• Alexandre Madruga

CRÔNICA | Jardim Sulacap ganhou um aniversário inesquecível


Semanas intensas de organização, fechar cronograma, convidados, atividades e parcerias. O 74º aniversário do Jardim Sulacap foi intenso desde que foi pensado, mas felizmente tudo deu muito certo. No fim dessa crônica, citaremos individualmente cada parceiro que colaborou de alguma forma, para que acontecesse um domingo familiar sensacional. Mas vamos falar do dia 27 de janeiro de 2018, quando a Praça Sulacap, mais conhecida como Campo do Muralha, levou alegria e descontração para tantos moradores.

Tudo bem, não começou tão bem, já que a data do evento seria numa sexta-feira (25), a data exata do aniversário do bairro. Mas as águas antecipadas de março resolveram dar o ar da graça e adiar o evento. Como sábado havia iminência de chuva, domingo foi escolhido pois estava confirmado céu de brigadeiro. E acabou sendo a melhor escolha. Domingo é o dia da família e ela esteve maciçamente presente, desde o início do evento às 18h.

Tudo começou ainda com o céu claro. A tenda montada na quadra de esportes permitiu as instituições religiosas presentes um pouco de sombra. Posicionados em frente as bandeiras do Jardim Sulacap e da Amisul (associação de moradores), junto a mesa do bolo (ainda sem ele), os religiosos abriram oficialmente o evento às 18:20h e o recado foi de união de todos. Os representantes do Centro espírita Joana de Angelis, Igreja Batista Memorial Sulacap e Igreja Episcopal Anglicana do Brasil - Diocese Anglicana do Rio de Janeiro - Paróquia Bom Jesus (uma das mais antigas do bairro, inaugurada em 17/11/1957 e que fica na Praça H), que finalizaram o Ato Ecumênico com os presentes de mãos dadas na oração do “Pai Nosso” e o som de “My Way” tocado em saxofone. Com essa força inicial, nada poderia dar errado no aniversário do bairro. Não faltou a preocupação com a segurança. E não estou falando da viatura do 14º BPM que circulou pelo Campo do Muralha a pedido do Vereador Ítalo Ciba, mas sim da apresentação de defesa pessoal da Kalirio e Disciplinas Associadas. Olhares atentos e curiosos, que ao fim encheram o professor Gustavo de perguntas, querendo saber mais e mais sobre o que tinham visto e apreciado.

Enquanto os adultos recebiam orientação na quadra de como podem se defender, na parte gramada da praça a ordem era brincar até se acabar com as brincadeiras da companhia de animação Colônia Mania, patrocinada pelo Parque Shopping Sulacap. Também tinha as camas elásticas e a piscina de bolinhas da Tia Nura, moradora do bairro que cedeu gentilmente os brinquedos. O vasto menu infantil ainda tinha um teatro de fantoches bilíngüe, gentilmente apresentado pela ITS Idiomas, um curso de inglês que tem dentro do bairro, na Praça Nuno Roland. Pensou que essa garotada toda não teria energia? Errou feio. O Centro Educacional Sonia Pimentel deu pipoca e algodão doce de graça, para a criançada manter o pique e aproveitar todas as brincadeiras até o meio da noite. Ufa! E elas conseguiram suportar o ritmo e brincaram para valer. Bem, algumas tiveram a bateria descarregada, que até dormiram no tablado montado para as apresentações. Mas foi um sono dos justos, porque realmente foi dia para guardar na memória não só das crianças, mas dos pais que ficaram para lá de contentes com tamanha diversidade no espaço infantil.

As doações de livros e cães também foi um sucesso. Todos os livros infantis e adultos foram doados. Eles foram disponibilizados pela Biblioteca Escolar Municipal Lucia Benedetti, que fica dentro do Galpão Comunitário em Sulacap. Dois cãeszinhos ganharam novas famílias na festa e muitos receberam carinhos e sorrisos, que só queriam olhar e compartilhar um afeto.

Crianças se divertindo de um lado, adultos se deliciando com a apresentação da Orquestra Geek Ritornello de Jedi. Com um problema no som devido queda de energia no bairro, todos que estavam confortavelmente sentados nas mesas e cadeiras alugadas pela Amisul, tiveram que buscar um calor mais humano. Sem áudio mecânico, todos tiveram que literalmente “chegar junto” a banda, para ouvir os belos violinos e apresentações tocantes dos cantores e tenores. Um teatro misturado com fantasia e muito amor, alegrou tantos corações que ficou estampada nos rostos e nos muitos aplausos ao fim do (verdadeiro) show. 

