• Alexandre Madruga

HOLÍSTICOnews | A Depressão e o tratamento com terapias holísticas


A depressão se tornou uma verdadeira epidemia moderna. Inúmeros são os casos, diagnosticados ou não, desse mal que aflige tantas pessoas. Depressão já é considerada o “mal do século”, pela Organização Mundial da Saúde, que também estima que ela será a doença mais comum por volta do ano de 2030. Atualmente, em torno de 121 milhões de pessoas estão com depressão. Infelizmente, a metade do total das pessoas afetadas pela doença nunca tiveram o diagnóstico tampouco o tratamento correto e, dado alarmante, é que mais de 1/10 das pessoas com o distúrbio se suicidam. Os maiores gatilhos desencadeadores são a nossa própria visão do mundo, o sistema excludente no qual a maioria da humanidade vive, as pressões cotidianas, as competições, a exploração, a degradação do meio-ambiente, a alimentação, a falta de perspectiva, dentre outros. Em nosso estilo de vida corrido, estamos na maioria das vezes, no “piloto automático”: fazemos nossas milhares de tarefas sem nem parar pra pensar no que realmente importa e, o que realmente importa, muitas vezes é relegado a segundo, terceiro plano. Inúmeras são as pessoas que vivem em função do que os outros esperam que ela seja, que têm o comportamento que os outros esperam que elas tenham, deixando de ser quem são para agradar quem não está tão preocupado assim com o seu bem-estar, acumulando, assim, estresses desnecessários, cargas pesadas demais para carregar, abrindo as portas para essa doença e também para outras. Depressão não é “mimimi”! É um assunto muito sério! Só quem sofre sabe como é. A primeira providência é procurar auxílio médico tradicional que, ao diagnosticar a doença, irá receitar remédio, psicoterapia ou ambos. Como terapeuta holística, tenho atendido vários casos de pessoas com diagnóstico médico de depressão e que respondem muito bem ao tratamento com Reiki ou Mesa Radiônica, por exemplo. Já tive casos de pessoas que vinham padecendo com a doença há anos e em poucos meses de tratamento holístico já apresentavam significativa melhora tendo até redução na quantidade de remédios e supressão de alguns. A explicação é que as terapias holísticas tratam da área onde os remédios não vão: nossos corpos sutis. Enquanto o remédio trata apenas o corpo físico, que é o último estágio da doença, as holísticas vão na origem do problema: os corpos emocional, mental e espiritual. Toda doença começa em um desses três corpos e vai atingindo os demais, até chegar ao corpo físico. Tratando só o corpo físico, a doença fica no mesmo lugar original e pode até voltar. Qualquer doença segue esse curso: câncer, alcoolismo, vícios em geral, depressão etc. etc... Em um percentual significativo dos casos, a depressão tem origem no corpo espiritual, por falta de conexão, especialmente. Muitos de nós trazemos memórias, lições e dívidas cármicas que precisam ser aprendidas, resgatadas, curadas, caso contrário, farão com que repitamos padrões de comportamentos que nos levarão a doenças e problemas os mais diversos. Estamos aqui para evoluir, para nos reconectar com o Criador, o Deus do nosso coração, o Deus Pai e Mãe, e, quando negligenciamos esse fato, abrimos diversos portais extrafísicos por onde passam uma infinidade de energias negativas destrutivas. A conexão espiritual é tudo e faz toda a diferença! Mas não estou falando exclusiva e necessariamente de religião. A religião sadia faz parte do processo e eu super indico aos meus clientes a seguirem a religião do coração deles. Entretanto, para quem não deseja seguir (ou não deseja mais seguir) uma religião, não importa! Pois Deus está em todo e qualquer lugar onde haja o bem, onde se tenha por regra o Amor. É um pouco mais difícil seguir dessa forma, pois estamos acostumados com as religiões, mas não é impossível (e, atualmente,em muitos casos, é até mais saudável). Uma conexão com a Natureza nos garante conexão com o Criador. A falta de conexão espiritual não nos deixa perceber, conhecer e seguir nossa missão de vida e, consequentemente, nos afasta do nosso propósito aqui na Terra. Todos viemos com várias missões secundárias e uma primária, que é a nossa vocação e onde exerceremos nossos dons de forma a não somente nos elevar, mas também ajudar muitas pessoas a também se elevar. É sempre assim, seja qual for nossa profissão, temos a incumbência de exercer nossa vocação primordial nela. E isso não nos é imposto por alguém, algum espírito ou entidade. É tudo combinado no plano espiritual, com a nossa participação, visando nossos aprendizados, resgates e evolução. Para saber qual é a sua Missão de Vida, basta fazer o Mapa Numerológico Cabalístico. A conexão com a espiritualidade, com nosso Eu Superior nos dá um “chão”, uma base, fora isso, tudo o mais é frágil. E a depressão se instala quando estamos mais fragilizados, sem saber para onde ir e o que fazer. Cada caso é um caso e todos precisam ser analisados levando em consideração toda a história do cliente, o “gatilho” que foi acionado levando ao quadro depressivo, a visão de mundo que a pessoa tem, suas reações perante as dificuldades cotidianas, dentre outros. Essa primeira parte diagnóstica nos permite ajudar com orientações, dicas e faz com que o cliente se sinta acolhido, contudo, as energias com as quais trabalhamos, são inteligentes e vão onde a pessoa precisa, tratando seus corpos sutis e eliminado/curando a causa da doença. Um grande abraço! Namastê! Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos, Pedagoga formada pela UERJ, Teóloga especialista em Ciências da Religião pela UNESA, Sacerdotisa há 15 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área da Teologia. Telefones Oi: (21) 3357-7399 e 98464-4568 Whatsapp e celular Claro: 99232-4887 www.josisaldanha.com.br contato@josisaldanha.com.br www.facebook.com/josisaldanhanumerologa 


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil