top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Governo do Estado do Rio de Janeiro reforça o alerta: Intolerância Religiosa é crime

Polícia Civil possui delegacia especializada no atendimento de vítimas de racismo, homofobia e intolerância religiosa



No Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, comemorado nesta quinta-feira (21), o Governo do Estado do Rio de Janeiro reforça o alerta: Intolerância Religiosa é crime.


Em 2020, o Instituto de Segurança Pública (ISP) contabilizou 23 casos de ultraje a culto religioso em todo o estado. A tipificação criminal é determinada pela ridicularização pública, impedimento ou perturbação de cerimônia religiosa.


No mesmo período também foram investigadas quase 1.400 ocorrências que podem estar relacionadas aos crimes de injúria por preconceito, que é o ato de discriminar um indivíduo em razão da raça, cor, etnia, religião ou origem, e o preconceito de raça, cor, religião, etnia e procedência nacional, que tem por objetivo a inferiorização de todo um grupo étnico-racial e atinge a dignidade humana.


Infelizmente, esses crimes ainda são comumente subnotificados. Para quem ainda não conhece, o Rio de Janeiro possui uma delegacia especializada no atendimento de vítimas de racismo, homofobia e intolerância religiosa. A Delegacia de Combate a Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) funciona na Rua do Lavradio, nº 155, no Centro do Rio (Telefones: 2333-3693 / 2333-3509). Mas os registros também podem ser feitos no site da Secretaria de Estado de Polícia Civil, clique aqui, ou em qualquer delegacia do estado.

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page