Buscar
  • Leandro Borges - Fisioterapeuta

FISIOnews | A bursite no ombro é a causa de dor cada vez mais comum


Na articulação do ombro temos bursas (bolsas) sinoviais, dentro delas temos líquido que permite a lubrificação, reduzindo os atritos das superfícies durante o movimento, elas são encontradas entre os tendões, músculos e proeminências ósseas.

Hoje em dia vejo as pessoas generalizando a dor no ombro como sendo uma bursite, é só movimentar e sentir dor e pronto, é motivo de ser bursite. Só que não é bem assim, temos que ver o histórico do problema e avaliar melhor e algumas vezes sendo necessário realizar exames por imagem como a ressonância magnética, pois ela possui uma melhor visibilidade para identificar a bursite de ombro. Outro exame bastante utilizado para o diagnóstico é a ultrassonagrafia, sendo um exame com menor custo.

Durante a avaliação é possível o diagnóstico, os sintomas da bursite são bem parecidos com a tendinite, mas com experiência podemos diferenciar uma da outra através da localização e testes realizados pelo fisioterapeuta.

Quais os sinais e sintomas da bursite do ombro?

- Dor no ombro que poderá irradiar para o braço;

- Algumas vezes a dor piora a noite, atrapalhando o sono da pessoa principalmente caso durma em cima do lado acometido;

- Limitação do movimento devido a dor, principalmente na elevação do braço;

- Nas fases mais avançadas poderá sentir crepitações durante o movimento do ombro;

- Sensibilidade à palpação no ombro;

- Fraqueza muscular;

- Inchaço e vermelhidão quando a bursa se apresenta bem inflamada.

Alguns fatores podem causar a bursite no ombro, movimentos que exijam que o braço trabalhe acima da cabeça poderão comprimir estruturas articulares, assim como a bursa. Trauma direto no ombro ou acidente que gere impacto no ombro também é outro fator.

Levantar excesso de peso tanto em casa como durante as atividades físicas também é um motivo comum para quem pratica atividade e quer resultado rápido. Procure aumentar o a resistência gradativamente para que não sobrecarrega a articulação!

É muito importante tratar o fator que esteja causando a bursite, especialmente se estiver ligado a postura. Vejo que nesse caso, mesmo que esteja ligado a outros fatores, mas melhorando a sua postura, melhora também a harmonia do ombro, como consequência o movimento vai fluir melhor e sem dor.

Evite movimentos repetitivos relacionados ao ombro, pode ser causa da sua bursite, movimentos de grandes amplitudes e repetitivos se evitados na fase aguda quando já diagnosticado a bursite no ombro ajuda a diminuir e aliviar o processo inflamatório.

A imobilzação do ombro com tipóia hoje em dia não é indicada, pois a imobilização tem um poder deletério que prejudica ainda mais, além de causar a fraqueza muscular poderá também levar a outro problema que é a capsulite adesiva (ombro congelado). O repouso nessa fase é importante, mas não pode ser absoluto, ou seja, você deve continuar sua vida normal com as suas atividades dentro de casa, mas evite mexer com o ombro em grandes amplitudes.

Na fase aguda é interessante o uso do gelo para aliviar a dor e o processo inflamatório, não ultrapassando 30 minutos, em relação a frequência irá depender da intensidade da sua dor, mas inicialmente podemos colocar uma vez na parte da manhã, outra a tarde e uma vez a noite, somando 3 vezes ao dia.

O alongamento bem orientado é importante para direcionar as fibras musculares e aumentar a vascularização local, mas deverá ser feito quando bem tolerado pela paciente, não tente continuar o alongamento caso sinta dor.

O fortalecimento do manguito rotador (grupo de músculos no ombro) é indicado assim que o quadro álgico (dor) melhorar para dar melhor estabilidade ao ombro, reposicionando a cabeça do úmero no lugar adequado, evitando que estruturas articulares entrem em atrito.

Procure seu fisioterapeuta!

Leandro Borges é Fisioterapeuta e Instrutor de Pilates, Pós-graduado em Traumato-ortopedia com ênfase em Terapias Manuais.

Contato: 99550-9212 ( whatsapp )

Email: leandrorjfisio@hotmail.com

Blog do Facebook: Fisiot. Leandro Borges


0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil