Buscar
  • Alexandre Madruga

Em 24h, Rio registra 451 novos contaminados e 122 mortos pelo coronavírus


Em boletim das 18h dessa sexta-feira (15) da pandemia do Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde informou que a cidade do Rio agora tem 11.715 casos (ontem eram 11.264) em 158 bairros. Ainda existem 2.251 pessoas hospitalizadas (ontem eram 2.094) e 1.631 óbitos (ontem eram 1.509) confirmados em todo município. Nas últimas 24h foram registradas 122 mortes (ontem foram 144).


Os bairros com mais óbitos são Copacabana (95), Campo Grande (89), Bangu (62), Tijuca (47), Barra da Tijuca (46), Realengo (45) e Santa Cruz (44). No total são 1463 bairros com registro de mortes. Confiram os bairros com mais de 100 infectados pelo coronavírus:

529 Copacabana

414 Campo Grande

391 Barra da Tijuca

322 Tijuca

261 Botafogo

254 Bangu

197 Recreio dos Bandeirantes

194 Realengo

190 Leblon

174 Flamengo

161 Vila Isabel

153 Santa Cruz

153 Jacarepagua

146 Taquara

146 Ipanema

128 Iraja

127 Bonsucesso

125 Laranjeiras

117 Ramos

Confiram o gráfico da evolução diária dos acumulados:

Foram abertos 762 leitos na rede municipal; Hospital de Campanha tem 80 pacientes A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, já abriu 762 leitos exclusivos, desde o início da pandemia, para o tratamento da Covid-19. Deste total, 173 são leitos de UTI. Com a chegada de 306 respiradores e outros insumos, será possível abrir novos leitos nos próximos dias.


Desde o dia 1º de maio, foram abertos 289 novos leitos para o tratamento de pacientes com Covid, 100 deles no Hospital de Campanha inaugurado pela Prefeitura no Riocentro. Há 80 pacientes no Hospital de Campanha, sendo 23 em leitos de UTI. Em toda a rede municipal, há 635 pessoas internadas em leitos dedicados a Covid-19, sendo 166 em leitos de UTI.


Nos leitos ocupados há rotatividade de vagas por causa de altas e óbitos, além de transferências para leitos de UTI que dão retaguarda às enfermarias de Covid e são usados quando o estado do paciente se agrava. 


A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que esses leitos que aparecem como “livres” na plataforma da regulação estão em unidades especializadas, como maternidades, psiquiátricas e pediátricas, e que não podem ser usados para Covid-19, já que a rede continua de portas abertas para pacientes com outras necessidades.


Taxa de Ocupação SUS

Em toda a rede SUS na cidade do Rio - que inclui leitos de unidades municipais, estaduais e federais - há 1.705 pacientes internados com suspeita de Covid, sendo 546 em UTI.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 na rede SUS no município é de 86%. Já a taxa de ocupação nos leitos de enfermaria para pacientes com suspeita de Covid é de 80%, também no município.


Fila para transferência

Em todos os hospitais públicos da cidade do Rio – e não apenas nas unidades da rede municipal - há 611 pessoas na fila da regulação, aguardando transferência para leitos dedicados a Covid-19, sendo 300 para leitos de UTI. Os pacientes podem ser regulados para internação em qualquer uma das diferentes redes, seja federal, estadual ou municipal.


Prefeito alerta que população precisa manter afastamento social para a curva cair ainda mais e voltarem as atividades

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, informou nesta sexta-feira (15/05) que, pela primeira vez, houve na cidade um resultado de alívio inicial para a população na curva de contágio da Covid-19, que caiu, após a série de medidas restritivas adotadas pela Prefeitura. "As medidas que tomamos levaram a uma queda na curva que mede a velocidade de aceleração de contágio do novo coronavírus. E, mais que isso, mostram também uma tendência de queda", disse o prefeito.

AFASTAMENTO SOCIAL MANTIDO, MAS COM LUZ NO FIM DO TÚNEL

Crivella alertou, contudo, que esse resultado positivo tem que ser perseguido por todos, ainda mantendo o afastamento social. Ele afirmou que, somente seguindo agora com as restrições, será possível, o quanto antes, um efeito ainda melhor que permita afrouxá-las. "A curva, que estava em 0.06, agora caiu para 0.04, e isso é uma grande vantagem. Mas alerto que a situação é mais ou menos como um regime, em que a pessoa tem 1m70 e pesa 100kg, mas quer voltar para os 70kg. Perder os primeiros 20kg é fácil, mas para os últimos 10kg, a luta é grande", reforçou.

QUANDO PODEREMOS PENSAR EM AFROUXAR O AFASTAMENTO SOCIAL?

O prefeito disse que agora, mais do que nunca, a população precisa cumprir as medidas de só sair se for necessário e usando máscara, porque, assim, logo será cabível começar a abrir atividades na cidade. "Nós estamos com a curva em 0.04. Se formos para 0.01, começaremos a voltar com as nossas atividades. Claro que, tendo leitos de retaguarda. Hoje, ainda temos fila de pessoas precisando de leitos, mas com todos esses respiradores que chegaram, vamos abrir centenas de novos leitos. Nos próximos dias, serão mais de mil. Aí, sim, com 0.01 na curva e leitos à vontade para atender quem ficar doente, poderemos voltar a trabalhar aos poucos", disse Crivella. 

INFORMAÇÕES DO GABINETE CIENTÍFICO DA PREFEITURA

O prefeito deu as informações após reunião do gabinete científico da Prefeitura na manhã desta sexta-feira (15/05). O gráfico da velocidade da curva de contágio é feito por Thiago de Moraes Moreira, economista e professor do IBMEC. O gabinete voltará a se reunir na segunda-feira (18/05).

COMO SE MEDE A PANDEMIA

Marcelo Crivella destacou que uma pandemia é medida pela velocidade de contágio. E uma pessoa, segundo dados internacionais e dos técnicos no Brasil, chega a contaminar três. Agora, com a queda na curva, em vez de contagiar três pessoas, uma pessoa está contagiando menos. "O novo coronavírus, diferentemente de outros vírus, não fica flutuando no ar nem é zoonose, não é mosquito que transmite, como na dengue. Passa de humano para humano. Quando um humano parar de transmitir, acaba a pandemia", finalizou o prefeito.


NÚMEROS DO ESTADO: 2.438 óbitos e 19.987 casos confirmados A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registra, até esta sexta-feira (15/05), 19.987 casos confirmados e 2.438 óbitos por coronavírus (Covid-19) no estado. Há ainda 953 óbitos em investigação e 190 foram descartados. Até o momento, entre os casos confirmados, 14.818 pacientes se recuperaram da doença. A secretaria esclarece que os casos e óbitos registrados no boletim não ocorreram nas últimas 24h. Na última semana, a capacidade de testagem do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e laboratórios parceiros dobrou, passando de 900 para 1.800 amostras analisadas por dia. Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira: Rio de Janeiro – 11.715 Duque de Caxias – 911 Niterói – 790 Nova Iguaçu – 754 São Gonçalo – 616 São João de Meriti – 467 Volta Redonda – 445 Belford Roxo – 368 Itaboraí – 350 Mesquita – 334 Magé – 241 Petrópolis – 208 Nilópolis – 185 Campos dos Goytacazes – 167 Maricá – 158 Angra dos Reis – 138 Cabo Frio – 134 Queimados – 124 Macaé – 112 Teresópolis – 112 Nova Friburgo – 99 Itaguaí – 97 Barra Mansa – 88 Resende – 74 Rio das Ostras – 71 Araruama – 69 Japeri – 69 Paracambi – 69 Saquarema – 63 Paraty – 55 São Pedro da Aldeia – 48 Barra do Piraí – 46 Rio Bonito – 45 Cachoeiras de Macacu – 43 Três Rios – 42 Casimiro de Abreu – 36 Iguaba Grande – 36 Tanguá – 35 São Fidélis – 32 Valença – 31 Armação de Búzios – 28 Seropédica – 27 Bom Jesus de Itabapoana – 26 Sapucaia – 25 Guapimirim – 24 Mangaratiba – 24 Paraíba do Sul – 23 Pinheiral – 22 Arraial do Cabo – 21 São João da Barra – 21 Itaperuna – 17 Silva Jardim – 17 Piraí – 15 Mendes – 14 Itaocara – 13 Quissamã – 13 São Francisco de Itabapoana – 13 Miguel Pereira – 12 Bom Jardim – 11 Itatiaia – 11 São José do Vale do Rio Preto – 9 Vassouras – 9 Carapebus – 8 Paty do Alferes – 8 Santo Antônio de Pádua – 8 Areal – 7 São José de Ubá – 7 Aperibé – 6 Cordeiro – 5 Miracema – 5 Porto Real – 5 Rio das Flores – 5 Cantagalo – 4 Carmo – 4 Conceição de Macabu – 4 Engenheiro Paulo de Frontin – 4 Porciúncula – 4 Quatis – 4 Italva – 3 Santa Maria Madalena – 3 Sumidouro – 3 Laje do Muriaé – 2 Macuco – 2 Natividade – 2 São Sebastião do Alto – 2 Cambuci – 1 Cardoso Moreira – 1 Município em investigação – 8 As 2.438 vítimas de Covid-19 no estado foram registradas nos seguintes municípios: Rio de Janeiro – 1.631 Duque de Caxias – 138 Nova Iguaçu – 88 São Gonçalo – 58 Niterói – 56 Belford Roxo – 47 São João de Meriti – 47 Mesquita – 38 Itaboraí – 32 Magé – 27 Petrópolis – 25 Nilópolis – 18 Volta Redonda – 18 Itaguaí – 17 Macaé – 16 Maricá – 15 Angra dos Reis – 14 Teresópolis – 12 Nova Friburgo – 9 Rio das Ostras – 8 Barra Mansa – 7 Campos dos Goytacazes – 7 Paracambi – 7 Queimados – 7 Tanguá – 7 Cabo Frio – 6 Cachoeiras de Macacu – 6 Iguaba Grande – 6 Saquarema – 6 Barra do Piraí – 5 Resende – 5 Guapimirim – 4 Rio Bonito – 4 São Pedro da Aldeia – 4 Sapucaia – 4 Itaocara – 3 Japeri – 3 Silva Jardim – 3 Araruama – 2 Arraial do Cabo – 2 Bom Jardim – 2 Casimiro de Abreu – 2 Mangaratiba – 2 Paraty – 2 Piraí – 2 São João da Barra – 2 Seropédica – 2 Valença – 2 Bom Jesus de Itabapoana – 1 Carapebus – 1 Engenheiro Paulo de Frontin – 1 Mendes – 1 Miguel Pereira – 1 Paraíba do Sul – 1 Santo Antônio de Pádua – 1 São Francisco de Itabapoana – 1 Três Rios – 1 Vassouras – 1 Medidas de prevenção - Proteger nariz e boca ao espirrar ou tossir; - Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos; - Lavar frequentemente as mãos, especialmente após espirrar ou tossir; - Utilizar álcool em gel nas mãos; - Evitar tocar o rosto.

0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil