• Alexandre Madruga

Realengo e Magalhães Bastos sofrem com aumento de 50% nos roubos


Os dados das ocorrências registradas pela 33ª DP (Sulacap) no primeiro trimestre desse ano, mostram como a criminalidade aumentou na região. Os números são piores, após a implementação da intervenção federal na segurança pública do Rio em fevereiro. Em todos os três bairros houve um aumento de 50% nos roubos comuns, de fevereiro para março. Não foram contabilizados os roubos a veículos, nem de cargas. Essas são as informações que estão no relatório do Instituto de Segurança Pública (ISP), dos meses de janeiro, fevereiro e março de 2018.

REALENGO Gilberto Gil cantou nos bons tempos, mas hoje a região sofre. Ao longo do primeiro trimestre, 1.229 ocorrências foram anotadas. O bairro lidera o ranking dos registros na delegacia da área e com larga folga. Comparando os dados com o mesmo período de 2017, o número de assaltos teve um aumento de 10%. Se comparar o mês de março com o mês anterior desse ano, os números são bem maiores e chegam a 50%. Quase 200 carros foram roubados e furtados no primeiro trimestre de 201, ainda segundo os dados do ISP.

MAGALHÃES BASTOS Os moradores devem estar sentindo na pele a insegurança. Os mais de 25 mil residentes sentem e sofrem com o alto número de assaltos, que é a ocorrência que mais lidera no bairro. Logo em seguida, no triste ranking da criminalidade, vem o roubo e furto de veículos. Ainda no pódium, também tem os furtos de todos os outros tipos.

Em comparação com outros bairros que a 33ª DP atende, Magalhães Bastos está na vice liderança no número de roubos e em terceiro lugar em roubos de veículos, atrás de Realengo e Deodoro, respectivamente.

ROUBO DE CARGAS TEM ÍNDICE BAIXO Os dados fornecidos pelo ISP mostram uma curiosidade. Muitas ruas dos bairros dessas regiões estão com o “selo” dos Correios como “áreas de risco” e, com isso, não recebem as correspondências em casa. Mas os registros de ocorrências na 33ª DP são muito baixos.

Ao longo dos três primeiros meses desse ano, a delegacia recebeu 37 registros de roubos de cargas. Realengo teve 24 incidências, Deodoro nove, Jardim Sulacap e Magalhães apenas duas cada um, ao longo de janeiro, fevereiro de março.

Importante ressaltar que os roubos de cargas de altos valores, são registrados na unidade especializada, a Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC), na Cidade da Polícia, no bairro do Jacarezinho.

DEODORO

CAMPO DOS AFONSOS


Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil