacap News.





Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil