Buscar
  • Alexandre Madruga

FISIOnews | Hérnia de disco: vilã ou não?


A hérnia de disco é uma das principais causas de dor na coluna. Quando a hérnia está presente na cervical, alguns pacientes sentem formigamento, fraqueza muscular, muitas das vezes irradiando para o braço, mão e dedos. Quando a hérnia de disco está presente na lombar, o paciente poderá sentir os mesmos sintomas, mas se irradiando para o glúteo, perna e pé. Essa afirmação, nem sempre está de acordo, pois a causa da dor poderá estar ligada a outro problema. Eu afirmo que, devemos sempre pesquisar a causa do problema, mas o fato de existir uma hérnia de disco, não quer dizer que, a pessoa sentirá dor, então nem sempre será a vilã. Com o passar dos anos, o disco intervertebral vai se desidratando, degenerando, vai aparecendo rupturas no anel fibroso, este que envolve o núcleo pulposo, facilitando o extravasamento do material gelatinoso, presente nele. Esse desgaste normalmente acontece na região lombar, devido a maior sobrecarga articular. A má postura está muito relacionada a causa da hérnia, ainda mais quando a pessoa fica horas na mesma posição, assim como são as pessoas que trabalham com costura, crochê, pintor, pedreiro, motorista de ônibus, empregada doméstica, entre outros. O ideal é conversar com seu fisioterapeuta para saber como proceder no ambiente de trabalho e saber quais são as adaptações que poderão ser realizadas para proteger sua coluna. Quais os tipos de hérnias? Protrusa- É pequena e contida dentro do anel fibroso; Extrusa- Quando existe o rompimento completo do anel fibroso; Sequestrada- É quando acontece do fragmento herniado invade no canal medular. No entanto, o tratamento na existência da dor, na maioria das vezes é a fisioterapia, com um período médio de 2 a 3 meses, respeitando sempre a periodicidade do tratamento. O repouso a curto prazo é importante para alívio das dores. Assim que aliviar a dor causada pela hérnia de disco, o fortalecimento é importante, principalmente do abdômen, da musculatura da coluna e do assoalho pélvico, para que haja uma estabilização da coluna e preparar a pessoa para o dia a dia, e isso a gente consegue, muito bem trabalhado, através do pilates clínico. Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates, Pós-graduado em Traumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais. Email: leandrorjfisio@hotmail.com Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges Contato: 99550-9212 ( whatsapp ) 


0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil