• Josi̊ Sàldanha - Numeróloga Cabalista

HOLÍSTICOnews | Como pode melhorar?


“Tudo na vida vem a mim com facilidade, alegria e glória!”

Você já reparou como nossa vida é cheia de crenças? Não apenas em termos de religião, mas em tudo! A pessoa pode até não ter uma religião, mas com certeza, tem crenças, muitas crenças! E o que é pior: crenças que limitam a vida. Proibições, afirmações, certezas que foram passando de geração em geração, pessoa a pessoa, sem questionamentos, sem análises.

Uma das grandes crenças que limitam nossa vida está relacionada ao dinheiro. Somos ensinados, desde pequenos (e ensinamos nossas crianças), que “dinheiro é sujo”, “dinheiro corrompe”, “dinheiro estraga as pessoas” e outras afirmações desse tipo.

Ao me tornar numeróloga cabalista, pude entender uma das grandes razões para termos essas crenças ruins, em relação ao dinheiro, tão vivas em nosso cotidiano brasileiro. A maioria das pessoas às quais faço análise numerológica, apresenta dívidas e/ou lições cármicas relacionadas aos bens materiais. Sejam clientes ou pessoas ligadas à política ou à mídia em geral.

Muitos de nós fomos, em vidas passadas, especialistas em praticar estelionato, seja relacionado a bens materiais ou propriedade intelectual. Gananciosos a ponto de levarmos o outro à desgraça e ruína total, sendo alguns levados à prisão, devido a artimanhas malignas bem elaboradas. Tais pessoas tinham uma superinteligência voltada para o mal!

Há também os que tinham dons mediúnicos bem desenvolvidos e os usavam para prejudicar os outros, desde que fossem bem pagos para isso. Usava-se um poder divino para, exclusivamente, ganhar dinheiro, não se importando em prejudicar, arruinar e até matar outras pessoas.

O lado triste de tudo isso é que vemos muitos dos nossos irmãos repetindo, na vida atual, esses padrões errôneos de comportamento. Por outro lado, também é triste vermos pessoas boas, gentis, honestas, éticas que, de tanta vontade de fazer tudo certo dessa vez, tomaram uma grande aversão ao dinheiro, mesmo que inconsciente, e acreditam que ele é ruim, que corrompe, que faz mal.

É certo que existe a Lei do Retorno, que faz com que colhamos tudo o que plantamos. Ainda bem, pois a reparação é uma questão de justiça. Entretanto, depois de algum tempo “comendo o pão que o diabo amassou” e aprendendo essa lição, de que só colhemos o que plantamos, sendo pessoas boas de verdade, com amor ao próximo, fazendo da caridade um hábito, sendo resilientes, trabalhadores, honestos etc, conseguimos quitar, resgatar nossas dívidas, aprender nossas lições e, em alguns casos, até “ganhar créditos”. Assim sendo, muitos conseguem mudar o padrão social, melhorar de vida. Mas são poucos os que passam disso e muitos não conseguem sair da escassez. Por que será? Se a pessoa é boa, honesta, ética etc, por que não prospera?

Não tenho como abordar todas as respostas possíveis aqui, neste artigo, mas seguindo nossa linha de raciocínio, posso afirmar que uma grande parte não consegue sair do padrão da escassez exatamente devido às crenças errôneas em relação ao dinheiro que a fazem se autossabotar. A pessoa tem medo de prosperar e se tornar um ser ruim, pois, além das suas memórias de vidas passadas, nessa existência, “desde que se entende por gente”, ouve e acredita que o “dinheiro é sujo”, o “dinheiro corrompe”, o “dinheiro estraga as pessoas”...

E como sair disso? Como sair desse padrão de escassez e mudar a vida, abrindo espaço para novas possibilidades? Um dos caminhos é fazer terapia holística.

O título e subtítulo deste artigo remetem a duas afirmações das Barras de Access: “Como pode melhorar?” e “Tudo na vida vem a mim com facilidade, alegria e glória!” Repita essas frases várias vezes ao dia e você irá, aos poucos, mudando os padrões de crenças limitantes guardadas, armazenas e cultivadas dentro de você.

“Como pode melhorar?” Esta frase afirma que tudo já está bom, mas pode melhorar. Mas como pode estar bom, se está tudo ruim na sua vida? Eis a questão: se você está vivo, tem uma casa, comida, roupas, transporte (mesmo que seja o público), você já é um privilegiado nesse mundo! Agradeça pelo que você tem e você receberá mais. Não reclame. Jogue essa pergunta “ao vento”, com gratidão no seu coração: “Como pode melhorar?” Não se preocupe com a resposta. Apenas jogue a pergunta. Oportunidades para melhorar começarão a aparecer.

“Tudo na vida vem a mim com facilidade, alegria e glória!”. Eu sei que parece “coisa de maluco” (risos), mas funciona! Pergunte a quem se trata com Barras de Access sobre isso e você se surpreenderá! Comece o tratamento com as Barras de Access, faça dessas duas frases um mantra na sua vida e você verá os caminhos, antes fechados, se abrindo. É preciso sair do padrão da escassez e o primeiro passo é mudar sua visão do mundo, do dinheiro, da prosperidade, da abundância. Lembrando que prosperidade não tem a ver só com dinheiro, mas também com saúde, bons relacionamentos etc.

O dinheiro é o representante material, palpável, da prosperidade. Ele não é sujo, ele não corrompe, ele não faz ninguém se tornar uma pessoa ruim. Quem é corrupto, ruim, egoísta, avarento, o é em seu íntimo, com ou sem dinheiro. Quem é bondoso, honesto, liberal, humanitário, o é em seu íntimo, com ou sem dinheiro.

E digo mais: o dinheiro precisa ser “bem tratado”, honrado, senão ele some, vai embora! É preciso saber lidar com ele, tratá-lo com dignidade, sem idolatria e sem desdém. Sim, muitos tratam o dinheiro com desdém, gastando sem critério, não lhe dando o devido valor, não ajudando o próximo, esbanjando. E ele precisa ser livre para cumprir o seu papel. Não adianta querer aprisioná-lo, pois, dessa forma, ele também irá embora, de alguma forma, ou sua energia parada, estagnada, fará muito mal ao seu “carcereiro”. Futuramente voltarei a esse tema, pois ainda há muito o que se falar sobre dinheiro, bens, riquezas... Como pode melhorar?

Um grande abraço!

Namastê!

Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos, Pedagoga formada pela UERJ, Teóloga especialista em Ciências da Religião pela UNESA, Sacerdotisa há 16 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área da Teologia.

Telefones Oi: (21) 3357-7399 e 98464-4568

Whatsapp e celular Claro: 99232-4887

www.josisaldanha.com.br

contato@josisaldanha.com.br

www.facebook.com/josisaldanhanumerolog

#dinheiro #crençaslimitantes #BarrasdeAccess #dívidascármicas

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil