top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Guandu é paralisado para evitar a proliferação de geosmina e Cedae recomenda economizar água

Interrupção das atividades irá até 5h de amanhã dessa sexta-feira (19)

A Cedae fará, na noite desta quinta-feira, manobra preventiva no Rio Guandu para a renovação da água da lagoa próxima à captação da estação de tratamento. O objetivo é evitar a proliferação de algas responsáveis pela concentração de geosmina/MIB, que vem crescendo nos últimos dias. A operação consiste na abertura das comportas para o escoamento com maior volume e velocidade da água da lagoa. Para a medida, será necessário a interrupção das atividades da ETA Guandu até 5h de amanhã (19/03). Após a ação, o abastecimento pode levar até 48 horas para ser normalizado.

Além de manter todas as medidas para reduzir a concentração de geosmina/MIB, como a aplicação de carvão ativado, a companhia iniciará o bombeamento de água do Rio Guandu diretamente para a lagoa, aumentando a entrada de água e, consequentemente, sua renovação. A instalação da bomba está prevista para ser feita dentro de 10 dias.

A Cedae também solicitou aos laboratórios contratados a redução do prazo no envio dos resultados dos testes de controle de qualidade que são divulgados no site da companhia (https://cedae.com.br/relatoriosguandu).

O edital da obra de proteção da tomada d'água, solução definitiva para o problema, será publicado em até 30 dias.

Mesmo em quantidades muito baixas de concentração de geosmina, a partir de 0,004 microgramas/litro já é possível sentir alteração de gosto e cheiro, apesar de não representar risco à saúde dos consumidores.

Três fatores levam à proliferação de algas nos mananciais: água parada, presença de nutrientes e luz solar. O fenômeno ocorre com maior frequência no verão, exigindo medidas preventivas para manutenção da qualidade da água que sai das estações de tratamento.

Serviço:

• Imóveis com sistema interno de reserva (cisterna e/ou caixa d’água) não devem sofrer desabastecimento.

• Em áreas de ponta do sistema (extremidade das redes) e em regiões elevadas o abastecimento pode levar até 48h para ser normalizado.

• A Cedae montou esquema especial para atender hospitais e outros serviços essenciais com carros-pipa, caso haja necessidade.

• A Cedae pede que clientes que possuam sistemas de reserva internos usem água de forma equilibrada e adiem tarefas não essenciais que demandem grande consumo de água.

Commentaires


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page