top of page
  • Foto do escritorDa Redação

Espaço Cultural Viaduto de Realengo ganha medalha da Ordem do Mérito Cultural Carioca

Prefeitura homenageou nomes que usaram a cultura como um elemento de contribuição à redução dos impactos da pandemia em 2020

A Secretaria Municipal de Cultura homenageou, nesta segunda-feira (01), os 18 artistas e agentes culturais selecionados para receberem a Ordem do Mérito Cultural Carioca. Os premiados se destacaram em 2020 por usarem a cultura como um elemento de contribuição à redução dos impactos da pandemia. A mais alta condecoração cultural do município foi entregue pelo prefeito Eduardo Paes e pelo secretário municipal de cultura, Marcus Faustini, durante cerimônia no Palácio da Cidade.

"Não tenho dúvida alguma de que a força dessa cidade nasce principalmente da força da sua produção cultural tão espalhada pela cidade, em cada canto, cada esquina do Rio" - enfatizou o prefeito.

Foram mais de 2800 votos e mais de 600 nomes, instituições ou coletivos indicados pela população para receber a homenagem. Na edição de 2020, a comissão formada por membros da Secretaria Municipal de Cultura e do Conselho Municipal de Cultura escolheu homenagear aqueles que, mesmo em um ano tão difícil, colocaram sua capacidade criativa e de mobilização para que a arte e a cultura fossem aliadas dos cariocas, promovendo desde ações humanitárias que contribuíram com os mais vulneráveis até criações artísticas online que se tornaram companheiras de todos que fizeram isolamento. Na cerimônia, os homenageados receberam a Medalha São Sebastião do Rio de Janeiro da Ordem do Mérito Cultural Carioca junto com um certificado.

"Tenho a certeza de que estamos iniciando um caminho vitorioso de recuperação do papel e da centralidade da cultura no Rio, porque temos um prefeito comprometido com a cultura na cidade e uma gestão que já está na rua, dentro do gabinete, pensando em como recuperar a dignidade da cultura. Vamos trabalhar muito porque esse é o caminho" - frisou o secretário municipal de Cultura, Marcus Faustini.

Os homenageados foram Associação dos Produtores de Teatro (APTR), a cantora e compositora Teresa Cristina, o projeto Circo Crescer e Viver, Rene Silva do jornal “Voz das Comunidades”, o núcleo multidisciplinar de pesquisa e criação artística Polifônica CIA. Moacyr Luz, idealizador do Samba do Trabalhador, no Renascença, tradicional clube no Andaraí, Presidente do Instituto Onikoja, Humbono Rogério de Olissá, Wanderson Geremias, desenvolvedor e professor do “Cultura na Cesta C3”, As irmãs gêmeas Eduarda e Helena Ferreira, do projeto “Pretinhas Leitoras”, coletivo poético Slam das Minas, chef e empreendedor social David Hertz, Núcleo de Apoio à Produção Cultural da UFRJ (Naprocult), Companhia de Dança Passinho Carioca, Fred Gelli, co-fundador e CEO da Tátil Design, Lanchonete Lanchoneteda artista Thelma Vilas Boas, rede cultural Palcos do Rio e coletivo FilmaRio.


O destaque para a Zona Oeste foi a premiação ao Espaço Cultural Viaduto de Realengo. Idealizado por Oberdan Mendonça, em 2013, o Espaço transformou o local, para além de um espaço público, em um antro cultural, abrindo portas para novos talentos através do grafitti, da música, da dança, entre outras manifestações. É uma iniciativa que a cada ano torna-se ainda mais importante para a região e durante a pandemia criou uma loja virtual para mobilizar recursos financeiros.

Comments


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page