Enquanto uns aplaudiam de pé, outros ficaram atentamente sentados dentro do Campo do Muralha, onde o projeto Cinemão montou uma tela de oito metros para mostrar o documentário “Jardim Sulacap: o primeiro projeto de moradias populares do Brasil”, produzidos pelos moradores Alexandre Madruga e Janaina Ribeiro. Com apoio da RioFilmes e Secretaria Municipal de Cultura, o campo todo escuro apresentou 50 minutos da história do bairro, sobre olhos lagrimejantes, saudosos e orgulhosos. Um filme passou na tela e nas mentes de tantos presentes, que não se furtavam ao comentário elogioso de “era muito bom”. Os jovens junto com os pais observavam e despertaram para muitas coisas que simplesmente desconheciam. Mas a história fez história e todos saíram sabendo um pouco mais do bairro que moram e amam. Os aplausos no fim foram divididos com os carros que estavam em exposição também dentro do campo. A galera do Rio Garage Air Cooled fincou bandeira na Praça Sulacap, junto com as motos do Macatrilha (que andam nos morros do bairro) e do grupo de motocicistas Mumiah. Nem precisa dizer que todos posaram para fotos em todos os veículos novos, usados, antigos e com aqueles com (as vezes) apenas duas rodas.

Com um esquenta desses, a responsabilidade só aumentou para o cantor mais conhecido do bairro. Bekinha teve a brilhante companhia do Xande dos Cascas e fez o show com muita MPB raiz, levantando a galera que soltou a voz. Ao fim, Áurea Miquelino cantou a mais bela música que fez parte do DVD do documentário do bairro. 

Muitos que estavam cantaram em alto bom som, não esperavam soltar ainda mais a voz na mesma noite. Quando a banda Consoante entrou, os olhares de surpresa com a categoria e o profissionalismo foram seguidos de sorrisos e acompanhamentos. O vocalista Pedro por vezes virou maestro, para reger o povo que resolveu cantar junto várias músicas. A emoção estava no ar, mas faltava ainda a cereja do bolo. Bem, faltava o bolo mesmo. 

E foi a Banda Consonte que puxou o “parabéns para você” em ritmo de rock, passando o bastão da alegria para o Bloco do Balde, que entrou com uma bateria furiosa e ritmada, que lotou a quadra de ritmistas e passistas. Sim, o povo caiu no samba, comeu o bolo maravilhoso da Lê Patissier (com requintes de crueldade na beleza e sabor) e saiu com aquele sentimento que viu uma festa nunca antes vista. A descrição do bolo, prova a crueldade. Rústico imitando tronco de árvore com uma pintura estilo verniz com mix flores e folhagens de açúcar...Hibisco, orquídeas phaleonopsis, folhagens, magnólias, galhos de murtha e sementes. Massa tradicional com recheio de doce de leite e chocolate. Aguenta coração e o pecado da gula!

Maravilhoso e inesquecível também alguns adjetivos que a festa do 74º aniversário do Jardim Sulacap ganhou no dia, ao fim do evento. Mas o que se viu foi uma prova de amor imensurável por um bairro, alegria contagiante em ver a Praça Sulacap lotada, ordeira, feliz e impactada, pois foi escolhida como sede da comemoração do aniversário, quando nunca antes tinha recebido algo tão importante e cheio de presença popular. Para a nova presidente da Amisul, Renata Almeida, tudo foi feito “buscando a união, pura e simples, união de todo bairro”. São os novos tempos...

Um domingo diferente. Domingo de família. Como disse o amigo Emilson Moreira, administrador do Jardim Sulacap Bairro Sustentável, “uma festa inspiradora, motivadora e que ofereceu oportunidade de pessoas se conhecerem e antigos amigos se encontrarem, com sorrisos nos rostos e alegria no olhar. Tomada pelas famílias e grupos de amigos, a Praça Sulacap se tornou segura. Põe na conta! #maisumdiafeliz #feliznapraça”.

Eu complemento belo pensamento com parte da música da Banda Consoante, que encheu os olhos e o coração de todos que estavam presentes. “Mais amor, queremos mais amor, pedimos mais amor”. 

E teve amor de sobra... O presente foi de todos para todos. Até 2019!

AGRADECIMENTOS A todos somos gratos pela ajuda, pois sem a ajuda de vocês, esse dia inesquecível seria impossível. Obrigado pelo apoio.

Moradores: Amélia, Ana Lúcia, Andrezinho do Império, Dentista Andressa, Dorival, Eliane, Henrique, Levi, Luciano, Márcia Guimarães, Marluce da Yogga, Neuza Vieira, Núbia, Orminda e Valcir.

Comerciantes: Ab de Paula Imóveis, AleDri Fotografias, André Português da Ramar Diesel, Casa de Festas Espaço dos Sonhos, CESP – Centro Educacional Sonia Pimentel, Curso ITS, Cananda Bazar, Night Pizza, Padaria Rio Tinto, Parque Shopping Sulacap, IGUI Piscinas, Pizzaria Cazzeira, Quiosque do Muralha e Suladiesel.

Grupos: Macatrilha, Mumiah Brasil, Grupo de Ginástica Rio ao Ar Livre, Horta Comunitária Quincas Borba, Grupo Sulazer e Espaço de Vida Saudável Sulacap.

Autoridades: Superintendente de Bangu (Ap.5.1), Supervisão Regional de Jardim Sulacap e Magalhães Bastos, Vereador Italo Ciba e XXXIIIº Regional Administrativa de Realengo

Atrações Gratuitas: Aurea Miquelino, Banda Consoante, Colônia Mania, Nura Brinquedos, Orquestra Geek Ritornello de Jedi, Rio Garage Air Colled, Rosane Canil e Tobogã Inflável do Luciano.


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil