Buscar
  • Josi̊ Sàldanha - Numeróloga Cabalista

HOLÍSTICOnews | Os “Números do Amor” na Numerologia Cabalística


Um assunto que as pessoas gostam muito de saber e de conversar é tudo o que diz respeito aos relacionamentos. A Numerologia Cabalística também analisa esse aspecto, mostrando o grau de compatibilidade entre um casal.

Com base no nome e na data de nascimento de cada parceiro/a, podemos saber se tal relacionamento é benéfico, se tende a durar, se há possibilidade de aparecer uma “terceira pessoa”, se vai “esfriar” com o tempo...

É importante frisar que o grau de maturidade de cada um é extremamente relevante para que um relacionamento dê certo, pois os cálculos servem para mostrar as possibilidades e orientar, contudo, invariavelmente, quem deve ter a palavra final e quem deve decidir sobre o que é melhor para si, sempre deverá ser a própria pessoa.

Um dado de extrema relevância, e que não pode ser omitido, é sobre a questão de mudar ou não o nome com o casamento.

Nesse momento, peço todas as vênias para dar uma opinião pessoal a respeito de a pessoa adotar ou não o nome do cônjuge ao se casar. Obviamente, falo com base em tudo o que eu já estudei e venho estudando que:

1 – Ninguém deveria mudar seu nome ou assinatura aleatoriamente, sem consultar a Numerologia, pois ao fazer tal alteração, muitos aspectos da personalidade da pessoa (que adotou o sobrenome da outra ou modificou seu nome, judicialmente ou não, por alguma razão pessoal), podem sofrer uma mudança profunda, para o bem ou para o mal.

É comum ouvirmos relatos de mulheres (pois são as que mais mudam o nome), dizendo que depois do casamento elas notaram uma mudança em seu modo de encarar a vida, positiva ou negativamente. Isso se dá pelo fato de que, com a mudança de nome, seus números de Motivação, Impressão e Expressão, com raras exceções, são modificados e isso tem impacto direto em sua personalidade, que pode passar de extrovertida para introvertida, de calma para agitada, de forte para sensível, e vice-versa (principalmente com a mudança do número de Expressão).

O Número do Amor não muda com a adoção do “nome de casado/a”, mas como existe a mudança dos três números mencionados acima, haverá uma mudança no “jeito de ser” da pessoa, muitas vezes “da água para o vinho”, causando até complicações em seu trabalho.

2 – Ao adotar o nome da família do cônjuge, a pessoa traz para si toda a carga energética (positiva e negativa) da ancestralidade daquela família: carmas familiares, magia ancestral, padrões de comportamento, acontecimentos repetitivos devido a pragas rogadas etc.

Eu sei que é muito forte o que estou lhes relatando, nesse momento, mas como estudiosa dessa ciência milenar, cabe-me o dever de lhes informar sobre isso.

Se você já mudou de nome e sentiu a diferença, não entre em pânico, pois isso pode ser tranquilamente resolvido, com o cálculo de uma assinatura que venha harmonizar tudo. Tal regra também vale para as pessoas que, mesmo não tendo se casado, ou tendo se casado e não mudado o nome, sua vida “não anda”. Uma nova assinatura, calculada de acordo com o número do Destino e da profissão, pode reverter boa parte desse quadro de negatividade.

Mas por que apenas “boa parte desse quadro de negatividade”? Porque o Mapa Numerológico contém uma gama de tópicos abordados que precisam ser estudados pela pessoa e que ela tenha o firme propósito de se autoconhecer e melhorar os pontos deficientes. A assinatura nova é a “cereja do bolo” e ajuda MUITO a melhorar tudo na vida, mas se a pessoa seguir as demais orientações do Mapa, os resultados serão extremamente melhores. Caso a pessoa alie a feitura do Mapa com um tratamento com a Mesa Radiônica, os resultados virão ainda mais rapidamente!

Voltando à questão da Harmonia Conjugal, um fato interessante é que pessoas com o mesmo Número do Amor, são compatíveis e harmônicas, entretanto, o relacionamento delas pode vir a se tornar monótono, com o passar dos anos. Nesses casos, é muito importante que o casal “alimente” esse relacionamento, usando de sua criatividade cotidianamente, para não cair na mesmice.

A exceção é com número 5, pois, nesse caso, um parceiro completa o outro e o relacionamento tende a ser sempre positivo (claro que existem os obstáculos da vida, mas como são complementares, saberão “dar a volta por cima”).

Ao analisar a Harmonia Conjugal de um casal, um dos seguintes aspectos pode aparecer:

- Números que Vibram

- Números que se Atraem;

- Números Passivos;

- Números Opostos.

No caso dos números que vibram um com o outro, isso demonstra que existe forte atração sexual, mas que pode levar à separação, devido ao ciúme exagerado, inconstância sexual, arrogância de um ou ambos os parceiros. Para que tudo corra bem, esse relacionamento precisa se tornar Amor.

Os números que se atraem, mostram que o casal é totalmente compatível e o amor e o sexo se mesclam harmoniosa e ardentemente. São amáveis, cordiais, delicados e compreensíveis um com o outro. Tal relacionamento só não dará certo se o casal deixar que haja interferência de terceiros ou se houver alguma alteração de assinatura sem análise de um profissional de numerologia.

Quando os números são passivos, o casal não sofre influência nem negativa, nem positiva e eles tendem a se transformar de parceiros em amigos, deixando de ser “amantes”. Esse relacionamento pode dar certo por um bom tempo, devido a uma forte vibração de um dos parceiros, pois esse praticamente “carrega o relacionamento nas costas”, enquanto outro mostra-se indiferente. Todavia, o que mais acontece é que o relacionamento se arraste por toda a vida ou até que apareça uma terceira pessoa “mais interessante” na vida de um dos dois (normalmente aparece para o parceiro que é “indiferente”).

No caso de o resultado ser números opostos, algo peculiar pode acontecer, pois esse pode não ser o pior dos relacionamentos quando os envolvidos têm consciência do fato de serem opostos e serem intelectualmente desenvolvidos, o bastante, para conviverem “em paz”, usando a diplomacia e cedendo (ambos) nos pontos divergentes, encontrando um ponto em comum ou um acordo. O alerta é: em hipótese alguma um dos parceiros deve querer adaptar o outro ao seu jeito, aos seus desejos, aos seus ideais. Caso não consigam viver em acordo colaborativo, sem o prejuízo de um dos lados, a separação será inevitável e traumática para ambos.

Além de ser necessário que exista amor, que é a base de tudo, conhecer um ao outro, ter boa vontade, paciência, aceitação, perseverança, são alguns aspectos essenciais para que um relacionamento venha a dar certo. Essa análise faz parte e vem junto com Mapa Numerológico Cabalístico ou pode ser encomendada separadamente.

Um grande abraço!

Namastê!

Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos, Pedagoga formada pela UERJ, Teóloga especialista em Ciências da Religião pela UNESA, Sacerdotisa há 15 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área da Teologia.

Telefones Oi: (21) 3357-7399 e 98464-4568

Whatsapp e celular Claro: 99232-4887

www.josisaldanha.com.br

contato@josisaldanha.com.br

www.facebook.com/josisaldanhanumerologa


0 visualização
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2018 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil