• Alexandre Madruga

SERVSOCIALnews | Autonomia e superação de obstáculos


Tendo como base os atendimentos realizados em minha área muito tenho refletido sobre autonomia na família e a superação de seus obstáculos, principalmente no contexto da criança com deficiência. Bom para começar a palavra autonomia no dicionário tem como significado: emancipação, independência, autossuficiência dentre outros significados. E como uma família chega nesse patamar? Como é possível uma criança com deficiência possuir autonomia? São inúmeras as perguntas e com certeza milhares de respostas, pois tudo vai depender da família e de cada um de seus membros e de infinitas oportunidades. Em se tratando de um contexto real, esse que vivencio todos os dias eu diria que a autonomia está simplesmente dentro de cada um de nós, de como reagimos aos obstáculos que enfrentamos diariamente, se pararmos para pensar na autonomia de um cadeirante, ele tem a opção de fazer parte de uma sociedade ativa e fazer com que a mesma a inclua no seu cotidiano, dessa forma não haverá obstáculos, lógico que não estou falando de obstáculos urbanos, falo daqueles impostos por nós mesmos e pelas outras pessoas, pensarmos assim ele não saíra de casa não iria trabalhar, ter vida sexual ativa e nem engravidaria no caso do sexo feminino. Porem se nos demos conta muitas vezes os obstáculos são decorrentes de nós mesmos ou de nosso preconceito. Precisamos eliminar aquilo que nos prende de dentro para fora para que o olhar externo seja livre e assim termos autonomia suficiente para seguir em frente e enfrentar os obstáculos reais impostos pela sociedade e pelo estado. Família criam autonomia mesmo diante das dificuldades, pois encaram o novo como já superado, contudo o que tenho percebido é a imensa dificuldade em encarar o velho, superar preconceitos internos, superar os próprios obstáculos que algumas pessoas se apropriam de maneira incorreta, não devemos assumir algo que não foi criado por nós, vamos nos livrar dos paradigmas e superar nossas neuroses, nada vai melhorar se não nos libertarmos de nossas próprias correntes, correntes essas muitas vezes deixadas de herança ou legado negativo de nossos familiares. Liberte se para o mundo, assim obstáculos urbanos, sociais e econômicos terão menos peso nas suas costas, até por que já carregamos peso demais. Meu nome é Benilce, sou Assistente Social pela Universidade Castelo Branco, Especialista em terapia de família pela Universidade Candido Mendes e Historiadora pelas Faculdades Integradas Simonsen. Meu contato: valeubere@hotmail.com 

#serviçosocial

Clique na imagem para baixar aplicativo da Rádio para celular
image1.jpg
Ajude a manter vivo o Jornalismo Local

Pedimos sua contribuição para mantermos um jornalismo profissional, valorizando informações qualificadas, contra fake news e dando voz a nossa região. Somente com seu apoio e ajuda financeira, conseguiremos continuar trabalhando para todos vocês, que confiam na nossa missão.

© 2020 Sulacap News

Jardim Sulacap - Zona Oeste do Rio de Janeiro - Brasil