top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Mães comemoram aniversário do primeiro filho, com a equipe que realizou o parto em Realengo

A Casa de Parto foi escolhida para a festividade

Neste domingo (14) é celebrado o Dia das Mães, data em que comemoramos a maternidade e todos os sentimentos que essa data tão especial desperta em nossas vidas. E para a família da Kelly Cristina e Amanda Garcez não é diferente. Todos esses sentimentos são em dose dupla. Mães do pequeno Antônio, nascido na Casa de Parto David Capistrano Filho, em Realengo, elas transbordam maternidade na sua essência mais pura e genuína: o amor.


A Casa de Parto foi escolhida pelas mães como o local ideal para o nascimento do seu primeiro filho, fruto de um sonho antigo. Kelly e Amanda estão juntas há 17 anos e, quando esse sonho começou a se concretizar, elas tinham certeza do que procuravam: um lugar onde o bebê pudesse nascer de parto normal, de forma respeitosa e acolhedora.

“Na nossa busca por esse lugar de acolhimento e de respeito à maternidade encontramos a Casa de Parto. Nós sempre tivemos um apreço muito grande pelo SUS. Então, saber que tínhamos encontrado o lugar que atendesse às nossas expectativas e que ainda seria pelo SUS foi muito emocionante. No primeiro telefonema nós já nos sentimos acolhidas. Aqui fomos respeitadas. Recebemos todo o carinho e as informações necessárias. Foi um divisor de águas nas nossas vidas”, relata Amanda.

Antônio nasceu em 4 de maio de 2022 e, ao longo desse um ano de vida, as mães sempre que podiam faziam visitas à “casinha” – apelido carinhoso que deram para o local. Quando receberam alta após o nascimento, já deixaram registrada a vontade de voltar e comemorar o aniversário de um ano do bebê com a equipe que marcou a vida delas. A festinha de um ano de Antônio, claro, foi realizada na unidade ao lado das profissionais que acolheram as mamães e ajudaram o menino a vir ao mundo.


Para Simone Pereira, enfermeira obstetra que trabalha no local desde a sua inauguração, há 19 anos, e fazia parte da equipe no dia do parto do Antônio, o acolhimento da casa acontece de maneira adequada, reconhecendo as possibilidades diante das formações de novas famílias.

“As famílias podem ter modelos diversos, não só os que a sociedade costuma determinar. A Casa de Parto tem potencial para dar suporte às demandas que a população necessita. Foi muito gratificante para toda a equipe participar desse momento tão especial na vida da Kelly e da Amanda. O retorno delas à casa é uma forma de agradecer e reconhecer toda a assistência recebida durante esse momento tão sensível”, relata a profissional.

Durante a festa de 1 ano, ambas as mães falaram sobre a importância da maternidade em suas vidas. Kelly Cristina, que deu à luz, relata que sempre sonhou em ser mãe: “Muito antes da chegada do Antônio, sempre me imaginei cercada de crianças. E sempre estive cercada pelas crianças da minha família. O nascimento do nosso filho completou o sentimento que já existia em mim. Ele foi a cereja do bolo. Esse sentimento só aumentou. Maternidade é cuidado, é amor, é algo sem limites, sempre em expansão”, diz a psicóloga, de 35 anos.

“A minha maternidade nasceu dessa união. Eu jamais teria um filho se não fosse com a Kelly. Escolhi ser mãe com ela”, diz Amanda, emocionada. A química, de 41 anos, viu esse sonho renascer dentro dela, já que como muitas outras mulheres, tinha medo de conciliar carreira e maternidade, e não ser suficiente para o seu filho. Mas elas acreditaram no poder da construção e, tijolo a tijolo, ergueram uma família.

A casa de parto foi um marco importante para elas, que se sentem gratas pelo reconhecimento e respeito que receberam no local.

“Nós nos sentimos seguras aqui. Tivemos todo o suporte e apoio necessário. Essa casa nos acolheu e reconheceu a nossa família sem qualquer ressalva. Isso faz toda a diferença! Todo mundo tem que saber da existência desse lugar e do trabalho que é realizado aqui. E que podem vir e se sentir acolhidos nesses momentos tão sensíveis que são a gestação e o parto”, completa Amanda, que revela também já ter planos de expandir a família e voltar à “casinha”.

A Casa de Parto David Capistrano Filho completou, no dia 8 de março de 2023, 19 anos de serviços prestados às gestantes. Com um modelo diferenciado, a casa oferece às futuras mamães a possibilidade de um parto humanizado em ambiente aconchegante, familiar e seguro, respeitando a fisiologia do corpo feminino e sem intervenções médicas. Desde a sua inauguração, já foram realizados mais de 3,8 mil partos.


No local, a mulher participa ativamente na hora do parto e escolhe como será o momento de dar à luz. Podem ser utilizados aromas, música, massagem, água morna, o parto pode ser na banheira, de pé, cócoras, de lado, sem ou com a presença de familiares, que podem acompanhar de perto o nascimento do bebê.


A unidade faz parte da rede da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro e realiza o pré-natal e parto de grávidas consideradas de baixo risco, sem limite de idade. A casa atende por demanda espontânea, realizando uma pré-seleção para identificar possíveis fatores de risco que possam dificultar a realização do parto no local. Após essa fase, é agendado o acolhimento e, na sequência, a primeira consulta e as oficinas, quando são passadas as informações necessárias para esse momento tão especial, como conceitos sobre as modificações do organismo, transformações sociais, amamentação, trabalho de parto e parto e cuidados com o bebê.


A Casa de Parto David Capistrano Filho está localizada na Avenida Pontalina, s / nº - Realengo.


Fotos: Edu Kapps / SMS-Rio

 

Torne-se um doador por apenas R$ 1 por mês. Nos ajude a manter vivo o jornalismo local. Mais informações de como fazer a doação, clique AQUI.


O Sulacap News também está no Facebook, Instagram e Twitter. Se quiser receber notícias em primeira mão, basta ingressar no grupo NOTÍCIAS DO SULACAP NEWS. Para se cadastrar, basta acessar os link abaixo:


Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page