• Josi̊ Sàldanha - Numeróloga Cabalista

HOLÍSTICOnews | O Chakra Básico e nosso relacionamento com nossa mãe


Hoje vamos falar sobre um aspecto muito importante relacionado ao nosso primeiro chakra: a relação entre nosso Chakra Raiz (também chamado de Básico), como nos relacionamos com nossa mãe e as implicações disso em nossa vida.

Em nossos estudos sobre os Chakras, falei rapidamente sobre essa questão no artigo sobre o Sétimo Chakra. Vamos relembrar:

“Da mesma forma, no plano físico, o nosso relacionamento com a nossa mãe associa-se ao primeiro Chakra, enquanto o sétimo Chakra associa-se ao nosso relacionamento com nosso pai. Caso nosso relacionamento com a nossa mãe tenha sido insuficiente, precário, difícil, no suprimento das nossas necessidades básicas (físicas e emocionais), especialmente quando pequenos, cultivaremos um sentimento de “corte em nossas raízes”, e isso influenciará negativamente nosso trato com o dinheiro, com o sentimento de segurança e trará dificuldades em relação ao entendimento do sentido de lar.” (leia o artigo completo: https://goo.gl/qMd5nj ).

Vamos relembrar algumas peculiaridades do Chakra Básico:

- Seu nome em sânscrito é “Muladhara”, palavra composta de duas outras, que são: “Mula” = raiz e “Adhara” = suporte, sustentação;

- sua localização é no períneo, portanto, seu vórtice é para baixo, em direção à terra, nos conectando a ela, ao mundo físico, material;

- quando ele está em equilíbrio, temos energia e motivação para lidar com todos os assuntos necessários e também prosperidade e boa saúde;

- quando ele está em desequilíbrio, sentimo-nos apáticos, sem energia, cansados e medrosos;

- se ele estiver em hiperatividade, a pessoa se torna excessivamente materialista, gananciosa, agressiva, cheia de manias e paranoias e pode desenvolver o distúrbio da acumulação de coisas antigas, inclusive as sem qualquer valor;

- se ele estiver hipoativo, a pessoa pode desenvolver problemas no útero, intestino preso, sistema nervoso alterado, medos sem fundamentos, depressão com tendências suicidas e a sensação de não ser bem-vinda aos lugares em que for.

Pois bem, conforme consta, por exemplo, no relato bíblico da criação dos seres humanos, somos feitos de “barro”: nosso corpo é composto das mesmas substâncias pelas quais nosso Planeta também é formado. E o nosso primeiro Chakra é o responsável por promover, constantemente, nosso “aterramento”, nossa ligação com nosso Planeta-Mãe, sendo de suma importância que nos dediquemos a manter sempre essa conexão com Gaia, a Terra.

A nossa mãe humana é a representação e a maior ligação que temos com a Mãe Terra, em termos de relacionamento. No útero materno nosso corpo físico, terreno, é formado. A forma como nos relacionamos com nossa mãe refletirá nos aspectos materiais da nossa vida, ou seja, pessoas que têm um relacionamento conflituoso e conturbado com sua mãe, tenderão a ter, dentre outros, problemas nas questões financeiras, passando por inúmeras dificuldades.

O criador da terapia Constelação Familiar, Bert Hellinger (Alemanha, 1925), pesquisou e esclareceu esse tema com profunda maestria (quem desejar se aprofundar, poderá ler seu livro “O amor do espírito”, da Editora Atman).

Dentre as várias dificuldades que se enfrenta na vida, os problemas financeiros estão intimamente ligados ao tipo de relacionamento que temos com nossa mãe. E eu completo: nosso relacionamento com o Planeta também está relacionado com a forma pela qual nos relacionamos com nossa mãe. Tudo está interligado. Claro que podem existir outros fatores relacionados, mas, certamente, esse é o principal ou um dos principais.

Semana passada, não tive condições emocionais para escrever nada, nem atender meus clientes, pois no dia 30/07, minha mãe, de 87 anos, veio a óbito. Hoje, dia 06/08, segunda-feira, estou escrevendo o presente artigo, fazem exatos sete dias da sua passagem.

Só quem teve uma ligação muito forte com sua mãe poderá entender com exatidão tudo o que venho sentindo esses dias. É muito “estranho”. Conversando com amigas terapeutas e demais amigos, descobri que, apesar de serem “estranhos”, são sentimentos que a maioria experimenta: primeiro senti como se tivesse envelhecido uns dez anos; parece que entrei em uma espécie de “vácuo”; parece que virei outra pessoa; o mundo também parece que ficou “estranhamente diferente”; peguei uma “gripe infinita”, pois desde o dia 27/07, à noite, quando levamos minha mãe ao atendimento médico de urgência, uma secreção se instalou em minha laringe e traqueia, me deixando com tosse e voz afônica, que não querem passar, nem com os xaropes compostos de ervas e mel que tenho tomado. Também sinto uma “dor estranha” no corpo, uma sensação de muito cansaço e minha pressão arterial se descontrolou. Ou seja: houve um enfraquecimento do meu Chakra Raiz, causando uma desconexão temporária com Gaia, em virtude dessa desconexão terrena que tive com minha mãe.

Enfim, sei que minha mãe está muito bem (até melhor que nós), e que eu vinha pedindo a Deus para que ela nunca viesse a sofrer deitada numa cama, totalmente dependente, e Deus me ouviu. Também recebi muitos “sinais e avisos”, do plano espiritual, de que a partida dela estava próxima. Mas ruptura é ruptura, perda é perda. Não há como sairmos ilesos, mesmo com todo preparo. Não dá pra deixarmos de sentir que poderíamos ter feito mais, que poderíamos ter sido melhores etc. Mas, aos poucos, vamos retomando a vida, com a bênção de Deus, em primeiro lugar, e a ajuda de todos os seres de Luz que nos acompanham e dos que se aproximam para nos ajudar.

Se há uma mensagem que posso deixar para vocês hoje é: valorize sua mãe! Faça tudo o que puder por ela; tente compreender, mesmo as suas “esquisitices”; trate seu pai e mãe com honra, pois quando eles partirem, por pior que você se sentir, a superação será mais rápida e o sentimento de culpa, que porventura vier a se instalar, será passageiro (sim, ele vem!).

O 5º Mandamento, dos Dez Mandamentos, resume muito bem tudo o que acabei de relatar sobre o Chakra Básico e as Constelações Familiares em relação aos nossos pais, especialmente à nossa mãe: “Honre o seu pai e a sua mãe, para que você tenha uma longa vida na terra que o Senhor seu Deus te dá” (Êxodo 20.12). Por “longa vida”, podemos entender “uma vida tranquila”, uma “vida próspera”, uma “vida equilibrada”.

O cuidado com nossos centros energéticos é fundamental. Cuide dos seus Chakras, pois cada um deles tem uma função muito especial em nossa vida. Cuide do seu Chakra Básico, da sua conexão com o Planeta Terra e do seu relacionamento com sua mãe para que, quando surgirem as situações difíceis, você tenha energia e entendimento suficientes para atravessar tudo da melhor forma possível.

Um grande abraço!

Namastê!

Josi̊ Sàldanha é Numeróloga Cabalista, formada pela ABNC – Academia Brasileira de Numerologia Cabalística, Terapeuta Psicopedagoga Holística, em várias especialidades, afiliada à ABRATH – Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos, Pedagoga formada pela UERJ, Teóloga especialista em Ciências da Religião pela UNESA, Sacerdotisa há 15 anos, com dois livros de reflexões publicados, em parceria, na área da Teologia.

Telefones Oi: (21) 3357-7399 e 98464-4568

Whatsapp e celular Claro: 99232-4887

www.josisaldanha.com.br

contato@josisaldanha.com.br

www.facebook.com/josisaldanhanumerologa

#ChakraBásico #Gaia #Mãe #ConstelaçãoFamiliar #DezMandamentos

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil