top of page
  • Foto do escritorDa Redação

EDITORIAL | A importância do jornalismo local para os bairros e comunidades

Por que é importante um jornalista a frente de um órgão de imprensa de bairros, comunidades ou locais? Qual a importância desse tipo de jornalismo feito dentro dos bairros, com pautas desse locais?

Essas são perguntas fáceis de responder, principalmente nos dias de hoje quando as redes sociais trouxeram a tona as “páginas” locais de notícias. Mas isso já seria considerado “jornalismo local”? Sim, mas depende.


Primeiro, uma breve introdução de jornalismo local (antigamente conhecido como jornalismo comunitário ou, hoje em dia, também conhecido como jornalismo do 3º setor) feita pelo primeiro doutor em jornalismo e um dos principais teóricos da comunicação no Brasil, o jornalista José Marques de Melo:

“Uma imprensa só pode ser considerada comunitária quando se estrutura e funciona como meio de comunicação autêntico de uma comunidade. Isto significa dizer: produzido pela e para a comunidade”.

Ou seja, para ser considerado como jornalismo local, necessita estar cuidando das necessidades locais e isso não é simplesmente “postar” os problemas em páginas, mas cobrar a solução deles e, nesse momento, o papel de um jornalista a frente do “negócio” é praticamente fundamental, porque por vezes uma matéria (e não uma simples postagem) é fundamental e ncessário. O jornalista tem o dever de cobrar e dar voz ao contraditório. Ou seja, cada cobrança postada ou publicada deve ser remetida diretamente para a autoridade pública possa se pronunciar sobre o que foi postado, dando satisfação a audiência (o público, seguidores ou leitores) da posição oficial do ente público. Isso é fazer jornalismo e não simplesmente “postar” achando que o poder público tem o “dever” de ver a postagem e ir lá corrigir. Mesmo que assim fosse, o papel do jornalista é cobrar uma posição pública da autoridade, junto com a postagem original.


Nesse ponto que percebemos a credibilidade do papel do jornalista. Ele tem o dever social e ser elo de ligação (a voz) do cidadão para que o Estado seja capaz de cumprir com suas obrigações. Nesse ponto, o Sulacap News tem a honra de ostentar um número de mais de 90% de demandas (cobranças) atendidas pelo poder público. Ou seja, a autoridade enxerga no veículo de comunicação Sulacap News um importante interlocutor do governo com o público (ou, eleitores, mas com toque de ironia, tá?).


Um fato fundamental é que o jornalismo local de credibilidade muitas vezes pauta a grande imprensa, pois matérias podem ser interessantes, mas sem a imprensa do bairro raramente os "grandes" conseguem ver e, por consequencia, tornarem-se notícias para essa imprensa de referência, para o grande público. Não foram poucas as vezes que pautas que primeiro saíram no Sulacap News foram exibidas na Globo, Band, SBT, Record e outras.


Mas toda imprensa precisa de verbas publicitárias para sobreviver e, nesse ponto, mais uma vez o jornalismo local cumpre seu papel social. Divulgar o pequeno empresário, comerciante é mola mestra para o desenvolvimento da economia local, ao mesmo tempo que esses “patrocinadores”, ajudam a manter vivo o jornalismo nesses bairros, o que ajuda ao público em geral, sejam clientes, consumidores ou apenas leitores (ou seguidores).


Mas é fundamental que o verdadeiro jornalismo local se atenha apenas a pautas voltadas para sua abrangência, com editorias fixas focadas regionalmente. Ou seja, matérias pontuais, dos bairros que atende e tem leitores/seguidores. Isso é fundamental para que a audiência se veja representada e a aferição disso é o contato direto que se tem dos moradores locais com a imprensa desse(s) bairro(s). Nesse ponto, geralmente o jornalista detém a visão empreendedora e fomentadora, dando credibilidade ao próprio papel e ao papel dos moradores, em denunciar, acompanhar, exigir e cobrar. Logo, toda essa engrenagem é que faz o jornalismo local ter credibilidade e funcionar bem. Quem dera se todas as "páginas" tivessem essa preocupação social-local. Infelizmente, a grande maioria foca apenas em likes, engajamento e seguidores, mesmo que esses nem pertençam aos locais de sua abrangência.


Sintetizando tudo isso, a Doutora em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Faculdade de Comunicação e mestre em Comunicação da Universidade de Brasília (UnB) explica:

“Sendo assim, o cidadão, ao ser inserido em um sistema de comunicação comunitária tem condições de participar de maneira ativa do processo de construção das notícias, da prática redacional à publicação de determinado veículo comunitário. Essa práxis conduz, cada vez mais, à produção de conteúdos que vão garantir um estreitamento entre o público leitor e a produção das informações. Essa sem dúvida é uma forma de garantir maior reciprocidade entre o veículo e a comunidade de forma que esta se veja representada naquele. A prática do Jornalismo Comunitário só é possível se o jornalista que se destina ao trabalho de comunicação comunitária tiver a sensibilidade e os olhos voltados para a comunidade, para os fatos que realmente têm importância para aqueles indivíduos que compõem a comunidade”.

O Sulacap News existe desde 2017 e é graças ao reconhecimento dos leitores que segue fazendo jornalismo local de verdade, com credibilidade conquista por um trabalho feito por jornalista profissional, voltado para os bairros. Não a toa, que o Sulacap News é reconhecido pelo seu trabalho jornalístico e, por isso, faz parte do mapa de imprensa local do Atlas da Notícia (que mapea o jornalismo local no Brasil) e é membro da Associação de Jornalismo Digital (AJOR).


Apoie o jornalismo local.

Apoie o comércio local.

Participe, denuncie, interaja e cobre.

Todo cidadão tem o direito de exigir transparência e o devido atendimento do poder público.

ความคิดเห็น


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page