top of page
  • Foto do escritorDa Redação

COVID-19 | Escola pública de Realengo será ponto de vacinação infantil na Zona Oeste

Secretaria de Educação do Rio abre as portas das escolas para vacinação na próxima semana e inicia ação para incentivar a leitura

Na próxima segunda-feira (17), onde unidades escolares estarão de portas abertas para receber os alunos por um bom motivo! Após dois longos e desafiadores anos letivos em meio a uma pandemia, as escolas abrem seus espaços para vacinar as crianças de 5 a 11 anos. A medida visa ampliar os locais de atendimento na cidade, oferecendo ainda mais pontos de vacinação contra COVID para criançada. A escolas da rede municipal estão prontas para abrir outras unidades caso haja necessidade de novos pontos de vacinação.


A Zona Oeste que no início da semana ganhou novo ponto de vacinação para adultos no Parque Shopping Sulacap, agora terá unidades escolares para vacinar as crianças. Em Realengo, a escolhida foi a Escola Municipal Paulo Maranhão, na Rua do Governo, que começará a vacinar na terça-feira (18). Tanque, Recreio, Campo Grande e Santa Cruz também terão vacinação em escolas (confiram abaixo a lista completa).

“É um dia de festa para todos nós. Mais uma vez, a Saúde e a Educação trabalham em conjunto pelas crianças. A tão sonhada vacina das crianças de 5 a 11 anos chega agora para dar esperança e ajudar ainda mais na priorização da Educação. Lugar de criança é na sala de aula. A escola não é só um espaço de aprendizado, é muito mais do que isso. É onde muitas crianças tem acolhimento, amor, alimentação e a garantia da sua saúde. A alegria é enorme de acompanhar esse momento histórico da chegada da vacina para as crianças”, declarou o secretário de Educação do Rio, Renan Ferreirinha.

Confira os locais de vacinação nas unidades escolares:

- CIEP Henfil

Rua Carlos Seidl, 71 - Caju

- EM Dr. Cícero Pena

Av. Atlântica 1976, Copacabana

- EM Prudente de Morais

Rua Enes de Souza, 36 - Tijuca (Próximo ao CMS Heitor Beltrão)

- Escola Municipal Anibal Freire

Av. Professor Plínio Bastos, 631 (em frente ao Olaria Atlético Clube)

- Ciep Patrice Lumumbe (Praça da Confederação Suíça, S/N - Del Castilho)

- E.M Paraíba (Unidade de referência: CF Maria de Azevedo Rodrigues)

- CIEP Margaret Mee - Recreio dos Bandeirantes (Ao lado do CMS Harvey Ribeiro de Souza Filho - início terça 18/01)

- EM Embaixador Dias Carneiro - Tanque (Ao lado do CMS Jorge Saldanha Bandeira de Melo - início terça 18/01)

- EM Paulo Maranhão (Rua do Governo 866, Realengo - início terça 18/01)

- CIEP Raymundo Ottoni de Castro Maya – Rua Moranga, s/n, Campo Grande (Referência: CF David Capistrano e cms Mário Vitor)

- CIEP Papa João XXIII : Avenida João XXIII, S/N Santa Cruz (Unidade de Referencia CF. Ernani Braga)


A Secretaria de Educação do Rio também iniciou uma ação para incentivar a leitura das crianças que forem se vacinar nas escolas. Já são mais de 20 mil exemplares doados por editoras de livros e pelo SNEL (Sindicato Nacional dos Editores de Livros) para ação, garantido a entrega para molecada dos primeiros dias. Mas ainda é preciso mais! Quem quiser se unir a ação com doações de livros de literatura infantil, pode enviar um e-mail para Gerência de Leitura da Secretaria Municipal de Educação smeleitura@rioeduca.net ou entregar as doações diretamente nas escolas de interesse que estão entre os pontos de vacinação.

“Vamos aproveitar a vacinação nas nossas escolas para incentivar a leitura das crianças. Elas ainda estão de férias e é um excelente momento para as crianças mergulharem nos livros. A leitura é uma forma de despertar o olhar desses meninos e meninas para o mundo. Vivemos hoje um momento de muitos desafios mas também histórico, e são eles que contarão no futuro”, comentou o secretário de Educação do Rio, Renan Ferreirinha.

A Secretaria Municipal de Educação do Rio reforça que o incentivo à vacinação das crianças é mais ação do município focada em oferecer toda segurança aos alunos. O retorno das aulas, dia 7 de fevereiro, será integral e presencial, com 100% dos alunos em sala de aula. Os protocolos sanitários que garantem o ensino presencial seguirão com monitoramento e acompanhamento constante, em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde e com o Comitê Científico.


Vale ressaltar que nenhuma criança será impedida de assistir aulas por não apresentar o comprovante de vacinação contra a covid-19. O foco agora da Secretaria de Educação do Rio é apoiar na ação da vacinação nas unidades escolares e trabalhar na conscientização dos pais e responsarem para vacinarem suas crianças.

Commentaires


Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

PSS - banners sulacap-06.png
bottom of page