• Alexandre Madruga

Concertos reúnem obras de Tom Jobim e alunos de escolas públicas na Cidade das Artes

Com participações de Maria Luiza Jobim, Leila Pinheiro e José Staneck, apresentações, dias 29 e 30 de setembro terão transmissão ao vivo pela MultiRio e comemoram o projeto Tom nas Escolas

A Secretaria Municipal de Educação (SME) apresenta nos próximos dias 29 e 30 de setembro, dois grandes concertos de encerramento da série Tom nas Escolas – que terão participações especiais: Maria Luiza Jobim, filha do maestro Tom Jobim, cantará no primeiro dia, enquanto Leila Pinheiro participará do segundo espetáculo. No palco, além das cantoras, os alunos-músicos do Programa Orquestra nas Escolas (https://www.youtube.com/orquestranasescolas), da SME que se mantém em atividade mesmo durante a pandemia. Os concertos marcam o encerramento do projeto Tom nas Escolas, uma parceria da SME com o Instituto Antonio Carlos Jobim, que promoveu durante dois meses uma série de atividades que reuniram professores e alunos da rede municipal. As apresentações serão realizadas na Cidade das Artes, a partir das 18h, com transmissão ao vivo pelos canais da MultiRio e pelas redes sociais do Programa Orquestra nas Escolas.

Com início em agosto, a série Tom nas Escolas reuniu toda a nossa rede municipal de educação em torno da obra do maestro. A partir das letras das canções, professores criaram atividades para os alunos, com resultados emocionantes e surpreendentes. Como exemplo, enquanto um pai e seu filho gravavam a música “Água de março” juntos, os professores conectavam suas disciplinas com as músicas divulgadas pelo projeto. Outras iniciativas foram as releituras da obra de Tom pela Orquestra Virtual, que tocou músicas como “Wave” e “Chega de Saudade”. Na música “Corcovado”, mais de 40 alunos participaram. Em “Garota de Ipanema”, tocaram mais de 30 músicos. Toda a série é composta por 13 vídeos. Todas essas atividades renovaram o conhecimento sobre o legado do maestro e estimularam novas produções de crianças e jovens da Rede Municipal de Ensino. Para coroar a série, os dois concertos de encerramento levarão para o palco da Cidade das Artes esses resultados, ao lado de muita música boa. A cada dia, serão apresentados diferentes repertórios, regentes e músicos. No primeiro dia, o maestro Vinícius Louzada conduz músicas como “Sinfonia da Alvorada”, “Corcovado” e “Luiza” com alunos da Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca Rivadávia Corrêa, OSJC Carneiro Felipe e OSJC Santa Cruz. O aluno Ryan Maciel Araújo, de 14 anos, que cantará “Chega de saudade”, comenta:

"Vai ser a minha primeira vez cantando sozinho com a orquestra. Uma oportunidade única que muitas crianças gostariam de ter e eu preciso aproveitar. Espero que outros colegas tenham a mesma chance. Estou ensaiando bastante e muito ansioso”, conta Ryan, que faz parte do Coro Laboratório Carneiro Felipe.

Outra convidada muito especial participará do concerto: Maria Luiza Jobim, filha do maestro, que cantará quatro músicas e conversará um pouco sobre as histórias com o pai. No segundo concerto, o maestro Anderson Alves rege a Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca, que tocará músicas como “Águas de Março” e “Passarim”. Participam desse concerto também a aluna Maynah Faria, cantando “Wave”, e Leila Pinheiro, que interpretará clássicos como “Samba do avião” e “Canta, canta mais” – este último, inédito no seu repertório. Outra atração é a apresentação de “Alegro em Ipanema – Concertino Romantico para Gaita e Orquestra”, tocada pelo gaitista José Staneck. A música é uma parceria póstuma entre Tom Jobim e Aluísio Didier, presidente do Instituto Antonio Carlos Jobim.

"Tom nas Escolas é a realização de um sonho. Levar a música do nosso maestro soberano para toda essa turma de jovens é perspectiva de renovação e de valorização da nossa cultura. Você sabia que o Tom tocava gaita? Imagine descobrir que ele, antes de se tornar nosso grande compositor, rascunhou um concerto, um Concertino Romântico para Gaita e Orquestra? Pois é... Coube então, em 2013, ao amigo e excelente músico e compositor Aluísio Didier, inspirado nesses rascunhos, desenvolver e compor esse belíssimo concerto original para a gaita. Um momento de grande importância que se repete neste dia", destaca Staneck.

Mais do que apresentar canções, os concertos destacarão o protagonismo de alunos e professores no projeto, recriando e reinterpretando as canções de Tom Jobim. Em “Garota de Ipanema”, por exemplo, conheceremos garotas dos mais diferentes bairros da cidade; em “Chega de Saudade”, os integrantes da orquestra revelam do que eles mesmos sentem saudades. Os concertos comemoram também os três anos do Programa Orquestra nas Escolas, que oferece educação musical para mais de 12 mil alunos da rede municipal de educação do Rio de Janeiro.

"Amei rememorar as músicas do Tom, que é o repertório da minha vida, com os nossos alunos. A escola é uma janela de oportunidades para que todos os meninos e meninas acessem o mundo. Temos o compromisso de democratizar e ampliar o acesso às múltiplas oportunidades", conta Moana Martins, coordenadora geral do Programa.

Vale destacar que os concertos seguirão os protocolos de segurança, como a sanitização dos espaços, medição de temperatura de todos os integrantes, distanciamento entre os músicos de acordo com as normas de segurança, uso de máscaras e protetores, higienização e baias bipartidas protetivas para os instrumentos de sopro.

A Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca e o concerto Tom nas Escolas conta com o patrocínio da Uber, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS e tem o apoio da Multirio e Cidade das Artes.


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil